Início » Software » A cidade de Munique, pioneira no uso do Linux, vai migrar para o Windows 10

A cidade de Munique, pioneira no uso do Linux, vai migrar para o Windows 10

Por
27/11/2017 às 10h22
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

A cidade de Munique, na Alemanha, se tornou um exemplo para o uso de software livre desde 2003, quando decidiu trocar o Windows por uma distribuição do Linux. No entanto, após uma década, ela vai voltar para o sistema operacional da Microsoft.

Munique decidiu implementar o Windows 10 em cerca de 29 mil PCs a partir de 2020, a um custo de cerca de 50 milhões de euros, substituindo completamente o LiMux — versão personalizada do Ubuntu — até o início de 2023.

Foto por Brian McKechnie/Flickr

A cidade sempre manteve PCs com Windows — entre 20% e 40%, segundo o TechRepublic — para rodar alguns programas incompatíveis com o Linux, quando não é possível usar virtualização.

Agora, os políticos decidiram que esse sistema duplo é insustentável: usar o Windows 10 deve abrir as portas para mais programas e drivers compatíveis, e também reduzir os custos associados a gerenciar máquinas com Windows e LiMux.

O prefeito Dieter Reiter diz: “nós sempre usamos sistemas mistos, e o que temos aqui é a possibilidade de migrar para um único sistema. Ter dois sistemas operacionais é completamente não-econômico”.

No entanto, como lembra o ZDNet, a decisão de migrar para o Linux nunca foi financeira, e sim estratégica. De acordo com um relatório da Comissão Europeia de 2008, o motivo principal era “o desejo de independência estratégica de fornecedores de software” como a Microsoft.

Já em 2003, um estudo realizado por Munique previa que a “solução proprietária”, baseada no Windows e no Microsoft Office, teria custado 35 milhões de euros. Isso seria cerca de 2,5 milhões a menos do que o LiMux, já levando em conta os custos de manutenção e treinamento. Na época, a Microsoft era acusada de práticas monopolistas.

A migração para o LiMux foi finalizada em 2013 e, desde então, Munique vinha cogitando retornar ao Windows. Críticos dizem que é difícil encontrar e testar programas para rodar nessa distribuição especializada do Linux; e que é complicado trocar documentos com organizações externas, devido a problemas de compatibilidade no LibreOffice.

E aparentemente, o lobby da Microsoft foi forte. No ano passado, a empresa até migrou de escritório na Alemanha para Munique, com seus 2.700 funcionários. (Ela ficava antes na cidade próxima de Unterschleißheim.)

No ano passado, um estudo realizado pela Accenture descobriu que Munique levava muito tempo para atualizar o software e corrigir erros, resultando em “tecnologia obsoleta, parcialmente insegura e em geral extremamente desajeitada, levando a muita perda de tempo e produtividade”. O problema não estava exatamente no LiMux, e sim na falta de coordenação entre os mais de 20 departamentos de TI que atendem a cidade.

Agora, Munique planeja investir 89 milhões de euros para modernizar seus sistemas de TI. Um dos projetos é aumentar significativamente o número de programas “independentes de plataforma”, que rodam no navegador ou em virtualização. O que talvez seja meio incoerente: se o objetivo é ter programas que não dependem do sistema operacional, para que… mudar o sistema operacional?

A cidade também vai adquirir 6 mil licenças para testar o Microsoft Office 2016, que rodará em máquinas virtuais. Então, no final de 2018, o conselho decidirá se abandona ou não o LibreOffice.

Com informações: TechRepublic, ZDNet.

  • Deve ter rolado grana por baixo dos panos até não poder mais…

    • PPKX XD ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

      Não é porque o Linux é “grátis” que o TCO (custo total de propriedade) é menor…

    • Gnull

      Se fosse no Brasil eu diria que era de certeza. De qualquer forma aqui é um site de tecnologia, então pergunto:
      Será que o Linux realmente supre o Windows totalmente? O custo realmente é menor? E como fica a eficiência do governo usando linux ou windows?

      • Ed. Blake

        Exatamente!

        A comunidade Linux hoje está cada vez mais dividida em pequenos projetos individuais, cada um com seu Norte e com poucos desenvolvedores para cada uma.

        O próprio Ubuntu não tem uma novidade significativa a pelo menos umas 3 versões.

        • Gnull

          Pois é, sou uma pessoa que torce para o sucesso do Linux, mas essa fragmentação atrapalha demais. Se fosse unificado já não seria fácil competir com o Windows, imagina fragmentado.

          Sobre seu uso, no caso da matéria, tem alto custo de desenvolvimento e treinamento para seu uso. Imaginem a prefeitura desenvolvendo seu próprio OS, softwares, treinando seus funcionários que nunca tiveram contato com esse tipo de sistema e que, se for igual no brasil, não tem interesse em aprender (conheço servidora pública do Judiciário que não trabalha com processo eletrônico porque não sabe usar o sistema, assim só trabalha com os processos físicos restantes)

        • 3 versões? Não tem novidade significativa é desde o lançamento do Unity praticamente.
          Teria uma, se o projeto do Mir e etc não tivesse sido cancelado…

      • Salviano Lima

        o problema são os diversos softwares legados, softwares desktop que as vezes são incompativeis ate com versões mais novas do Windows , e a resistencia de aprendizado das pessoas, porque o Windows não tem “custo de treinamento” e o linux tem? ninguem nasce sabendo usar Windows, mas as pessoas se adaptam e fazem curss pra aperender, ou ja tem uma vivência com o sistema em casa devido a ser um sistema mais difundido

        • Gnull

          O custo é menor porque as pessoas normalmente estão familiarizadas. É muito mais difícil treinar alguém para aprender sobre algo totalmente novo, do que algo que já usam todos os dias.

  • Fabio Maldonado

    “O prefeito Dieter Reiter…” o sobrenome já diz tudo…

    • Ciro Moises Seixas Dornelles

      hauhauahuauhahuahuahahauahuahuahuahuhauhauhauha

    • J Janz

      Eu tive que reler 1 ou 2x (até desligar um sotaque +- alemão na minha cabeça) e aí tive que segurar o riso no trampo! Queria poder dar mais de um upvote! =D

    • Cássio Amaral

      shauahauashaua

  • Samael Vinícius

    Julgando pela interface do LiMux, acho que eles tiveram uma péssima experiência com Linux :/

    • Gabriel B.R.

      Julgando pela matéria, a interface não foi um dos fatores que eles consideraram… Mas que é feio é, tá repreendido 👉👺

    • Salviano Lima

      porque que quando fazem uma implementação do linux em empresas sempre usam essas subdistribuições toscas e mal feitas? não é a toa que tem problemas, poderiam usar o Ubuntu (se querem mais compatibilidade e facilidade de uso), ou um CentOS caso queiram mais estabilidadem vão usar uma subdistribuição mal feita e da nisso

      • Kodos Otros

        Taí algo que não entendo também.

        • Thiago Marques

          também queria saber.

      • Leonardo de Pádua

        Aqui em Brasília as agências do Detran, Sine, INSS usam o Ubuntu.

        • Por causa do governo anterior (do PT), mas já estão realizando a migração para o Windows dlç.

      • Walter Staeblein

        Era Ubuntu personalizado. Está na matéria.

      • Rodrigo Messias Barros Oliveir

        Se vocês repararem na data do sistema, canto inferior da tela, verão que é a versão do LiMUX de 2004… .há 13 anos atrás. Acho que isso explica muita coisa. Hoje não deve ser tão feia assim. Mas em 2004 o Windows tb era quase assim… feio de dar dó.

    • Gnull

      Acredito que a interface deve ser o mais idêntico possível com o windows para facilitar a transição

      • Ciro Moises Seixas Dornelles

        Coloquei o Deepin linux no pc do meu pai. Ele não sente nenhuma falta do windows. (ele é usuário básico de PC).

        • Gnull

          Isso realmente varia. Se no do meu pai uma pasta estiver fora do local habitual ele já chama alguém pra ajudar. Engraçado que com o smartphone ele se acostumou bem melhor (tem um iPhone 5).

          • Gertrudes, a Lhama

            acredito que seja por smartphone ser uma experiência “nova”, os mais velhos se acostumam melhor. Já o PC eles a vida inteira usaram do jeito x, mudar pro jeito y é algo que exige mais esforço

        • Marcelo Ratton (Rattones)

          acho q o Deepin é um excelente exemplo de que não precisa inventar mirabolâncias na interface pra se ter um SO que bate de frente com o Windows e Mac em termos de interface amigável …

        • Myke Albuquerque Pinto de Oliv

          É, mas depende muito do que a pessoa faz no computador. Por mais que exista várias alternativas aos softwares proprietários, quando você vai compartilhar seus aquivos com a maior parte do mundo que usa Linux, alguma coisa que não é totalmente compatível te da alguma dor de cabeca.

  • Git Gud

    Até que durou muito.

  • João Paulo Mesquita

    Acho que o principal motivo de mudarem de Unterschleißheim pra Munique foi o nome quase impronunciável da primeira. Olhando pro nome da cidade, invariavelmente o som que imagino é unterxilaixxxxhaimen =P

    • Kick

      kkkkkkkk idem

    • Alexandre Barreto

      Manda um deles pronunciar “ximboquinha”…..vai ser impronunciável também.
      O motivo real é que linux a cada ano que passa, tem menos suporte, menos base de erros conhecidos e repositórios de dirvers.
      Falta de Apoio !!! Esse é o motivo.

      • João Paulo Mesquita

        Acho que o povo da Microsoft pronunciaria “csibocuínra” aehuaheheauhe
        Infelizmente, para estações de trabalho, o Windows ainda é muito superior. Quando se é desenvolvedor, se ama os sistemas Unix pela facilidade, rapidez, etc. Mas usuários simples enfrentam muitas dificuldades. E, é como o mundo gira, o suporte está onde tem usuários, vide Windows Phone =(

  • Clodoaldo Santos

    Eu uso Linux desde 2008 e nunca tive graves problemas com documentos office. Geralmente problema é a ferramenta com mãos no teclado e mouse.

    • Emanuel Schott

      Não foi uma nem duas vezes que vou abrir um documento do Office no Libre Office e vice versa e vem tudo desconfigurado.

    • Matheus Mohr

      Pois então, particularmente também utilizo o linux já faz uns 3 anos, várias distros diferentes inclusive, mantendo meu windows em casa pra poder jogar. Mas, dizer que documentos office não dão problemas já é uma falácia, visto que não precisamos nem falar sobre linux, é só pegar qualquer outro programa de documentos e abrir um .doc/docx com formatações, bordas, etc, que já vai ver o tamanho do caos. Tenho exemplos recentes onde recebi um template pra desenvolver meu tcc e simplesmente tive que refazer a formatação por não utilizar um office, agora imagina a nível de governo, onde docs vem e vão todo dia…

      • Clodoaldo Santos

        Não disse que não dão problemas. Disse que não tive grandes problemas a ponto de me obrigar manter Windows instalado no Notebook. No desktop tenho um HD com windows para jogatina e outro HD com Linux para demais tarefas.

        • Matheus Mohr

          Entendo, mas é como falei, um ou dois probleminhas pontuais pra gente, realmente não fazem com que a gente se mobilize (não vou pagar centenas de reais porque tive que gastar 10min num doc), mas quando você escala os problemas pra centenas de pessoas, esse tempo poupado faz uma diferença (monetária também) gigantesca

          • Edimo C. Durval

            Me corrija se eu estiver errado, mas o Office não salva arquivos no formato aberto (ODF)?
            Sendo assim não bastaria que todos os departamentos que ainda usam o Office salvar nesse formato para resolver essas incompatibilidades?

          • Matheus Mohr

            Exato, existe sim a possibilidade de fazer isso, mas tem que lembrar que o maior problema não é interno, mas sim trabalhar com arquivos que vieram de outras fontes/instituições, aí que entra a dificuldade.

        • Tribes

          Duvido que a pessoa fique trocando de sistema quando vai jogar e quando vai fazer “alguma outra tarefa” é totalmente improdutivo ficar dando Reboot pra trocar sistema, é muito mais fácil já instalar tudo no Windows e pronto…

          • clodoaldo santos

            Quando eu ligo o PC eu já sei se vou jogar ou se vou trabalhar. Assim escolho previamente qual sistema usar. Como tenho foco e sou muito organizado não me sinto tentado a mudar de sistema no meio de uma “tarefa” ou “jogatina”. É fácil. Ainda mais quando se é pago p/ fazer isso.

          • Clodoaldo Santos

            ou eu jogo ou eu trabalho… sou um cara focado… por isso sou relativamente bem pago para isso… consigo trabalhar em casa e ser produtivo…

    • Gnull

      Sim, esse é o grande problema. Agora imagina uma prefeitura cheia de pessoas como nossos pais, que mal sabem usar o PC. Agora imagina todas essas pessoas tendo que usar linux, onde todos os programas são diferentes e que, sim, resistem em aprender a usar esse sistema diferente.

    • Cortana ✔

      Só quando interagimos com outras pessoas é que percebemos que estávamos fechados no nosso mundinho.

    • Tiago H+

      Então não deve usar muito

  • Matheus Mohr

    Rolou muita grana por baixo dessa troca aí… Se o problema eram os docs (e isso com certeza da problem pra caralho), tem o office online hoje em dia que já resolve. Fora, como citado na matéria, a incoerência de “não não, tá ruim, vamo botar rodar em virtualizações e sistemas web… mas vamos trocar todos os OS também, porque sim”. E outra, por que não procuraram alguém da comunidade de software livre pra passar umas ideias? Será que só trocar essa desgraça dessa distro por um Fedora ou até um Debian, já não resolvia? Pegar uma distro atualizada = mais softwares suportados e mais facilidade pra resolver eventuais problemas, enfim, parece mais uma decisão política do que propriamente preocupação com custos, ou simplesmente uma decisão tomada por alguém sem conhecimento que decidiu evitar a fadiga.

    • Emanuel Schott

      Office online não resolve nem o começo. Macros por exemplo não são compatíveis com essa versão.

      E desenvolvedores de software livre ganham dinheiro principalmente prestando suporte pros softwares que desenvolvem. Por que diabos fariam isso de graça pra prefeitura?

      • Matheus Mohr

        Mas devagar, o problema apresentado é que “e que é complicado trocar documentos com organizações externas, devido a problemas de compatibilidade no LibreOffice.”, ou seja, não são docs com várias funcionalidades integradas o problema, mas sim perder a formatação de documentos recebidos, os quais geralmente não possuem macros.

        Quanto aos desenvolvedores que prestam suporte, eu não entendi tua ideia… Eu sei e concordo com o fato de eles prestarem suporte pago aos softwares desenvolvidos (até porque tem que pagar as contas né). Quando citei “softwares suportados” falei no âmbito geral, porque eu não imagino que tenha, por exemplo, um Skype pra uma distro daquelas ali (que funcione decentemente, não uma gambiarra ajustada pra funcionar mal e porcamente nela), ou qual navegador consegue rodar nela na última versão, etc. Softwares para necessidades específicas geralmente serão pagos, independente do OS (salvo exceções, como algumas iniciativas que existem até aqui no BR).

      • Quem usa macros em documentos de texto ou apresentação?
        Eu trabalhei numa empresa privada, uma rede de livrarias Espanha das em vários estados no Brasil…
        E para minha surpresa, eles usavam o LibreOffice para tudo, só para conter gastos, depois migrou todos os PC s para o Linux Ubuntu… O programa que eles usavam para gerenciar caixa e estoque de livros era em DOS , aquela tela preta que colocava os comandos… Tudo pra não pagar licença com windows e MS Office.

      • Myke Albuquerque Pinto de Oliv

        Realmente, a ferramenta Equações do Word não está disponível nas versões online e mobile, e também não são totalmente compatíveis com o LibreOffice. Eu tive muita dor de cabeça com isso na faculdade.

    • Cesar Osvaldo Müller

      Não é o Brasil cara, 98% de certeza que não rolou dinheiro por baixo dos panos

      • Leandro Alves

        Você acha que corrupção é algo exclusivo do brasileiro? hahaha pessoas são corruptas no mundo inteiro, não é exclusividade do Brasil não.

        • Cesar Osvaldo Müller

          O problema do Brasileiro é achar que toda mudança do governo é culpa da corrupção… A Alemanha é um dos países menos corruptos do mundo, e pela cultura e modo de viver deles, acho bem improvável que tenha rolado dinheiro por baixo dos panos… No máximo um lobby, e mesmo assim duvido muito da possibilidade. (Ranking de corrupção: https://exame.abril.com.br/mundo/os-20-paises-mais-corruptos-do-mundo-e-os-menos-desonestos/ )

          • Ciro Moises Seixas Dornelles

            Rapaz, vc tem um coração puro. Continua assim, é bonito.

          • Hemerson Silva

            Hahaha, como é que pode ter gente tão inocente assim haha

          • Cássio Amaral

            hauahuahauaua

        • Jose X.

          magina, os único países corruptos do mundo são o Brasil, a Venezuela, Cuba e Coreia do Norte

        • Alexandre Barreto

          Não, não é…
          Mas nos patamares que se pratica, só aqui no Brasil mesmo.

        • Não precisa ser corrupção. A Microsoft mudou seus escritórios para Munique, está gerando empregos por lá – isso é um bom motivo para “mudanças de paradigma”.

      • Matheus Mohr

        Pode ser cara, até nem temos como confirmar nada quanto à isso, por hora podemos sim dar o benefício da dúvida. Mas aí a outra opção que resta, na minha visão, é uma decisão tomada por alguém ignorante sobre o assunto especificamente, o que é igualmente ruim.

        E esse 98% aí eu acho que tá meio exagerado hein, corrupção tem em qualquer lugar jovem, não se iluda.

      • ochateador

        siemens manda abraço.

    • Git Gud

      Se alguem da comunidade livre conseguisse resolver algo o Linux seria um bom sistema..

      • Alexandre Barreto

        É isso ai !!!! Essa é a ruína do Linux !

    • Alexandre Barreto

      Foi não mano… é que Linux é uma merda mesmo…Só isso !

      • Viktor Santos

        Linux é uma merda ? Hahahahahaha vc usa ele todo dia cabaço

        • Alexandre Barreto

          Não…não uso.

          • Myke Albuquerque Pinto de Oliv

            Indiretamente usa sim. A esmagadora maioria dos servidores usam Linux, então, se você le um email por exemplo, está utilizando Linux. A mesma coisa para a maioria dos sites da Internet, são hospedado em servidores Linux, utilizam bancos de dados em servidores Linux. Sem falar no Android que é baseado em Linux.

      • Matheus Mohr

        Vei, é esse tipo de ignorância que eu tava falando que podia ter sido o motivo pra alteração, obrigado por reforçar meu argumento AEUHAEHUEAHUEAHUEHUEA

      • Felipe Carvalho

        É por essas e outras que a fama do linux perpetua. A boa e velha ignorância e a mente fechada pro novo… tsc tsc. “Linux uma merda”, meu Deus…

    • Mateus B. Cassiano

      Li em outro site (acho que foi no Engadget) que a troca para o Windows foi também pra resolver problemas de incompatibilidade com alguns sistemas e softwares próprios utilizados por outras instituições e cidades vizinhas, que foram feitos todos pra rodar no Windows. O departamento de Ti gastava muito tempo e dinheiro tentando fazer a “ponte” entre os SOs e o resultado final era algo meia boca…

      • Faz bastante sentido: quanto mais a TI tem que fazer experiências, mais se gasta tempo (e dinheiro do contribuinte) à toa.

      • Matheus Mohr

        Aí já é um argumento que faz bastante sentido

    • Myke Albuquerque Pinto de Oliv

      Tenho a acrescentar também que muitos órgãos não podem ficar fazendo testes para descobrir qual distribuição de Linux atende aos requisitos.

  • Ed. Blake

    E não é só ela. Eu mesmo, após mais de 10 anos usando o Linux também vou migrar para o Windows 10. Já não existe mais vantagem em usar o Linux em ambiente doméstico em relação ao Windows.

    • Wellington Gabriel de Borba

      Pra mim é justamente onde nunca teve desde que eu passei a ter computador em casa, no tempo do saudoso Windows XP.

    • Rafael Gil

      Isso! Já fiz essa migração lá em casa. Não me arrependo.
      Tentei usar de novo aqui no trampo e começaram os problemas com V-sync na GPU da intel, lerdeza no Gnome e etc.
      Voltei pro windows, desativei o AV para os programas que uso aqui pra programar e tá tudo suave de novo.
      Linux agora só no servidor e no raspberry lá de casa, rsrs.

      • Ed. Blake

        Pois é. Aqui mesmo no trabalho temos duas máquinas iguais, a minha rodando o Ubuntu LTS com Gnome e outra rodando o windows 10. Adivinha qual das duas vive apresentando gargalo de memória, lags de renderização e outras pequenas falhas de plugins, extensões e etc?

        Não dá mais, o desenvolvimento das distros linux acabou ficando engessado. Como eu disse em outro comentário, a comunidade acabou se fragmentando para vários projetos menores com focos e objetivos diferentes e atualmente há pouca novidade nas distros no que tange a melhoria da usabilidade para o usuário comum. A coisa melhorou muito desde que comecei a usar o Linux como sistema principal, porém a velocidade em que as coisas acontecem no mundo do Linux Desktop não dá mais pra mim.

        • Myke Albuquerque Pinto de Oliv

          Boa observação, eu acho que vale a cutucada na comunidade de software livre que poderia trabalhar com mais foco e não fazer tanta bifurcação em seus projetos, pegue por exemplo as alternativas livres ao MS-Office, deve ter dezenas e nenhuma se equipara ao MS-Office. E mais, pra quê tanto ambiente gráfico diferente?

    • Jêremy

      Lamento sua má experiência, mas eu discordo absolutamente de vc. Nunca foi tão vantajoso usar Linux.

      Migrei a 12 anos, e quanto mais o tempo passa mais fica claro pra mim, o Linux separa as crianças dos adultos em termos de Computação. é Claro, não me refiro a usuário final, pois esse é uma eterna criança em computação. Estou falando em profissionais da Área.

      • Ed. Blake

        Eu me referia excludivamente ao ambiente doméstico em meu comentário.

  • Com essa interface (KDE?) de 2004, qualquer um hoje torce o nariz mesmo. Ok, não foi por causa de interface, mas é engraçado, se a ideia é rodar tudo pela web, ao meu ver, não era necessário a troca. Só que estamos falando de muito $$$ então…

  • Gabriel B.R.

    Acho que de maneira geral não é interessante pra uma cidade ser desenvolvedora de software ou ficar fazendo gambiarras pra rodar software. Windows roda tudo.

  • Ulisses 8 Bits

    Pegaram o pinguim e jogaram pela janela.

  • Marcelo Mendes

    “(…) os políticos decidiram (…) ” – Ok

  • Kick

    Mesmo assim continuo apostando todas as fichas que 2019 será o ano do Linux

    • E do Windows Phone!!!

      • StopManx

        E do Galaxy pocket.

        A Samsung vai relançar o Galaxy pocket, só que agr com bordas em metal mas com o mesmo hardware, e vai vender milhões de unidades com preços a partir de 1500 reais.

    • Myke Albuquerque Pinto de Oliv

      Eu creio que muitos softwares de uso específico serão lançados multiplataforma. O Java e o Python estão melhorando muito e reduzindo a dependência de APIs especificas de um ou outro sistema operacional. Até a Microsoft já está lançando IDE para Linux. Eu torço para que funcione que ai posso desenvolver uma vez e distribuir meu software independente de plataforma.

  • Gertrudes, a Lhama

    Qualquer coisa que dependa muito de troca de documentos (Office) fica meio complicado em alguma distro Linux mesmo. Não pela qualidade dos softwares (LibreOffice e WPS Office são ótimos), mas sim pela compatibilidade com o M$ Office mesmo. Não adianta, a maioria vai usar o da M$ e salvar nos seus formatos proprietários.

    E considerando que a maioria do pessoal que vai adotar Linux adota uma distro meio… caquética, digamos, só reforça o esteriótipo de que Linux é coisa de geek. A maneira como o mundo Linux funciona não foi feita pra funcionar comercialmente, e nunca vai funcionar (isso no desktop, em server e em smartphones é simplesmente a plataforma mais utilizada do mundo).

    • Paul

      Pra quem precisa ”trabalhar de verdade” TODAS essas cópias do Office ñ chegam NEM PERTO. O Libre Office até hje sequer arranha no Office 2003. O WPS ”funciona”, mas é meia-boca.
      O pessoal pode falar o que for do Windows, mas do Office, ñ há o que questionar: É e SEMPRE será o melhor. É assim há 20 e tantos anos, ñ? O Office ”manda” no mundo.

      • Myke Albuquerque Pinto de Oliv

        Verdade absoluta, o Word e o Excel especialmente são sensacionais, e nenhum software livre chega perto. Tudo que eu testei me decepcionou.

  • Cortana ✔

    A única forma de não depender de um fornecedor de software é tornar-se um desenvolvedor de software, o que não é objetivo de nenhum município.

    • Anti anarcocapitalista

      Cara, existe a Serpro, a Prodesp… então há governos que tem desnvolvimento de software.

      Capado, mas tem. :V

      • jacob

        só de ler esses nomes já dá uma gastura

  • Cortana ✔

    Agora adotam O Windows 10 com System Center e podem reduzir a mão de obra em 75% ou menos.

  • Jose X.

    pois é, antigamente tinha problema de vírus no Windows, hoje, como isso não existe mais, eles vão poder migrar tranquilamente pra Windows

    • Ciro Moises Seixas Dornelles

      Como é? Nenhum sistema é imune a ameaças. Nenhum.

    • Git Gud

      Não existe?

      • StopManx

        Claro que existe, mas é muito pouco. Tem muita gente que esta rodando o Windows 10 desde a primeira versão quando atualizou do win 8.
        Eu só não faço parte desse grupo, pq eu era insider, e teve vezes que eu tive que formatar o PC.
        Mas para usuários comuns, o Windows está bem mais seguro.
        obs: Mas se o usuário ficar instalando e acessando todo tipo de merda, é claro que o Windows vai pegar vírus.

    • Jose X.

      respondendo a mim mesmo: “/s”

      não coloquei no comentário original porque achei que era muito óbvio, não seria necessário 🙂

    • BAIT

  • Molinex

    LiMux…
    KDE 2 …
    37,5 milhões de euros em treinamento e manutenção…
    Glaubensbekenntnis…

  • Sinceramente essa confusão toda pra mim só tem um nome: fogo no rabo! Querem ser os diferentões e estão se lascando por isso.

    • Alexandre Barreto

      Foghen des Rabben (…fogo no rabo em livre tradução) !

  • Keaton

    https://i.imgur.com/XQVVPTx.jpg

    Morte à evolução do IT? QQQQQQQQQQQQQ

    • Lacerda ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

      Hahahahha! Boa!

    • Anti anarcocapitalista

      Die em alemão é equivalente ao artigo O / A / Do / Da aqui. Então traduzido seria

      “A Evolução da TI” :v

      • Keaton

        thank you captain obvious.

        • Anti anarcocapitalista

          Amo estragar piadas

  • Já trabalhei em empresas públicas e privadas. Ninguém precisa usar macro nos documentos, nunca usei isso é nem sei se já vi.
    A única incompatibilidade entre o LibreOffice e o MSoffice está em documentos que usam senha e alguns textos com gráficos.

    No uso diário para imprimir requisições, solicitações, relatórios, e Circular Interna e Ofícios…. O LibreOffice dá conta e com muita qualidade.
    O LibreOffice salva documentos com sua extensão .Odt .ods .odp e os formatos do MS.
    Hoje eu tenho um Notebook Windows 10 v1670 e uso o LibreOffice para tudo.
    Tive dificuldade em formatar documentos como a monografia, artigos científicos, porque meus colegas me enviaram arquivos no estilo modelo, com uma pré formatação e quando eu abria no LibreOffice estava desconfigurado…
    Eu gostava tempo, colocando tudo nas normas ABNT… E depois, eu arquivava tudo no Google Drive que hoje 2017, dá a maior força para o formato ODF, fazendo edição direta no celular ou web independente do OS.

    • Alexandre Barreto

      Só de ler, cansou !
      Já trabalhei em instituição pública com uso de software livre.
      Sei o que falo !
      Tem que fazer uma pós em designer gráfico pra aprender a configurar um documento no libre office.
      Dá não véio !!!!!

    • Anti anarcocapitalista

      Macros geralmetne são usadas para fazer um pseudo programa com o arquivo. Por exemplo, transformar uma planilha em algo com um filtro mais apurado, ou um arquivo doc em gerador de documentos preenchiveis.

  • O maior problema aqui no Brasil, é que na escola pública, as aulas de informática ensina o básico do Windows, enquanto deveria ensinar o básico do Linux. E suas alternativas.

    • StopManx

      Cara, eu ja fui numa escola aqui, onde os PCs usavam a primeira versão do Windows 10. Mas parecia que tinham modificado quase tudo. Não tinha acesso a loja e nem alguns sites, não existe opção de atualização para o sistema. Por último, embora o pc tivesse um bom hardware com um i3 e 8gb de RAM, travava o tempo todo.
      obs: isso vale para todos os 52 pcs que tinham na sala.

    • Myke Albuquerque Pinto de Oliv

      As instituições de ensino superior públicas utilizam o Linux.

      • E isso é so prós alunos, pq na biblioteca eles usam Windows para rodar o programa que gerencia os estoques dos livros (pergaminho.uesb.br) nos departamentos de administração, licitação, tudo com windows XP kkkkkkk

        Eu mesmo tenho curiosidade de aprender o básico do Ubuntu, mas não consegui instalar no windows 10. Sou usuário básico.

        • Myke Albuquerque Pinto de Oliv

          Cariri, eu me considero um usuário básico também. Embora já tenha usado o Ubuntu e outras distribuições várias vezes, eu me limitei a instalar o sistema e utilizar no desktop alguns programinhas tipo LibreOffice, Gimp, etc. E nunca me aprofundei como configurar, ou personalizar o sistema e fazer tudo o que o Linux proporciona, só quando dava algum BO que eu pesquisava na internet como resolver e achava a resposta em algum fórum e tal. Esse ano eu resolvi aprender a utilizar o Linux de fato, ainda que de forma básica para depois ir me aprofundando onde houver interesse posterior. Encontrei esse site http://linuxcommand.org/, ele explica algumas coisas sobre o terminal e tem um link para um livro gratuito em PDF.

          • Obrigado pela ajuda, deu conselho vale ouro! 💰

  • Alexandre Barreto

    Durante mais de vinte e cinco anos o Linux não passou de uma vontade frenética que tínhamos de ver a microsoft em segundo lugar.
    Nada mais que isso, sem nem sequer chegarmos perto.
    Pois bem, vinte e cinco anos depois nosso fôlego acabou, simples assim.
    Abramos as “janelas” e tomemos um copo d´água.
    …e eu tenho sede !

  • Daniel Rios

    Por que não usam o WPS Office? Gente desinformada é a pior coisa que tem…

  • Cássio Amaral

    Não podia usar Ubuntu, Debian ou outra distribuição com uso mais abrangente?

  • Marcus

    Nossa. Que burrice!
    Ou entao estão vendidos mesmo…

  • Kyle Felipe Vieira Roberto

    Tem uma suite boa chamada WPS que é bem comnpativel, nem era necessária a mudança por causa disso…

    • Myke Albuquerque Pinto de Oliv

      Não é totalmente compatível. As equações do Word não funcionam no WPS.

  • Poderiam ter usado OpenSUSE. É da terra natal deles e ainda tem suporte pago que por sinal é muito bom.

  • Myke Albuquerque Pinto de Oliv

    Esse jogo é cheio de reviravoltas, eu boto fé que muitos programas, sejam de uso geral ou específicos, serão lançados multiplataforma. Isso porque linguagens como o Java e o Python estão sendo trabalhadas para reduzir a dependência de APIs especificas de um ou outro sistema operacional e os compiladores mais modernos também têm a opção de compilar para diferentes plataformas como o Delphi, C++ Bulder e Unity. Nesse cenário, o SO pouco vai importar e o mais barato, estável e útil por suas ferramentas próprias vai poder vencer.

  • Jose X.

    acho engraçado esse comentários “torcendo pelo sucesso do Linux”, sendo que pra começar atualmente tem mais gente usando o Linux hoje (no Android) do que o Windows…isso sem contar que grande parte da infra-estrutura da internet roda Linux, assim como a infra-estrutura do Facebook, Google, Amazon, Netflix, etc…no caso de Munich provavelmente a motivação é política, assim como no Brasil, onde o novo “governo” já está voltando do pouco que tinha de software livre para software proprietário, porque sacumé né, lobby, mano, grana, malas de dinheiro, etc…

  • Desv

    Linux no desktop é só pra técnicos teimosos e fãs. Usuários preferem Windows, muito mais produtivo e tem tudo. Vai tentar falar pra uma diretoria usar Ubuntu nos notebooks.. Apesar do estudo soar parcial devido Accenture ser parceira da MS, estão com razão.

  • Márcio Mendonça

    Demorou pra chegar aqui, no tecnoblog. Outros sites já estão com essa notícia há dias….