Início » Comportamento » China fecha mais de 13 mil sites “ilegais” em três anos

China fecha mais de 13 mil sites “ilegais” em três anos

Paulo Higa Por

O controle da internet pelo governo chinês continua forte: nesta semana, a agência de notícias estatal Xinhua afirmou que mais de 13 mil sites considerados ilegais foram fechados nos últimos três anos.

As autoridades dizem que os alvos são os sites que propagam conteúdo pornográfico ou violento, mas os críticos defendem que o governo quer censurar a internet, evitando críticas ao regime comunista. O controle ficou mais rígido quando o presidente Xi Jinping chegou ao poder, há cinco anos.

Além dos 13 mil sites, mais de 10 milhões de contas, incluindo perfis em redes sociais, foram tirados do ar; os motivos não foram divulgados. Em sua defesa, o governo chinês afirma que “todos os países regulamentam a internet e as regras visam garantir a segurança nacional e a estabilidade social”.

Na China, o acesso a vários sites de notícia estrangeiros é bloqueado, bem como serviços populares no ocidente, como Google, YouTube, Facebook, Twitter, Instagram e Dropbox. Mesmo assim, a população é favorável ao controle: mais de 90% apoiam as medidas do governo na internet e 63,5% afirmam que houve redução no conteúdo prejudicial online nos últimos anos. Ou pelo menos é o que a agência estatal diz.

Com informações: Reuters.

Mais sobre: