Nos Estados Unidos, a FCC (Comissão Federal de Comunicações), órgão equivalente à nossa Anatel, derrubou as regras que garantiam a neutralidade de rede, princípio que proíbe as operadoras de darem tratamento diferenciado para certos serviços ou cobrar mais para acessar determinados conteúdos. O mesmo poderia ocorrer no Brasil, mas o governo se posicionou contra a medida.

Em entrevista à Folha, o ministro de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, declara que tanto ele quanto o governo são contra o fim da neutralidade de rede. É uma posição diferente das operadoras brasileiras, que querem fazer pressão para modificar o decreto que regulamenta o Marco Civil da Internet.

Por aqui, a neutralidade de rede é garantida pelo art. 9º da lei 12.965/2014, que diz: “O responsável pela transmissão, comutação ou roteamento tem o dever de tratar de forma isonômica quaisquer pacotes de dados, sem distinção por conteúdo, origem e destino, serviço, terminal ou aplicação”. Posteriormente, o decreto 8.771/2016, assinado pela presidente Dilma Rousseff, regulamentou a lei.

Sem a neutralidade de rede, as operadoras poderiam bloquear certos sites dependendo do plano de internet contratado; ou mesmo diminuir a velocidade de alguns serviços, como YouTube, Netflix e Spotify, para priorizar suas próprias soluções de streaming de música ou vídeo, o que poderia trazer consequências sérias para a concorrência.

Ainda segundo Kassab, a questão não deverá ser discutida tão cedo no Brasil: “Nós temos que ainda expandir muito o uso da banda larga. […] Não está na hora de discutir a neutralidade ou não. Está na hora de expandir a internet. Isso [fim da neutralidade] ficará para as próximas gerações”.

O argumento das operadoras brasileiras, além da decisão favorável da FCC, era que seria preciso priorizar determinados conteúdos na internet das coisas, já que a tecnologia será utilizada para aplicações críticas, como monitoramento de trânsito ou realização de cirurgias.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Henrique Dias
Não se iludam meus caros, este discurso vale apenas para este ano, que é ano de eleição, passada esta fase, os lobistas das teles virão com muito dinheiro e influência e conseguiram derrubar a neutralidade da rede....
Rolando
Só um exemplo de como essa lei é uma porcaria, quando implementaram ela no Brasil as operadoras de telefonia foram proibidas de dar Whatsapp grátis para os clientes e o governo teve que passar por cima da lei da neutralidade e permitir por causa da pressão púbica. Neutralidade da internet é só uma safadagem para ajudar as grandes empresas e diminuir a competição, não é a toa que são as grandes empresas como Facebook, Google e outras que apoiam essa pilantragem. Essa lei aumenta os custos dos provedores e diminui a competitividade.
Rolando
Só um exemplo de como ela é uma porcaria, quando implementaram ela no Brasil as operadoras de telefonia foram proibidas de dar Whatsapp grátis para os clientes e o governo teve que passar por cima da lei da neutralidade e permitir por causa da pressão púbica. Neutralidade da internet é só uma safadagem para ajudar as grandes empresas e diminuir a competição, não é a toa que são as grandes empresas como Facebook, Google e outras que apoiam essa pilantragem. Essa lei aumenta os custos dos provedores e diminuem a competitividade.
ʞǝʌǝɥs

sempre

Jose X.
sempre
Matheus Alexandre
É ano de eleição, minha gente!
Edson Veloso Murta Júnior
Tipo banda larga (FIXA) você contrata 30 dias por 24 horas. Só que antes dos serviços de streaming a grande maioria dos users pagavam mais não usavam. Quem utilizava cada gota da banda era o doidão que deixava o pc ligado o dia todo no torrent maroto . Então os provedores não tinham essa banda toda. De madrugada o download fica mais rápido, pois mesmo o número de user com o pc ligado no torrent maroto, ter aumentando o consumo de banda ainda é menor, pois o horário de pico são das 18:00 ás 22::00, quando todos chegam em casa e vão dar uma olhada no YOUTUBE e ver um filme ou série na NETFLIX . Vamos ao exemplo Em uma rua têm 30 residências e todos supostamente contrataram 10Mb/s. 30casas x 10Mb/s = 300Mb/s agora imagina um bairro, ou até mesmo ppacotes de 30Mb/s. Não existe essa banda toda, nem utilizando fibra. As operadoras usam QOS para controlar essa banda e nos momentos de pico a rede fica lenta para todos. Mas com os streamings a gambiarra fica evidente pois o video vai pausar e carregar. Para resolver tiveram uma ideia brilhante, remove a neutralidade da rede e o QOS come solto, dando prioridade para NETFLIX e YOUTUBE, pois os users vão reclamar da internet se video no YOUTUBE travar e se a série no NETFLIX der uma engasgada. Outros serviços que consomem muita banda, mas não é de gosto da grande maioria, o QOS come solto, limitando a banda principalmente do torrent maroto. Ufa!! agora você sacou que o problema é exatamente a banda que foi até citado em um dos episódio de A PARADA É PEGAR FOGO -->HALT AND CATCH FIRE. Obs: ao invés de maroto leia eztv kkkkk.
Edson Veloso Murta Júnior
Desculpa! Falha minha.
Flávio Henrique
Gostei do bojack rsrsrs sou fã
Ed. Blake
O que realmente aconteceu: O pacote de 'cafézinhos' oferecido até o momento não foi satisfatório. Operadoras precisam aumentar suas 'apostas'.
ʞǝʌǝɥs

gente, que coisa, o estado tem que se meter em tudo né ?
deixa o mercado livre que ele se auto-regula

/s

Jose X.
gente, que coisa, o estado tem que se meter em tudo né ? deixa o mercado livre que ele se auto-regula /s
Kodos Otros
E a culpa vai ser do PT.
Kodos Otros
Mas segundo o G1zmodo: "Ministro das comunicações afirma que governo lutará contra a neutralidade de rede no Brasil"
G. Croft
Nos EUA a banda larga é dominada por Comcast, AT&T, Time Warner (e Time Warner é dona da AT&T) e Verizon. Outras empresas tem um espaço muito restrito e a maior parte dos EUA não é de interesse econômico pras grandes. É normal ter em muitos lugares só uma empresa fornecendo banda larga. E isso a velocidades ridículas. Conheço gente no Texas que só tem 5 mega disponível e com pacotes de dados restrito, sendo que a cada 1 GB ultrapassado da cota, são US$ 10 a mais na conta. E não tem concorrência que dê jeito nessa situação, pois o interesse econômico está nos grandes centros, onde há certeza de ganhos a curto e médio prazo, fazendo os investidores ficarem felizes.
Exibir mais comentários