Você estabeleceu alguma meta pessoal para 2018? Mark Zuckerberg faz isso todos os anos, desde 2009. Normalmente é algo pessoal, como aprender mandarim ou desenvolver um sistema de inteligência artificial para sua própria casa (as duas foram cumpridas). Neste ano, o desafio é um pouco diferente: consertar os problemas do Facebook. Não que essa já não seja sua tarefa como CEO.

Em um post no próprio Facebook, Zuckerberg diz: “O mundo está ansioso e dividido, e o Facebook tem muito trabalho a fazer, seja protegendo nossa comunidade de abusos e ódio, se defendendo contra a interferência de governos, ou se assegurando de que o tempo gasto no Facebook seja bem gasto”. O desafio para 2018, portanto, é “corrigir esses problemas importantes”.

Foto por Anthony Quintano/Flickr

Ele anda bem filosófico (lembra daquele textão?), comentando sobre a centralização causada pela tecnologia. Há alguns contraexemplos que ficaram em voga nos últimos tempos, como as criptomoedas, que tiram as autoridades (os bancos centrais) do controle e o coloca na mão das pessoas. Mas Zuckerberg admite que essa não é a regra:

“Nos anos 90 e 2000, a maioria das pessoas acreditava que a tecnologia seria uma força descentralizadora. Mas hoje, muitas pessoas perderam a fé nessa promessa. Com o surgimento de um pequeno número de gigantes de tecnologia — e governos utilizando a tecnologia para monitorar seus cidadãos — muitas pessoas agora acreditam que a tecnologia apenas centraliza o poder em vez de descentralizá-lo”.

O Facebook é obviamente uma dessas gigantes de tecnologia: a empresa já tem valor de mercado de US$ 536 bilhões, mais que outras empresas tradicionais, como Intel (US$ 207 bilhões) ou IBM (US$ 150 bilhões). De qualquer forma, Zuckerberg promete “estudar os aspectos positivos e negativos dessas tecnologias [criptografia e criptomoedas], e como usá-las da melhor forma em nossos serviços”.

Fato é que 2017 foi bem complicado para o Facebook com relação a abusos, ódio e interferência de governos. A rede social estimou que 10 milhões de americanos visualizaram anúncios russos para manipular as eleições, contratou uma equipe só para filtrar vídeos violentos e precisou desenvolver vários recursos para combater notícias falsas.

Com informações: The Verge, Recode

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Daniel Lopes
Nem um app pra Android eles conseguem fazer direito
André G
Acabei de voltar de um block de 30 dias por falar a palavra "viado", sendo que eu sou gay e não usei essa palavra como forma de ofensa. Tem comentários extremamente homofóbicos que já denunciei e não foram removidos, só pq não tinham as palavras chave.
wizzystorm
Tem que arrumar mesmo..Hoje meu perfil foi bloqueado sem motivo algum...Não xinguei ninguém, não publiquei nada que ofenda as pessoas ou que seja ilegal. Pediram uma foto minha, mandei mas até agora nada.
Maria Santa
Sim, podemos dizer que existem criminosos que "se preocupam com a sociedade", no sentido que o mesmo se preocupa em evitar que o arredor do mesmo conflite com suas atividades. É assim que seguiu a lógica do tráfico em algumas comunidades do Rio de Janeiro, por exemplo (pesquise a história do Nem). Ou só ver o exemplo dos políticos brasileiros. Criminosos inteligentes apenas querem lucrar e ter conforto sem que ninguém bata na porta dele pedindo a sua prisão. São gente que furta e não deixa rastros. Ou que se for para praticar um crime, que suas consequências ao arredor sejam mínimas. Isso cabe também a psicopatas podemos dizer. Um psicopata pode ser que não quer se expor pois sabe que sua exposição o coloca como atenção para algo.
Cristiano Chagas
Como melhorar o Facebook: Começa retirando as Histórias, depois retira a rede do público brasileiro. Fim. #huebr
doorspaulo
A questão é que o tio Mark não segue o que prega. Quem acompanha o meio tecnológico não compra esse texto, simples assim.
doorspaulo
Os caras não conseguem nem fazer um player de vídeo decente, e o Zuckão quer "consertar o FB"...
LekyChan
ai realmente não há oque fazer.
Rodrigo
Por causa disso nem comento nada. Mas sou obrigado a ver os comentários dos outros.
Bruno
Pior coisa do facebook! Vc faz um comentário em algum post, e aparece na timeline de todos os seus amigos, como se fosse um post ainda! aff
Rodrigo
Me refiro a comentários feitos em posts públicos.
Ricardo - Vaz Lobo
Criou um monstrão, tem consciência disso e quer fazer com que o GolenBook, agora um ser vivo, volte a ficar sob controle. Vai suar, ora se vai.
Pedro do Caminhão
Que bonzinho ele é! Nossa! ?
LekyChan
Quando vc posta algo no face vc pode escolher quem pode ver, o padrão é Publico. Nas configurações do facebook, da para restringir o publicos de todas as suas antigas Publicações para Apenas Amigos com um unico clique. Tambem é possivel dizer qual publico poderá ver uma publicação na qual vc foi marcado, o padrão dessa opção é Amigos.
Heitor89
Na minha percepção um crime (ou algo equivalente) é tudo aquilo que prejudica de certa forma alguém. Se o criador da rede social deseja combater os discursos de ódio (e eu acho correto) por ofender a terceiros, por extensão e sendo coerente ele também deve perseguir quem pratica os atos da minha resposta acima pois, queira vc ou não, prejudicam de forma direta ou indireta a terceiros também. Ele tem que usar o mesmo critério, pois se não tudo me leva a crer que ele age de forma política para promover sua imagem a um determinado público. Me desculpa, mas o seu último parágrafo dá a entender que existem criminosos que se preocupam com a sociedade. Me explica por favor rs?
Exibir mais comentários