Início » Negócios » Apple concorda em pagar US$ 15 bilhões em impostos atrasados na Irlanda

Apple concorda em pagar US$ 15 bilhões em impostos atrasados na Irlanda

Ainda assim, empresa vai continuar recorrendo da decisão da corte europeia

Jean Prado Por

A Apple concordou em pagar US$ 15,4 bilhões em impostos à Irlanda, conforme ordenou uma decisão da corte da União Europeia no ano passado. Segundo a justiça, os benefícios fiscais oferecidos pelo país europeu à gigante de Cupertino entre 2003 e 2014 são ilegais e o valor atrasado deve ser devolvido.

Em agosto do ano passado, tanto o CEO da Apple quanto o Ministro das Finanças da Irlanda discordaram da decisão da União Europeia e continuam recorrendo.

Com subsidiária no país, a Irlanda permitiu que a Apple pagasse entre 0,005% e 1% de imposto sobre seus lucros em toda a Europa, repassando o resto para a sede da empresa nos Estados Unidos. O caso é tratado como uma evasão fiscal pela corte europeia.

A Irlanda também é beneficiada, de certa forma, em permitir taxas tão baixas, por conta do investimento doméstico que a Apple faz no país, seja para montar sua sede ou contratar funcionários.

Outros esquemas da empresa, inclusive na Irlanda, já foram explicados com mais detalhes neste post, que explica o Paradise Papers. A legislação irlandesa permitia também que a Apple seja registrada lá, mas tenha sede fiscal (isto é, seja administrada) em outro país, inclusive em um paraíso fiscal. No caso da Apple, o paraíso fiscal se encontra nas Bahamas.

Apesar de ter concordado em fazer o pagamento, a Apple vai continuar recorrendo à decisão. Em nota enviada ao Wall Street Journal, a empresa afirmou estar confiante que a deliberação será derrubada depois que as evidências forem examinadas. Caso a Apple perca, precisará pagar o boleto da UE até o primeiro trimestre de 2018.

Com informações: The Verge, Wall Street Journal.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Trovalds
O... ?
G. Croft
Não. Anarquismo também pressupõe o fim do Estado e uma autogestão, com plena liberdade social, mas a maneira de chegar é diferente do comunismo marxista. Para o comunismo marxista é necessário a fase do socialismo, uma maneira de obrigar a sociedade a romper com o modelo vigente. Nunca existiu país comunista ou anarquista e EU acredito que nunca haverá, pelo simples fato do Ser Humano não conseguir viver em sociedade sem regras mínimas que todos devem respeitar.
Matheus
Isso é Anarquismo, comunismo já existiu e continua existindo em alguns países.
G. Croft
E...?
Matheus
E não há nada de errado se por acaso fizessem isso, repito "Paga quem quer", eles te obrigam a comprar por acaso?
Anti anarcocapitalista
Portuga tu nao eh
Cássio Amaral
Pode deixar que o brasileiro paga essa conta, e sorrindo ainda.
Mago Erudito®
Ahh bom, chagastes a colocar fonte com a informação imaginei que não tivesse entendido.
Trovalds
Releia o terceiro parágrafo da notícia e depois voltamos a argumentar. Ah, sim: aqui no BR muitas cidades e até alguns Estados dão (ou davam) incentivos em forma de isenção de impostos pras indústrias se instalarem. Ford em Camaçari/BA, Black and Decker em Uberaba/MG. Isso só pra citar 2 exemplos.
John Smith
De certa forma, foi pra minha resposta ser um pouco irônica também, hehe.
G. Croft
Livre mercado não é "não pagar impostos". "Não pagar impostos" se chama comunismo, lugar onde não há leis, não há governo e nem mesmo Estado. É um lugar que nunca existiu e nem vai existir.
Cérebro
O problema é que os países não querem se ajudar. Mas sozinhos são muito menos influentes e muito mais vulneráveis no mercado internacional. O tempo do imperialismo europeu nos moldes tradicionais ficou pra trás. Se eles não se cuidarem e continuarem brigando entre si pra ver quem domina quem, vão acabar igual qualquer país meia boca do resto do mundo, enquanto outras potências, como China e EUA só vão se distanciar. Mas isso é problema deles. Eu sou brasileiro e não tô nem aí para os europeus. ?
Trovalds
A Irlanda mais pagou do que teve benefício na UE. Vide Grécia, Espanha, Portugal, Itália... vários países à beira da quebradeira ou quebrados que tiveram que ser socorridos pela UE. Os países que fazem a lição de casa não tem que pagar a conta dos que não fazem.
Trovalds
Acredite: vários países (Irlanda incluída) estão descontentes com as decisões que a UE tem tomado ultimamente. Vide Inglaterra, que pulou fora do bloco. Criaram uma falsa histeria dizendo que fora do bloco o país não iria sobreviver e mimimi. Mas quem de fato perde é o próprio bloco porque é um país a menos alimentando a máquina estatal (ou continental).
Trovalds
Se você leu a matéria do Tecnoblog sobre o "Panama Papers" (tem link nessa matéria) vai entender porque. Eles não estão fazendo nada de ilegal. Só que os contrários ao livre mercado (UE incluída) nunca veem essas manobras com bons olhos e sempre falam que estão "perdendo dinheiro".
Exibir mais comentários