Início » Software » Microsoft remove recurso da Cortana que identificava músicas

Microsoft remove recurso da Cortana que identificava músicas

Por
20 semanas atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

Desde o final de 2017, a assistente pessoal Cortana ficou um pouco menos esperta. Ela perdeu o recurso para reconhecimento de música, que trazia o nome e artista após ouvir um trecho dela.

O botão para reconhecimento de música ainda está na Cortana para Windows 10. No entanto, ao clicar nele, a assistente diz que encontrou a faixa “Tudo um dia acaba”, no álbum “serviço desativado”, do artista “mas a música continua”.

O que aconteceu? Jason Deakins, engenheiro de software da Microsoft, diz no Twitter: “o que você está vendo é esperado. Devido ao desligamento do serviço Groove Music, o reconhecimento da música na Cortana também foi aposentado”.

Em 31 de dezembro de 2017, o serviço de streaming Groove Music Pass foi encerrado no mundo inteiro; os usuários foram migrados para o Spotify. Além disso, não é mais possível comprar músicas e álbuns na loja do Windows 10.

A Microsoft se retirou totalmente do ramo musical, e isso acabou impactando a Cortana. Pior: o Shazam — recentemente adquirido pela Apple — removeu seu app para Windows 10 no ano passado, e o SoundHound não está presente na plataforma.

Será que a parceria entre Microsoft e Amazon poderia resolver isso? Acho que não. Para recapitular: as duas empresas haviam anunciado que, até o final de 2017, a Cortana poderia interagir com a Alexa em dispositivos suportados. O prazo não foi cumprido — a Microsoft diz que terá “mais para compartilhar em breve” — e a Alexa não faz reconhecimento de música.

Com informações: Engadget, Neowin.