Início » Brasil Gadgets » Raspberry Pi 3 começa a ser vendido oficialmente no Brasil

Raspberry Pi 3 começa a ser vendido oficialmente no Brasil

Por
48 semanas atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

O Raspberry Pi é um computador do tamanho de um cartão de crédito que serve para inúmeros fins: prototipagem, servidor de arquivos, ensino de programação, centro de mídia e mais. Quem quisesse um deveria importá-lo por meios não oficiais, mas isso muda a partir desta quarta-feira (15): a placa foi homologada pela Anatel e começou a ser vendida no país.

A Raspberry Pi Foundation não vende diretamente para o consumidor; em vez disso, ela trabalha com revendedores. No mercado brasileiro, o primeiro aprovado é o FilipeFlop, que está comercializado o Raspberry Pi 3 Model B por R$ 199 — o preço sugerido nos Estados Unidos é de US$ 35 (o equivalente a R$ 114). Em comemoração ao lançamento, a placa ganhou uma versão azul, que será vendida exclusivamente no Brasil.

No comunicado oficial, a Raspberry Pi Foundation explica que “a dificuldade em comprar nossos produtos (e a falta de certificação da Anatel) foram pontos consistentes de feedback dos nossos muitos consumidores e seguidores brasileiros”. Ela afirma que o primeiro revendedor oficial “ajudou [a fundação] a entender as várias taxas e impostos locais que precisam ser pagos”.

A diferença entre o Raspberry Pi 3 homologado pela Anatel e o importado é a cor da placa (azul, em vez de verde). Consumidores de outros países não poderão adquirir a variante brasileira. Além disso, como explica a loja: “a certificação por parte da Anatel garante que o equipamento está dentro das especificações definidas pela agência […] o que significa que você pode desenvolver e comercializar produtos utilizando esta placa”.

O Raspberry Pi 3 Model B tem processador quad-core Broadcom BCM2837 de 1,2 GHz (Cortex-A53), 1 GB de RAM, Bluetooth 4.1, Wi-Fi 802.11n, saída de vídeo HDMI, quatro portas USB 2.0, entrada para microSD e conexão Fast Ethernet, pesando 45 gramas. Ele pode rodar Raspbian, Ubuntu e outras distribuições Linux, além do Windows 10 IoT.