Início » Gadgets » Smartband Garmin Vívofit 4 tem bateria que dura mais de um ano

Smartband Garmin Vívofit 4 tem bateria que dura mais de um ano

Paulo Higa Por

A Garmin revelou nesta terça-feira (26) a quarta geração da smartband mais simples da empresa: ela conta seus passos, monitora seu sono, pareia com o seu smartphone para transferir os dados de atividade física por Bluetooth e continua com o diferencial do modelo anterior, que é a bateria com autonomia de um ano ou mais.

A Vívofit 4 possui uma pequena tela colorida que pode ser vista sob a luz do sol e mostra o relógio, a previsão do tempo, os dados de atividade física (número de passos ou calorias queimadas) e as informações do smartphone (como uma chamada recebida). Uma barra na parte superior te alerta quando você estiver há muito tempo sem se movimentar.

As informações são sincronizadas na nuvem por meio do aplicativo Garmin Connect, onde é possível ver seu monitoramento de sono, meta de passos (que é ajustada dinamicamente) e exercícios físicos. A pulseira fitness detecta quando você inicia uma atividade, como corrida, caminhada, ciclismo ou natação, e registra os dados automaticamente.

Nos Estados Unidos, a Vívofit 4 será vendido por US$ 79,99. A Garmin não informou quando ele chegará ao Brasil; a geração anterior custa cerca de R$ 550 no país.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Rafael Arcanjo
Mas até ai a MiBand também não tem. Hoje uso e não me faz falta, sinceramente. Mas o monitor cardiaco é um plus muito interessante.
Bruno Beraldo Neto
Pessoal le a matéria e não interpreta essa parte "...a quarta geração da smartband mais simples da empresa..." MAIS SIMPLES e não a top
Luciano
Então, eu estou referindo-me a medidor cardíaco. Quanto ao GPS, já vi relógios da Xiaomi que duram quase 2 dias com uso do GPS ligado o tempo todo.
Tales Cembraneli Dantas
O GPS gasta muita energia, impossível deixar ele ligado e ter uma bateria que dure mais de 24hrs. Tenho um Phenix 3 tabm da Garmin e a bateria dura quase um mês funcionando como relógio, mas com o GPS ligado não dura 1 dia
Tales Cembraneli Dantas
Acho que não tem nem GPS
FABIO NEVES
Tenho certeza que eles conseguiriam fazer algo mais bonito. O display lembra os relógios digitais da década de 80. Bateria legal, mas pela proposta ( Que é a de monitorar quase nada ) até que não surpreende.
Arley Martins
Vou continuar com a mi band 2. Paguei 22 dólares nela e está bacana apos 1 ano de uso. Não vou trocar. 80 dólares é muita grana e 550 reais no modelo anterior é sem noção o preço.
André G
Garmin não sabe fazer produtos bonitos.
André G
Infelizmente nunca! Isso só seria possível se limitassem muito as funções de um smartphone. Para algo do tipo chegar ao mercado, só mesmo se for com energia por indução.
Anderson
Na minha opinião, se tivesse monitoramento cardíaco e gps coma bateria durando 4 ou 6 meses tbm seria sensacional
Cobalto
Curti, mas pelo preço vou continuar com meu Miband.
Luciano
Voltado para atividade física, mas sem medidor cardíaco? Mesmo que a medição seja inacurada, eu jugo essa informação bastante relevante e acredito que muitos pensarão assim.
Maico Andrade
Interessante! Esperar uns reviews ...
Joseph Arimateias Diniz
Equipamento voltado para atividade física sem monitoramento cardíaco sempre me causa estranheza.
Alessandro
Tô mais surpreso com o preço da geração anterior
Joseph Arimateias Diniz
Cara... Podiam ter tentado melhorar um pouco na aparência, não?
Robert Rey
Caramba um ano de bateria? Sensacional. Sonho no dia que isso chegará aos Smartphones e Notebooks
Rafael Arcanjo
Muito boas as specs. Só poderia ter também monitor cardiaco.