Início » Celular » França ordena WhatsApp a parar de compartilhar dados com o Facebook

França ordena WhatsApp a parar de compartilhar dados com o Facebook

Felipe Ventura Por

Há cerca de um ano, o WhatsApp mudou seus termos de serviço e política de privacidade, abrindo a possibilidade de trocar dados com o Facebook. A França quer que o app pare com isso o quanto antes.

Os termos dizem que o Facebook "pode usar dados do WhatsApp para fazer sugestões (por exemplo, de amigos, de contatos ou de conteúdo interessante) e mostrar ofertas e anúncios relevantes".

Foto por Microsiervos Geek Crew/Flickr

A CNIL (Comissão Nacional de Informática e Liberdade), autoridade de proteção de dados da França, exigiu que o WhatsApp pare de compartilhar dados com o Facebook sem obter o consentimento dos usuários — o prazo é de um mês.

"A única maneira de recusar a transferência de dados é desinstalando o aplicativo", diz a CNIL em comunicado. De fato, cada usuário tem 30 dias para escolher se compartilha ou não seus dados com o Facebook, indo em Configurações > Conta; depois desse prazo, a opção desaparece.

Isso esteve disponível para usuários existentes no ano passado, quando os termos de uso foram modificados; e surge caso você crie uma nova conta.

Os termos de uso dizem: "nada que você compartilhe no WhatsApp, incluindo suas mensagens, fotos e dados da conta será compartilhado no Facebook ou em qualquer outro aplicativo de nossa família".

Em comunicado, o WhatsApp diz que a privacidade é muito importante e "é por isso que coletamos pouquíssimos dados e criptografamos cada mensagem". O app não armazena o que você envia: tudo fica nos servidores até ser entregue ao destinatário, ou por 30 dias, o que acontecer primeiro.

O WhatsApp também argumentou à CNIL que está sujeito apenas às leis dos EUA, mas o órgão rebateu: ela é a autoridade responsável no momento em que qualquer empresa processa dados na França.

Essa notificação não é uma sanção, mas o WhatsApp poderia enfrentar multas no futuro. O app foi adquirido pelo Facebook em 2014 por US$ 22 bilhões, e está se preparando para ganhar dinheiro — empresas poderão enviar mensagens para seus clientes.

Com informações: Bloomberg, Reuters.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Caio Curvelo
Você recebe o serviço em troca. Se não quiser ser um "produto" apague suas contas no Facebook, WhatsApp, Google, etc, etc, etc.
draggom
Não sabia disso, então minhas mensagens podem estar sendo compartilhadas no facebook.
Renan
Dá para coletar dados de identidade e uso do app sem comprometer o sigilo das comunicações. Coisas como quem são seus contatos, em que horas do dia você fica ativo e por quanto tempo. É somente nas comunicações que o app promete o sigilo e segurança da criptografia. Não está escrito no contrato que eles podem usar o conteúdo das mensagens para servir propagandas. Se eles não estão cumprindo o que prometeram é outra história.
Ricardo Bahia
Custa colocar a opção de permitir compartilhamento dos dados com o FB? Mas, nããããão... Eu e você não somos mais importantes do que a massa de dados para publicidade direcionada. E o Face e o Zap ainda têm fanboys... Não consigo não lembrar do filme 1984.
Felipe Ventura
"Em momento algum eles deixaram de compartilhar esses dados com o Facebook" Acho que isso não procede. O WhatsApp literalmente dava a opção de "compartilhar os dados da minha conta com o Facebook", como você pode ver na imagem do post. Os termos de uso reiteram isso: "você poderá escolher em não ter os dados da sua conta do WhatsApp compartilhados com o Facebook".
Baidu feat MC Brinquedo
Ué, e a criptografia? É aquele lance de que eles não conseguem interceptar mensagens e blá-blá-blá?
Baidu feat MC Brinquedo
Instalado com sucesso!
Renan
Estranha a questão do consentimento. "Use nosso app gratuitamente e em troca podemos fazer tais coisas com seus dados". Está escrito no contrato. Usa quem quiser. Se o mensageiro não puder faturar com receitas publicitárias vai procurar alternativas. Os usuários estão dispostos a pagar pelo serviço para que ele possa se manter sem precisar explorar a privacidade deles?
Kodos Otros
Deveriam chamar a Baidu pra dar um jeito nessa bagunça!
Baidu feat MC Brinquedo
Pagamos 19 Bilhões (somando tudo), criptografamos tudo e não temos acesso a nada, exceto pra lhe enviar propaganda direcionada no ~feice~ que vem do zap zap. Tá bom...
Lucas Blassioli
França pede que Facebook desfaceboquize o WhatsApp, mas sério, nenhuma surpresa que o Facebook está utilizando mais uma forma de obter dados para publicidade direcionada a você, como sempre, somos produtos muito bons e nem recebemos nada em troca.
Douglas Souza Luz
é isso mesmo, os dados são compartilhados de qualquer forma. Lembro até que sairam varias noticias na época falando justamente isso. Acho incrivel como pessoas que você passa a interagir mais no wpp começam a ter destaque no instagram e no facebook.
PinPortal ??
Uma correção, Felipe. Você disse: ¨De fato, cada usuário tem 30 dias para escolher se compartilha ou não seus dados com o Facebook, indo em Configurações > Conta; depois desse prazo, a opção desaparece.¨ Não é verdade, na época que o Whatsapp permitiu escolher, o usuário tinha a possibilidade de permitir que os dados coletados pelo Whatsapp para o Facebook fossem utilizados para anúncios direcionados e sugestões de amizade no Facebook. (Sim ou não) Essa era a opção. Em momento algum eles deixaram de compartilhar esses dados com o Facebook. Não estou dizendo que é errado, até porque é de graça. Só estou corrigindo a informação. Os dados de 1,3 bilhão de usuários são compartilhados com o Facebook. Independente da opção que fizeram nessa época. (Eu sei que na época eles tinham 1 bilhão, por aí. Os 300 milhões novos nem opção tiveram, portanto os anúncios e sugestões de amizade do Facebook deles é impactado diretamente pelos dados coletados no Whatsapp).