Início » Negócios » Toshiba vende divisão de TVs para fabricante chinesa

Toshiba vende divisão de TVs para fabricante chinesa

Por
14/11/2017 às 14h56
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

A Toshiba não anda bem: a empresa japonesa acumulou prejuízos bilionários, principalmente no setor de energia nuclear, o mais importante da companhia, depois de ter tomado multas pesadas por fazer manipulação contábil. Para estancar o sangramento, a Toshiba está vendendo seus ativos: a divisão de TVs foi comprada nesta terça-feira (14) pela chinesa Hisense.

A Hisense é desconhecida no Brasil, mas é a quarta maior fabricante de TVs do mundo (atrás das líderes Samsung, LG e TCL). Nos Estados Unidos, a empresa detém os direitos da marca Sharp para venda de TVs. Agora, os chineses estão comprando 95% da Toshiba Visual Solutions por 12,9 bilhões de ienes (o equivalente a R$ 369 milhões). Os japoneses continuarão com 5% de participação no negócio.

Segundo o Nikkei, a Toshiba produziu cerca de 700 mil televisores no último ano fiscal (que terminou em março de 2017). A divisão gerou o equivalente a R$ 1,25 bilhão em faturamento, mas deu prejuízo de R$ 176 milhões. Ela já foi uma das maiores fabricantes de TVs do mundo, competindo com a Sony, mas ambas perderam espaço para as coreanas e chinesas. No Brasil, a Semp Toshiba deu lugar à Semp TCL.

Toshiba - semicondutor

A liquidação na Toshiba anda em ritmo acelerado: em setembro, a empresa vendeu sua divisão de chips por US$ 18 bilhões para um consórcio formado por Apple, Dell, Kingston, Seagate e outras companhias de tecnologia. No ano passado, o negócio de linha branca da Toshiba foi vendido para a Midea, também chinesa.

A venda da divisão de TVs da Toshiba para a Hisense passará pela aprovação dos órgãos regulatórios e deverá ser concluída até fevereiro de 2018.

Mais sobre: , ,
  • Aloísio

    Novo slogan da Toshiba:

    “Nossos chineses são melhores que os chineses dos outros”.

    • Cássio Amaral

      “Nossos chineses são mais criativos que os chineses dos outros.”

      • Aloísio

        Engano meu.Obrigado pela correção!

      • Firmino Gomes

        do jeito que anda, vai virar. “Nossos Japoneses agora são todos chineses e made in china”

  • Alisson Silva

    Esse negócio de venda de divisão ou venda de direito de nome me incomoda um pouco, você compra uma TV Philips achando que comprou uma TV da holandesa Philips, mas na verdade comprou uma TV da AOC. Espero que minha TV Samsung seja Samsung mesmo.

    • Otávio

      Interessante essa dança de marcas, vide Nokia, Vaio, etc.

      Mas há de se lembrar que a China hoje ~em termos bem gerais~ ocupa o espaço que ocupou a Coréia um tempinho atrás e o Japão há mais tempo ainda. Eles já foram os copiadores “meia boca”.

    • Diego de Oliveira Soares

      Em 2001 compramos uma TV Toshiba que era fabricada pela Samsung…

  • 868686

    Sinto-me levemente vingado…

    Pouca gente se lembra (brasileiro tem memória curta, lembra?) mas quando o governo do CORRUPTO Luladrão estava definindo o padrão de TV Digital a ser adotado no Brasil essa empresa salafrária prometeu que se o padrão japonês fosse escolhido uma das contrapartidas seria a construção, por ela, de uma fábrica de semicondutores (chips) no nosso país.

    O padrão japonês foi o escolhido e na hora de cumprir o acordo esses japoneses ordinários inventaram uma desculpa esfarrapada e não cumpriram o prometido. Nos fizeram de trouxa!

    E o governo dos CORRUPTOS nada fez!

    Espero que essa empresa vá a falência! Só assim o ultraje que nos causaram será compensado.

    • Junkieboy

      Lembro bem disso. Estava entre o padrão japonês e o europeu, que tanto as companhias de telecom queriam.

    • rjlgarcia

      Me lembro disso. Na época estava torcendo para o DVB. Que teria sido uma boa pois teríamos mais acessórios e dispositivos para um padrão que equivale ao GSM das televisões (fazendo menção à antiga disputa entre GSM E CDMA)

      • Wellington Gabriel de Borba

        O que me irrita é que Brasil através do CNPq tinha um modelo de TV digital compatível com os padrões dos EUA, da Europa e do Japão e enterramos tudo.

    • Jose X.

      mas agora está tudo melhor, colocaram gente onesta no governo, inclusive não temos mais a “gasolinha mais cara do mundo”

      • Hoffmann

        Hahahahahaha o cara é alienado, deve ser alguém que mama nas tetas do governo “honesto”.

        • 868686

          Iiiiii… chamou os outros de “alienado” já sei que é mongolão eleitor de petista…

      • 868686

        Quem colocou a quadrilha do PMDB no poder foi você, ou já esqueceu que votou nele?

        Petista tem memória seletiva.

        • Jose X.

          “fora Dilma”, “somos milhões de Cunhas”, “não tenho culpa, votei no Aécio”, etc

          🙂

          • 868686

            Vai levar cigarro para o Lula na cadeia, eleitor do Temer?

        • Wellington Gabriel de Borba

          No segundo turno você deve ter votado nulo/branco ou nem foi votar. Porque se votou no Aécio, tem algo na sua fala que não me cheira bem.

    • Hoffmann

      Espumou.

    • Felipe Ventura

      É interessante relembrar esse episódio. Da Folha, em 2006:

      “O governo brasileiro anunciou ontem acordos com o governo japonês e a empresa Toshiba detalhando contrapartidas caso o país adote o sistema japonês de televisão digital. A Toshiba mostrou interesse em instalar uma fábrica de semicondutores no Brasil.”

      Tudo ficou só no papel, apesar do otimismo do governo: “… foi mencionada a instalação de uma fábrica de semicondutores (chips) no Brasil, um investimento de US$ 700 milhões, mas ainda sem proposta firme… O ministro do Desenvolvimento, Luiz Fernando Furlan, dá como certo o acordo com os japoneses e a abertura de uma fábrica no país, que deve ser da Toshiba.

      – Não há como o governo japonês obrigar as suas empresas a abrirem uma fábrica no Brasil, mas há o apoio oficial, o que no Japão significa muita coisa.”

      Algumas empresas europeias também se ofereceram para construir uma fábrica no Brasil se o padrão DVB fosse adotado, o que não aconteceu: “a coalizão européia disse estar disposta a fazer uma proposta firme para a construção de uma fábrica de semicondutores no Brasil. Também ofereceu incluir aplicativos desenvolvidos por universidades brasileiras na segunda fase de modernização da tecnologia DVB.”

      As operadoras de TV tiveram um peso grande ao defender o padrão japonês: “o governo escolheu um sintonizador (turner) que privilegia a robustez do sinal, possibilitando uma recepção melhor. Os maiores beneficiados desse recurso são as redes de TV, que precisam de transmissores menos potentes. Ou seja, o consumidor paga a conta dessa robustez.”

  • Jose X.

    depois de ter tomado multas pesadas por fazer manipulação contábil

    que estranho, corrupção no Japão ? achava que isso era um fenômeno exclusivamente brasileiro

    • Wellington Gabriel de Borba

      Do PT, porque eu votei no Aécio. kkkkk