Início » Computador » Pentium Silver e Celeron Gemini Lake são os novos chips econômicos da Intel

Pentium Silver e Celeron Gemini Lake são os novos chips econômicos da Intel

Emerson Alecrim Por

A gente logo pensa nos chips Core quando o assunto é Intel, mas a companhia continua marcando presença — ou pelo menos tentando — em segmentos que exigem processadores mais acessíveis, como notebooks ou tablets de entrada. Duas novas linhas foram anunciadas pela Intel visando esses dispositivos: os novos chips Pentium Silver e Celeron.

Intel Pentium Silver

No mês passado, a Intel renomeou as suas linhas de processadores acessíveis para torná-las mais organizadas (ou confusas?). Temos, desde então, os processadores Pentium Gold e Pentium Silver, além de novos chips que continuam sendo batizados como Intel Celeron.

Pelo menos por enquanto, os chips Pentium Gold são aqueles que integram a família Kaby Lake, como os modelos Pentium G4560, G4600 e G4620. Já os processadores baseados na nova microarquitetura Gemini Lake (14 nanômetros) estão sendo classificados como Pentium Silver e Celeron.

Seis processadores Gemini Lake foram revelados para esta primeira leva, todos com 4 MB de cache, suporte a até 8 GB de memória DDR4/LPDDR4 e número de threads igual ao de núcleos:

  • Pentium Silver N5000: quad-core de 1,1 GHz (até 2,7 GHz em burst), GPU UHD Graphics 605 de até 750 MHz, TDP de 6 W;
  • Pentium Silver J5005: quad-core de 1,5 GHz (até 2,8 GHz em burst), GPU UHD Graphics 605 de até 800 MHz, TDP de 10 W;
  • Celeron N4100: quad-core de 1,1 GHz (até 2,4 GHz em burst), GPU UHD Graphics 600 de até 700 MHz, TDP de 6 W;
  • Celeron N4000: dual-core de 1,1 GHz (até 2,6 GHz em burst), GPU UHD Graphics 600 de até 650 MHz, TDP de 6 W;
  • Celeron J4105: quad-core de 1,5 GHz (até 2,5 GHz em burst), GPU UHD Graphics 600 de até 750 MHz, TDP de 10 W;
  • Celeron J4005: dual-core de 2,0 GHz (até 2,7 GHz em burst), GPU UHD Graphics 600 de até 700 MHz, TDP de 10 W.

Estrategicamente, a Intel está dando mais destaque para o clock em burst dos processadores. Trata-se de uma característica que ativa automaticamente uma frequência mais elevada quando a demanda de processamento é alta. É uma técnica que lembra muito o modo boost dos chips Core, mas com algumas diferenças, como só funcionar por curtos intervalos de tempo.

De acordo com a Intel, os chips com a letra 'J' na identificação são direcionados a desktops. Já os modelos que levam a letra 'N' são voltados a dispositivos móveis como tablets e laptops de baixo custo.

Pentium Gold, Pentium Silver

É bom que, dentro daquilo que se espera para a categoria de cada dispositivo, os chips Gemini Lake se saiam bem, afinal, a concorrência tem avançado com força nos últimos meses — até laptops com processadores ARM e Windows 10 estão a caminho, vale lembrar.

Pois bem, ainda que sem entrar em detalhes, a Intel afirma que os novos chips podem ser até 58% mais rápidos em tarefas básicas do que processadores de baixo custo lançados há quatros anos, como o Pentium J2900.

A companhia destaca ainda o suporte à tecnologia Local Adaptive Contrast Enhancement (LACE), que melhora a visualização da tela em ambientes fortemente iluminados, e ao padrão Gigabit Wi-Fi, que tem como base as especificações 802.11ac 2×2 com canais de 160 MHz (em teoria, é um padrão até duas vezes mais rápido do que o 802.11ac "normal").

Se as previsões da Intel estiverem certas, os primeiros equipamentos baseados nos novos processadores serão lançados no primeiro trimestre de 2018.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Luiz Paulo Kenny

podem não acreditar... mas os Caças F15 dos EUA possuem mais de 19 metros e 43cm de comprimento ... são grandes mesmo... e dentro de deles tem Placas Mãe Comuns de PC... inicialmente usavam Placas Mãe IBM de computador IBM COBRA... placa mae quanta na verdade.. inicialmente com intel 286 ... depois em 1996 com Processador AMD k6-2 ... acreditem se quiser... depois em 2001 com Atlhon64 e 2007 com Opteron, e hoje em dia possuem placas mãe quanta denovo de PC HP z840 dual Xeon E7 .. são 15 PCs dentro do Avião ao Todo e trabalham em Redundancia com sistema operacional VAX { um tipo de Unix} em Cluster... caso um PC desses Pare { por ter levado tiro} os outros continuam o serviço.... na realidade o software é leve que um unico PC rodaria tranquilo... mas são 15 PCs ao todo dentro do Caça justamente pra resistir a tiros durante uma guerra... e o avião é grande... parece pequeno mas é grande o avião ... são 19 metros e 43cm de comprimento... é enorme mesmo.. só quem vê de perto pra entender como é grande..

GuilhermeSMello
Também acredito no potencial dos ARM, pois alguns servidores também usam esse tipo de processador, outros SO também usam esse tipo de arquitetura e conseguem um bom (bom, não excelente) desempenho inclusive com MediaTek.
Samael Vinícius
Low ends da AMD são mais baratos e tem desempenho melhor que os da Intel. Não faz mais sentido ter esses Pentiums e Celerons, eles são muito lentos e são uma perda de tempo até pro consumidor médio.
Wellington Gabriel de Borba
Mas na prática os Pentiuns e Celerons são isso, as arquiteturas do iX, só que com menos tecnologias e recursos, portanto, mais fraca e portanto mais barata.
Helbert Luiz Paulino
Não entendo o sentido de manter o pentium. Sinceramente. Tem i9,7,5,3. Ou seja, do top ao "basico". Poderiam simplesm lancar um i3 mais fraco e chama-lo de celeron, mas não. Cria-se o Pentium silver , gold e celeron qualquer coisa. Pra mim vão dar na mesma.
Euler

Nada mal o cache de 4 MB

Alexandre Valdez
Nada mal o cache de 4 MB
Marcos Soares Santos
nao duvido que com o 845 a tecnologia deles melhore ainda mais. não escolheram o Snapdragon para os Aways Connected PCs atoa. Acredito muito na capacidade da Qualcomm e da arquitetura ARM.
GuilhermeSMello
A Qualcomm pode até estar vindo, masnpor enquanto oferece apenas o 835, que não é nenhum pouco barato e a única vantagem apresentada em relaçâo aos Intel e AMD foi a econômia de energia.
vin
Marcos Soares Santos
Corre Intel, olha a Qualcomm vindo aí!