Estamos presenciando uma forte animosidade entre grandes empresas de tecnologia. É Apple vs. Qualcomm para cá, Google vs. Amazon para lá, e agora temos uma disputa jurídica entre Mozilla e Yahoo.

O Yahoo abriu um processo contra a Mozilla em 1º de dezembro, alegando que um acordo entre as duas empresas foi encerrado indevidamente. Nesta terça-feira (5), a criadora do Firefox entrou com outro processo, desta vez por quebra de contrato.

Foto por Michele Ursino/Flickr

É assim: em 2014, o Yahoo concordou em fazer pagamentos anuais para a Mozilla colocar seu buscador como padrão no Firefox. Isso valia apenas para alguns países, como Estados Unidos, Canadá, Hong Kong e Taiwan — o navegador continuava usando o Google no Brasil, por exemplo.

O contrato permitia que a Mozilla desistisse desse acordo, e ainda recebesse US$ 375 milhões por ano até 2019, se não concordasse com um possível comprador futuro do Yahoo. Foi uma cláusula colocada pela então CEO Marissa Mayer.

Então, em 2016, a operadora americana Verizon comprou o Yahoo. Ela juntou a empresa à AOL — adquirida um ano antes — para formar a Oath. A Mozilla claramente não gostou desse negócio, e desistiu de seu acordo com o Yahoo; o Firefox Quantum voltou a usar o Google como buscador padrão.

Aqui entra a disputa judicial. O Yahoo não quer mais pagar os US$ 375 milhões anuais, dizendo que o contrato não reflete sua situação atual. Enquanto isso, a Mozilla diz ter direito a esse dinheiro — que corresponde a 90% de sua receita.

Em comunicado, a Mozilla diz que rescindiu o contrato com o Yahoo “baseada em uma série de fatores, incluindo fazer o melhor para nossa marca, nosso esforço para fornecer buscas de qualidade na web, e a experiência de conteúdo para nossos usuários”. Segundo ela, “ficou claro que continuar a usar o Yahoo como nosso buscador padrão teria um impacto negativo em todos esses itens”.

E assim começa a briga Yahoo vs. Mozilla.

Com informações: Engadget, TechCrunch.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Renan Alves
a yahoo so toma na bun,da em...
vin
Alô, é do banco? Chegou uma conta aqui que não reflete minha situação atual, então não vou pagar.
Tiago Celestino
A Google paga, assim como paga a Apple também.
Vitor Hugo
1 - acho que é meio que uma unanimidade que o motor de busca da Google é melhor (e o mais conhecido, o que as pessoas estão mais adaptadas/acostumadas). 2 - pelo que sei, a Google paga (ou pagava?) sim à Mozilla. 3 - o Yahoo se comprometeu. É um contrato. Tem que pagar.
raphaela1
Mas para o Google a Mozilla faz de graça? E se nenhum buscador concordar em pagar?
Guaip
Difícil dizer. Daquela época em diante o povo tinha mais interesse é na base de usuários do Yahoo (em 2016, 1bi de usuários ativos, fazendo sabe-se lá o que). Podia sim ser um tiro no pé da MS, mas se eles trocassem todas contas do Yahoo! Mail por Outlook, e dessem um jeito de fazer parte desse povo pagar por algum serviço (como o Office 360), ou mesmo apenas consumir anúncios, talvez o negócio tivesse valido a pena, vai saber...
Guaip
Azar? 375 mi por ano, com um contrato que garante cancelar e ainda continuar recebendo? E tudo isso apenas para definir um buscador padrão que qualquer um troca se quiser? Foi o negócio do século. Melhor que isso, só quem investiu em bitcoin lá atrás e esperou para vender tudo semana passada.
Molinex
Ridiculo... Yahoo acabou, virou piada...
Sammy
Não sei se a mina lá do "amo gmail" já estava a frente na época desse contrato, mas uma coisa te digo, é cada amador que passou por essa empresa, e agora quer vim chorar no judicial haha é uma piada.
Rodrigo
Disqus! Cadê o botão de reações???
Felipe Ventura
Acho que não, hein. A Microsoft pagou US$ 6 bilhões pela empresa de publicidade aQuantive, para competir com o Google, e teve que fazer um ajuste contábil de US$ 6,2 bi depois que a estratégia deu errado. Mesma coisa com a divisão móvel da Nokia: a Microsoft pagou US$ 7,2 bi e, anos depois, teve que fazer um ajuste contábil de US$ 7,5 bi.
Corvo
MS se livrou de uma bomba.
Marcus Pessoa
Posso ter críticas ao estágio atual do Firefox, mas sem dúvida a Mozilla é de longe a mais ética e transparente empresa da internet. Teve o azar de fazer contrato com a pior de todas.
Leon
Yahoo sua caloteira, paga nois, digo, a Mozilla. :P
Raphael
Não dá vergonha não Yahoo? Eu fico impressionado de uma empresa desse tamanho ter essa cara de pau. "Não reflete minha situação atual" devia virar meme do mês.
Exibir mais comentários