Início » Negócios » Apple concorda em pagar US$ 15 bilhões em impostos atrasados na Irlanda

Apple concorda em pagar US$ 15 bilhões em impostos atrasados na Irlanda

Ainda assim, empresa vai continuar recorrendo da decisão da corte europeia

Jean Prado Por

A Apple concordou em pagar US$ 15,4 bilhões em impostos à Irlanda, conforme ordenou uma decisão da corte da União Europeia no ano passado. Segundo a justiça, os benefícios fiscais oferecidos pelo país europeu à gigante de Cupertino entre 2003 e 2014 são ilegais e o valor atrasado deve ser devolvido.

Em agosto do ano passado, tanto o CEO da Apple quanto o Ministro das Finanças da Irlanda discordaram da decisão da União Europeia e continuam recorrendo.

Com subsidiária no país, a Irlanda permitiu que a Apple pagasse entre 0,005% e 1% de imposto sobre seus lucros em toda a Europa, repassando o resto para a sede da empresa nos Estados Unidos. O caso é tratado como uma evasão fiscal pela corte europeia.

A Irlanda também é beneficiada, de certa forma, em permitir taxas tão baixas, por conta do investimento doméstico que a Apple faz no país, seja para montar sua sede ou contratar funcionários.

Outros esquemas da empresa, inclusive na Irlanda, já foram explicados com mais detalhes neste post, que explica o Paradise Papers. A legislação irlandesa permitia também que a Apple seja registrada lá, mas tenha sede fiscal (isto é, seja administrada) em outro país, inclusive em um paraíso fiscal. No caso da Apple, o paraíso fiscal se encontra nas Bahamas.

Apesar de ter concordado em fazer o pagamento, a Apple vai continuar recorrendo à decisão. Em nota enviada ao Wall Street Journal, a empresa afirmou estar confiante que a deliberação será derrubada depois que as evidências forem examinadas. Caso a Apple perca, precisará pagar o boleto da UE até o primeiro trimestre de 2018.

Com informações: The Verge, Wall Street Journal.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Trovalds
O... ?
G. Croft
Não. Anarquismo também pressupõe o fim do Estado e uma autogestão, com plena liberdade social, mas a maneira de chegar é diferente do comunismo marxista. Para o comunismo marxista é necessário a fase do socialismo, uma maneira de obrigar a sociedade a romper com o modelo vigente. Nunca existiu país comunista ou anarquista e EU acredito que nunca haverá, pelo simples fato do Ser Humano não conseguir viver em sociedade sem regras mínimas que todos devem respeitar.
Matheus
Isso é Anarquismo, comunismo já existiu e continua existindo em alguns países.
G. Croft
E...?
Matheus
E não há nada de errado se por acaso fizessem isso, repito "Paga quem quer", eles te obrigam a comprar por acaso?
Anti anarcocapitalista
Portuga tu nao eh
johndoe1981

Pode deixar que o brasileiro paga essa conta, e sorrindo ainda.

Cássio Amaral
Pode deixar que o brasileiro paga essa conta, e sorrindo ainda.
🧙‍♂️ Mago Erudito® ᴾᴿᴱᴹᴵᵁᴹ

Ahh bom, chagastes a colocar fonte com a informação imaginei que não tivesse entendido.

Mago Erudito®
Ahh bom, chagastes a colocar fonte com a informação imaginei que não tivesse entendido.
Trovalds
Releia o terceiro parágrafo da notícia e depois voltamos a argumentar. Ah, sim: aqui no BR muitas cidades e até alguns Estados dão (ou davam) incentivos em forma de isenção de impostos pras indústrias se instalarem. Ford em Camaçari/BA, Black and Decker em Uberaba/MG. Isso só pra citar 2 exemplos.
John Smith
De certa forma, foi pra minha resposta ser um pouco irônica também, hehe.
G. Croft
Livre mercado não é "não pagar impostos". "Não pagar impostos" se chama comunismo, lugar onde não há leis, não há governo e nem mesmo Estado. É um lugar que nunca existiu e nem vai existir.
Cérebro
O problema é que os países não querem se ajudar. Mas sozinhos são muito menos influentes e muito mais vulneráveis no mercado internacional. O tempo do imperialismo europeu nos moldes tradicionais ficou pra trás. Se eles não se cuidarem e continuarem brigando entre si pra ver quem domina quem, vão acabar igual qualquer país meia boca do resto do mundo, enquanto outras potências, como China e EUA só vão se distanciar. Mas isso é problema deles. Eu sou brasileiro e não tô nem aí para os europeus. ?
Trovalds
A Irlanda mais pagou do que teve benefício na UE. Vide Grécia, Espanha, Portugal, Itália... vários países à beira da quebradeira ou quebrados que tiveram que ser socorridos pela UE. Os países que fazem a lição de casa não tem que pagar a conta dos que não fazem.
Exibir mais comentários