Início » Negócios » Toshiba vende divisão de TVs para fabricante chinesa

Toshiba vende divisão de TVs para fabricante chinesa

Paulo Higa Por

A Toshiba não anda bem: a empresa japonesa acumulou prejuízos bilionários, principalmente no setor de energia nuclear, o mais importante da companhia, depois de ter tomado multas pesadas por fazer manipulação contábil. Para estancar o sangramento, a Toshiba está vendendo seus ativos: a divisão de TVs foi comprada nesta terça-feira (14) pela chinesa Hisense.

A Hisense é desconhecida no Brasil, mas é a quarta maior fabricante de TVs do mundo (atrás das líderes Samsung, LG e TCL). Nos Estados Unidos, a empresa detém os direitos da marca Sharp para venda de TVs. Agora, os chineses estão comprando 95% da Toshiba Visual Solutions por 12,9 bilhões de ienes (o equivalente a R$ 369 milhões). Os japoneses continuarão com 5% de participação no negócio.

Segundo o Nikkei, a Toshiba produziu cerca de 700 mil televisores no último ano fiscal (que terminou em março de 2017). A divisão gerou o equivalente a R$ 1,25 bilhão em faturamento, mas deu prejuízo de R$ 176 milhões. Ela já foi uma das maiores fabricantes de TVs do mundo, competindo com a Sony, mas ambas perderam espaço para as coreanas e chinesas. No Brasil, a Semp Toshiba deu lugar à Semp TCL.

Toshiba - semicondutor

A liquidação na Toshiba anda em ritmo acelerado: em setembro, a empresa vendeu sua divisão de chips por US$ 18 bilhões para um consórcio formado por Apple, Dell, Kingston, Seagate e outras companhias de tecnologia. No ano passado, o negócio de linha branca da Toshiba foi vendido para a Midea, também chinesa.

A venda da divisão de TVs da Toshiba para a Hisense passará pela aprovação dos órgãos regulatórios e deverá ser concluída até fevereiro de 2018.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Sckillfer
Realmente, Petista tem bandido de estimação... Por isso que o Aécio tá solto e Alckmin e Temer no poder.
868686
Graças às trapalhadas da Dilmanta. E petista é tão mongolão que até hoje entendeu que são todos farinha do mesmo saco. Petista tem bandido de estimação. Eu, por outro lado, quero ver TODOS os bandidos presos, de preferência pro resto de suas vidas.
Sckillfer
O Temer tomou o poder graças a quem mesmo? Parceria com o PSDB do Aécio? Ah tá
Sckillfer
HahahahhaH
Firmino Gomes

do jeito que anda, vai virar. "Nossos Japoneses agora são todos chineses e made in china"

Diego de Oliveira Soares

Em 2001 compramos uma TV Toshiba que era fabricada pela Samsung...

Wellington Gabriel de Borba

Do PT, porque eu votei no Aécio. kkkkk

Wellington Gabriel de Borba

O que me irrita é que Brasil através do CNPq tinha um modelo de TV digital compatível com os padrões dos EUA, da Europa e do Japão e enterramos tudo.

Wellington Gabriel de Borba

No segundo turno você deve ter votado nulo/branco ou nem foi votar. Porque se votou no Aécio, tem algo na sua fala que não me cheira bem.

868686
Vai levar cigarro para o Lula na cadeia, eleitor do Temer?
Jose X.
"fora Dilma", "somos milhões de Cunhas", "não tenho culpa, votei no Aécio", etc :)
868686
Quem colocou a quadrilha do PMDB no poder foi você, ou já esqueceu que votou nele? Petista tem memória seletiva.
868686
Iiiiii... chamou os outros de "alienado" já sei que é mongolão eleitor de petista...
Otávio
Interessante essa dança de marcas, vide Nokia, Vaio, etc. Mas há de se lembrar que a China hoje ~em termos bem gerais~ ocupa o espaço que ocupou a Coréia um tempinho atrás e o Japão há mais tempo ainda. Eles já foram os copiadores "meia boca".
Felipe Ventura
É interessante relembrar esse episódio. Da Folha, em 2006: "O governo brasileiro anunciou ontem acordos com o governo japonês e a empresa Toshiba detalhando contrapartidas caso o país adote o sistema japonês de televisão digital. A Toshiba mostrou interesse em instalar uma fábrica de semicondutores no Brasil." Tudo ficou só no papel, apesar do otimismo do governo: "... foi mencionada a instalação de uma fábrica de semicondutores (chips) no Brasil, um investimento de US$ 700 milhões, mas ainda sem proposta firme... O ministro do Desenvolvimento, Luiz Fernando Furlan, dá como certo o acordo com os japoneses e a abertura de uma fábrica no país, que deve ser da Toshiba. – Não há como o governo japonês obrigar as suas empresas a abrirem uma fábrica no Brasil, mas há o apoio oficial, o que no Japão significa muita coisa." Algumas empresas europeias também se ofereceram para construir uma fábrica no Brasil se o padrão DVB fosse adotado, o que não aconteceu: "a coalizão européia disse estar disposta a fazer uma proposta firme para a construção de uma fábrica de semicondutores no Brasil. Também ofereceu incluir aplicativos desenvolvidos por universidades brasileiras na segunda fase de modernização da tecnologia DVB." As operadoras de TV tiveram um peso grande ao defender o padrão japonês: "o governo escolheu um sintonizador (turner) que privilegia a robustez do sinal, possibilitando uma recepção melhor. Os maiores beneficiados desse recurso são as redes de TV, que precisam de transmissores menos potentes. Ou seja, o consumidor paga a conta dessa robustez."
Exibir mais comentários