Início » Software » Apps vão ganhar abas no Windows 10, incluindo o Explorador de Arquivos

Apps vão ganhar abas no Windows 10, incluindo o Explorador de Arquivos

Por
28/11/2017 às 17h59
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

A Microsoft está preparando um novo recurso para o Windows 10: chamado de “sets”, ele permitirá agrupar diferentes programas relacionados em uma só janela.

Segundo o The Verge, o Office terá suporte a sets no início de 2018. A Microsoft também planeja incluir abas em aplicativos como o Explorador de Arquivos e o Bloco de Notas. Até mesmo programas de terceiros, como o Photoshop, serão contemplados no futuro.

Doug Thomas, da equipe do Microsoft Office, explica no vídeo abaixo como isso vai funcionar. Você abre um arquivo do Word, e ele já aparece em uma interface com abas. Abra uma nova aba e você terá acesso a programas frequentemente usados, como o PowerPoint ou o navegador Edge.

Ao abrir o mesmo arquivo em outro PC, o Windows vai lembrar dos programas que também estavam carregados na mesma janela, e sugerir que você abra todos novamente. Além disso, a nova aba terá um recurso de busca universal na web e em seu PC.

Os sets podem ter um problema: a Microsoft está basicamente estendendo o Edge para o shell de todos os aplicativos no Windows 10. Lembra quando ela passou por escrutínio de órgãos antitruste por embutir o Internet Explorer no sistema?

Claro, haverá bastante tempo para discutir isso. Os sets chegarão nas próximas semanas para um subconjunto de Windows Insiders: Dona Sarkar diz no blog oficial que “uma porcentagem de vocês vai inicialmente receber alguns novos recursos nas builds, enquanto outros não vão recebê-los por um tempo”. A ideia é comparar o uso e o feedback desses dois grupos de usuários.

A Microsoft quer receber todo o feedback possível antes de lançar os sets; esse nome pode, inclusive, mudar no lançamento, que não tem prazo definido. “Nós vamos disponibilizar esses recursos para todos quando eles estiverem prontos, não necessariamente na próxima grande atualização do Windows 10”, explica Dona.

Ela também diz que a Timeline finalmente começará a ser testada. O Windows 10 terá uma linha do tempo com os aplicativos, arquivos e abas do Edge que foram abertos nas horas e dias anteriores.

Com informações: Microsoft, The Verge.

  • Luandersonn Airton

    “Lembra quando ela passou por escrutínio de órgãos antitruste por embutir o Internet Explorer no sistema?”

    É impressão minha ou só a Microsoft sofre por colocar seu próprio navegador pré-instalado no seu próprio sistema?

    Não me recordo da Apple (MacOS e iOS) ou Google (Android) serem questionados sobre isso

    • Diogo

      Era o que eu tava me questionando dia desses. E olha que no caso da Apple, ainda tem o lance do iTunes.

      • Mr. Beauregard

        Ninguém é obrigado a usar o iTunes. Tenho iPhones desde o 3GS e não lembro quando foi a última vez que instalei esse app no meu PC.

        Mas o ponto principal é que o macOS tem menos de 6% de participação no mercado de computadores e o iOS não chega a 20%. Já o Windows passa dos 90%.

        • Carlos Pacheco

          Segundo a lógica, fez sucesso se phodeu então? o_o

          • Mr. Beauregard

            Segundo a lógica: é monopólio? Quebra. Básico do básico do básico.

          • Carlos Pacheco

            Tendi…

    • O Windows desktop é o único SO que é considerado monopólio, assim como o Google Search em alguns países, por isso que eles acoplarem outros serviços é avaliado pelos órgãos anti-truste.

      A questão do Google Shopping aparecer nas buscas não seria problema com o DuckDuckGo, por exemplo, que pouco impactaria no mercado de agregadores de preços.

      • Gnull

        Falando nisso. Recentemente adotei o DuckDuckGo e ele tem me atendido bem, estou gostando dele. Mas me veio uma duvida: Como esse pessoal ganha dinheiro pra manter o buscador?

        • tuneman

          a NSA financia eles

        • João Luiz Gomes Silveira

          O site usa informações para fazer anúncios, mas de uma maneira mais superfícial. Por exemplo, quando você busca garotas de programa no DuckDuckGO ele faz propaganda de garotas de programa sem cruzar dados com outras pesquisas, sua localidade e tal… Já no Google ele vai mostrar a SuaMae®

      • Android tem 73% de marketshare (total). Em vendas, 88% no último trimestre (fica variando acima de 80%). É bem relevante…

        • Rafael

          Mas tem código aberto e cada fabricante pode implementá-lo com bastante liberdade. O Windows é fechado e só se apresenta como a Microsoft queira que ele se apresente.

          Você não gostou de um Android, muda de fabricante e pega outro Android. No caso do Windows não adianta nada mudar de PC.

          • Bastante, nao total se você quiser play services. Que é o ponto chave.

    • Jose X.

      coitada da MS, sempre perseguida pelos comunistas

    • Fernando Val

      A Apple não vende o SO e sim o Mac. Há uma diferença importante.

      Além disso, o Safari não é parte do cerne do MacOS como o Internet Explorer era enraizado dentro do cerne do Windows.

      • Tenente Figueiredo

        Vc compra o SO e nem tá sabendo.

        • Fernando Val

          Prezado, o preço de tudo está embutido naquilo que acompanha. Não sou um iludido que acredita em almoço grátis.

          Entretanto, você não compra o MacOS separado. Ele é parte integrante do sistema como um todo. Faz parte do conjunto, assim como o HD, a memória, a CPU, etc. Quando se adquire um MacBook, o MacOS é entregue junto. Não há opção de comprar um MacBook sem MacOS.

          No caso do PC, você pode comprar o computador sem SO. Na verdade, os fabricantes não vendem seus próprios SO’s.

          Quando você compra um Dell, o SO não é da Dell e não faz parte do conjunto. Você pode optar por um com uma distribuição Linux ou com o Windows instalado. No segundo caso, você será cobrado pela LICENÇA da Microsoft.

          E quando o Luandersonn citou o Google com o Android, também foi infeliz em sua comparação, visto que o SO é embarcado com diversas modificações e outros softwares instalados, dependendo o fabricante do smartphone.

          Quando a MS foi processada (e punida) por práticas ilícitas, o Windows estava em 95% dos computadores do mundo e você sequer tinha a opção de desinstalar o Internet Explorer. A empresa do Tio Bill inclusive relatou que era impossível fazê-lo porque o IE estava enraizado no cerne do SO.

          O que ela vem tentando fazer com o Windows 10 é empurrar o Edge goela abaixo das pessoas, tornando o browser um container de todas as aplicações escritas nativamente para W10. Hoje a calculadora, o calendário, o relógio, o tocador de áudio, o programa de fotos e um monte de outras aplicações do Windows são widgets que usam o Edge como motor.

          Não duvido nada que em breve ouçamos falar de falhas de segurança na calculadora do Windows 10 por causa disso.

          • grande_dino_2

            Mas no caso do Android, o Google não obriga(va) os fabricantes a manterem alguns apps do GSuite? Ou isso era só pra receber algum desconto na licença ou sei lá?

          • Danilo Do Nascimento Ferreira

            Pra usar os apps do Google tem que pagar uma licença, caso contrario, nem loja de apps vem

          • Fernando Val

            Como assim tem que pagar uma licença? Você está se referindo aos royalties que as fabricantes de smartphones têm de pagar para poder usar o Android como SO em seus equipamentos? Acho justo, para poder colocar a Playstore, ter de pagar algo. Afinal quem banca a infra disso?Você quer almoço grátis?

          • Danilo Do Nascimento Ferreira

            De forma alguma, é que o android é meio que vendido como “livre, grátis e aberto” na mídia, mas não é bem assim que acontece por trás dos panos.

          • Gabriel Antonio

            vale lembrar que mac os ja foi pago, barato, poreḿ pago

          • Danilo Do Nascimento Ferreira

            Parece que só existe pecado no lado da Microsoft.
            Se não viesse IE no windows naquela epoca, de que forma as pessoas acessariam a internet?
            Ela nunca proibiu a instalação de outros browsers. Exigir isso dela seria o mesmo que pedir ao Google pra remover a barra de busca do android. Pedir pra Apple não usar o iTunes.
            Mas o pecado é só com a MS, todos podem promover seus próprios produtos ela não.

          • Fernando Val

            Da forma que eu acessava, com outros navegadores, que já existiam antes da Microsoft criar o IE. Os kits de acesso a internet dos provedores vinham com um browser para ser instalado, além do discador.

            Sim, a internet um dia foi assim.

            Ah! E sobre proibir a instalação de outros browsers, como ela faria isso? Impedindo que as pessoas instalassem programas no Windows?

            Mas, para vocês que acham que a MS é uma santa, vou contar uma historinha. Puxa a cadeira e senta.

            Lá pelos idos do Windows 3, a MS colocou um codigozinho bobo e tosco que detectava a versão do DOS rodando por baixo e, se não fosse um MS ou IBM, causava uma pequena pausa inocente no Windows. Isso era pra tentar dizer que o Windows rodava mais rapidamente sobre MS-DOS e IBM-DOS. Mas ele só ficava mais lento sobre DR-DOS (Digital Researcg) por causa desse codigozinho bobo e inocente que fazia um pequeno loop e travava o Windows por alguns instantes.

            E nem vou entrar no assunto que ela tentava sabotar a W3C o tempo todo.

          • Danilo Do Nascimento Ferreira

            Eu já entendi qual é a sua, não importa a situação, vc sempre vai encontrar algo pra dizer que a vilã é a MS…
            Fazer o que, melhor vc ficar longe do ecossistema, ela pode abrir o código do SO e Office e entregar pra comunidade e vc ainda verá problema nisso.

          • Fernando Val

            Cara, reflita se não é você que é um fanboy e sente compulsão de sair em defesa dessa empresa tão perseguida e injustiçada.

      • Paul

        Por acaso, dá pra remover o Safari do macOS?
        O IE no Windows, não dá pra desinstalar, mas dá pra desativar em “Programas e Recursos”.

        • Fernando Val

          Dá. E muito facilmente.

          Ainda: não se esqueça que o que roda por baixo da GUI é um BSD e, com o “sudo”, você apaga qualquer coisa do seu sistema. Até o próprio sistema operacional.

          E a remoção do Safari do seu macOS não vai causar uma pane geral, como acontecia com a remoção de DLLs do Internet Explorer que se integrava ao Explorer (gerenciador de arquivos). Que para ser feito exige inclusive boot em modo de segurança e edições extremamente complicadas no registro do Windows.

          Acho que você está confuso. Esse “Programas e Recursos” não desativa e nem impede o programa de continuar rodando como você imagina, só altera o programa “default” para determinadas ações.

    • Cortana ✔

      Estou a cada dia mais apaixonada pelo 😍Windows 10😍, mas temo que em algum momento os malditos comunistas daqui da Europa interrompam essa evolução contínua do sistema.

    • Rafael Luik

      A questão não era só essa, acho que a argumentação de peso desse processo foi sobre a Microsoft usar o IE para adotar seus próprios padrões e se recusar a avançar na implementação dos padrões web abertos da W3C (ou seja, o processo não foi só por ter um monopólio com um navegador pré-instalado, mas por estar o abusando na prática).

    • Cássio Luis Riboli

      a Apple nao força o user a ter so o browser deles jaca Microsoft faz isso a muito tempo

      • Gnull

        De certo modo força, pois não é possível alterar o navegador padrão, ainda que instale outros. No windows você pelo menos poderá alterar e assim os links abrirão todos no novo buscador.

        • Mr. Beauregard

          A Apple “força” no iOS, mas o iOS tem 16% do mercado de smartphones, o Windows tem mais de 90% de penetração do mercado de computadores. Não força vai.

          • Daniel R. Pinheiro

            E daí se tem 90%? Poderia ter 100%.

            É uma lógica simples: o sistema é meu, eu coloco o que quiser nele, desde que haja a opção de utilizar outras coisas. Se há a opção, e eu não forço a utilização de terceiros, não é monopólio.

            Eu montei um PC, instalei o Windows 10, uso Chrome, e dentro do Chrome, utilizo o OneDrive. Liberdade pra carai aqui. Aí a galera fica chorando. VEI, NINGUÉM TÁ TE OBRIGANDO A NADA!

          • Mr. Beauregard

            Reclama com a União Européia que puniu a Microsoft, não comigo.

          • Daniel R. Pinheiro

            Eu, reclamar? To de boas aqui, só fiz uma observação. Eles [todo mundo] que se lasquem por lá. Eu tenho minha liberdade aqui e vou continuar tendo, com ou sem acusação de monopólio.

          • Mr. Beauregard

            Pra mim seu comentário não passa de mimimi, o do pior tipo, o mimimi sem nem se dar ao trabalho de pesquisar o que são leis antitruste.

          • Daniel R. Pinheiro

            Você acha que eu me importo com o que você acha?

          • Mr. Beauregard
          • Daniel R. Pinheiro

            “Pra mim seu comentário não passa de mimimi”

            Você acha que eu me importo com o que você acha?

          • Carlos Pacheco

            Forçado é comparativo de sistema mobile com desktop… Só acho.

          • Mr. Beauregard

            Oi? Acho que vc está confundindo, lê de novo.

          • Gnull

            O princípio é o mesmo. Em nenhum momento discuti o monopólio, só disse que a conduta das duas empresas é a mesma: dificultar o uso de software de concorrentes. Mas só uma delas é punida.

          • Mr. Beauregard

            Os comunistas europeus só gostam da Apple, deve ser isso

    • Emanuel Schott

      Coisa de governo que não tem o que fazer. IE nunca foi retirado do Windows e mesmo assim isso não impediu que praticamente todos os navegadores passassem ele em marketshare.

      • Fernando Val

        Após a UE punir a MS, ela foi obrigada a colocar uma opção de escolha para os usuários.

        Na primeira execução o usuário tinha de escolher se queria usar o IE ou outro navegador.

        Antes disso, após ligar e concluir a instalação do Windows, ele era agraciado com um ícone “Internet” no desktop que abria o Internet Explorer 6 e fim de papo.

        O IE 6 dominava o mercado com 99% de usuários no mundo. Depois da medida da UE, o percentual do IE foi caindo e muito rapidamente. Coincidentemente a queda do IE começou pela Europa. Primeiro perdendo espaço para o Firefox. Depois para o Chrome.

        Nessa época eu era obrigado a desenvolver sites com compatibilidade para o IE 6, o que era um transtorno e uma dor de cabeça para fazer coisas como Ajax funcionar.

        • Emanuel Schott

          Só na Europa, no resto do mundo continuou como sempre foi, IE como padrão e pronto. O IE perdeu mercado em todo o mundo, não só lá.

          Quando não há barreiras legais pra concorrência, sobrevive o mais escolhido (nem sempre o melhor) e não há problema nenhum nisso.

  • CaioAC

    Muito interessante, é seguro ir para o Insiders?

    • felipelsp

      Se vc nao liga para os bugs

  • Molinex

    Que inovador

  • Só eu não vi uma real utilidade nisso? Agora em vez de usar o ctrl + tab para mudar de programa eu vou usar o alt + tab…

    • Emanuel Schott

      Abre 3 documentos do Word e fique navegando entre eles que você vai entender.

      • O tendo que comparar valores em documentos do excel *_*

      • brunossn

        Mas isso é um problema do office não ter abas. O que a Microsoft está fazendo é colocando outros programas nas abas do programa aberto.

        • Emanuel Schott

          Mas vai continuar como está. Você não é obrigado a abrir tudo em aba. É só uma função a mais que estará disponível.

          O caso do Office foi só um exemplo prático de como isso vai facilitar nossa vida.

          • brunossn

            Eu concordo, vai ficar mais prático e vai de encontro ao aumento de produtividade que o Nadella prometeu como foco do Windows.

            Porém acho que vai ficar muito confuso da forma que estão implementando. A Apple fez isso há umas 3 versões atrás no Mac, e ficou muito simples e prático, e a abas só aparecem quando você as usa, como no Safari.

            No Windows 10, me pareceu uma camada a mais de abas permanentes. Veja no Explorer ou no Word, que já possuem a barra de ribbon, como ficou algo redundante e confuso para usuários mais leigos.

            Acho que dá pra melhorar.

          • JN Marcos

            Eu não gosto de corrigir escrita. Ma acho interessante falar isso:
            “vai ficar mais prático e vai de encontro ao aumento de”

            O correto no caso é “vai ao encontro de”, pois é algo favorável ao que Nadella prometeu.

            Caso fosse totalmente o contrário, usa-se “de encontro a(o)” (o que você usou).

          • brunossn

            Mas me parece que por padrão ele exibe uma faixa de abas, isso pra usuário avançado me parece bom, mas pra quem é mais leigo pode ser uma confusão só.

  • tuneman

    O titulo me deixou empolgado, mas ao ler eu vi que isso não é nada de mais.
    Claro que não deixa de ser um recurso interessante, mas abrir novas abas no Explorer é bem diferente de abrir diversas abas do Explorer dentro de um ‘container’

    • Gnull

      Queria saber como fica o consumo de memória, processamento e hd com esse container.

      • Carlos Pacheco

        Acho que não muda. Já houve um tempo em que o Nautilus fazia isso e era suckssés… hehehehe

        • Gnull

          Que bom hehehe Até eu instalar o SSD no meu note estou sofrendo muito com o desempenho, não queria que piorasse

    • O recurso permite que qualquer programa vire uma aba dentro de um outro programa.
      O texto tá horrível.

  • Tomara que a implementação seja tão boa e fluida quando a da Apple.

    https://support.apple.com/pt-br/HT206998

  • Cérebro

    E assim o sistema se transforma em um grande navegador…

    • Pra competir com o Chrome OS, é claro… Pior disso é a espionagem poder aumentar.

  • Cortana ✔

    Esperando alguém vir dizer que é cópia do KDE.

    • felipelsp

      KDE laaaaaaa de 1900

  • Cortana ✔

    Pediram abas no Windows Explorer e a Microsoft meteu abas em tudo. 😂

  • Eliézer José Lonczynski

    A Google ou a Mozilla iriam colaborar para que o recurso de browser nas abas dos apps operassem com Firefox ou Chrome? Acho bem improvável.

    • Carlos Pacheco

      Nem a Mozilla e nem a Google tem apps na loja da MS, imagine então, embutir a “shell” da Microsoft.

  • Lucky Dog

    a função eh interessante, mas a forma de implementar me pareceu bizarra

  • Ricardo Bahia

    Depois de muitos anos consigo elogiar uma novidade no Windows pela sua capacidade de dar resposta ao aumento de tarefas e informações que lidamos nos dias atuais.

  • leoleonardo85

    Já devia ter isso há tempos

  • brunossn

    A menos que eu esteja enganado, me parece uma péssima ideia. Veja: temos os programas na barra de tarefas disponíveis em múltiplas janelas, programas dentro de um mesmo programa em múltiplas abas, e programas em diversas áreas de trabalho a partir do Windows 10. Uma zona.

    • Cortana ✔

      Que bom que você está enganado.

      • brunossn

        Opa, me explique melhor então. 🙂

    • Git Gud

      Zona total, não faz o menor sentido esta “dubla barra de tarefas”.

      • Danilo Do Nascimento Ferreira

        a barra de tarefa centraliza tudo, os sets agrupam janelas da sua preferencia, não necessariamente vai vai abrir tudo junto, acredito que poderá fazer agrupamentos diferentes, bem como usar janelas individuais como já usamos hoje em dia.

  • Tenente Figueiredo

    Microsoft tá destruindo a concorrencia.
    O Windows está anos luz na frente dos concorrentes.

    • felipelsp

      Qual concorrência?

      • Cortana ✔

        😂😂😂

      • BURN

      • Paul

        Mds… Kkkkkkk

  • Cortana ✔

    Já imagino a choradeira da Mozilla.

  • Git Gud

    Simplesmente colaram a barra de tarefas nas aplicações.
    La vem funcionalidade inutil.

  • jonas720

    Não curti essa página de nova guia nem esse lance de juntar os programas do Office na mesma janela. Parece uma área de trabalho nova com outra barra de tarefas.

    Trocar esse agrupamento da barra de tarefas do Windows por um sistema de guias pra mim já seria o suficiente.

  • Samuel Vieira

    Caraca, gostei muito

  • Don Frye

    A microsoft deveria focar um pouco mais em fluidez, leveza, robustez e usabilidade em vez focar tanto em design e frescuras inúteis para pelo menos 90% dos usuários. Um S.O que não quebra e que não deixa o usuário na mão….isso seria um sonho, será que é pedir demais !?