2013 era uma época mais inocente. O bitcoin cruzava o limite de US$ 1.000 pela primeira vez; e com uma mistura de crítica e brincadeira, programadores criavam moedas alternativas como o dogecoin e o Coinye.

O dogecoin é inspirado em um meme: um Shiba Inu com legendas coloridas em Comic Sans, como “very currency”, “many coin” e “wow”. Claro que, em 2018, essa criptomoeda ultrapassou US$ 2 bilhões em valor de mercado.

O recorde foi atingido neste domingo (7), segundo o CoinMarketCap. Desde então, o dogecoin caiu e seu valor está atualmente em cerca de US$ 1,7 bilhão. Desde o Natal, ele esteve acima de US$ 1 bilhão.

Como lembra o Mashable, o dogecoin não oferece vantagens tecnológicas significativas em relação ao bitcoin, e não recebe nenhuma atualização há anos — ele foi puxado por outras criptomoedas. Por isso, nem mesmo seu cocriador vê essa alta com bons olhos.

Jackson Palmer, hoje gerente de produto da Adobe, diz ao CoinDesk: “eu acho que diz muito sobre o estado das criptomoedas em geral que uma moeda com um cão nela, que não lança uma atualização de software em mais de dois anos, tenha um valor de mercado superior a US$ 1 bilhão”.

Palmer vendeu a maior parte de seus dogecoins em 2015 e não está mais envolvido no projeto. Ele considera que estamos em uma bolha das criptomoedas, e que vê-las como uma oportunidade de investimento — em vez de moedas de troca — “retira atenção de sua tecnologia subjacente e de seus objetivos”.

Ele espera que, quando a bolha estourar “e as pessoas perderem grandes somas de dinheiro, a negatividade no mercado não sufoque a inovação tecnológica nem o interesse em moedas digitais”.

Outras criptomoedas também vêm quebrando recordes. O ether ultrapassou US$ 1.000 pela primeira vez, e o ripple — token para transações globais de dinheiro — valorizou cerca de 33.000% no último ano.

Com informações: CoinDesk, CNBC, Mashable.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Flavio Silva
Toma! https://uploads.disquscdn.com/images/539b443cbcedb0ddc52a917147414ba116dad83eeecb41d9eb24879376369674.jpg
Programador Front-End
Ai meu Deus, é realidade! Os memes estão dominando o mercado
Weber Chaves
Melhor frase também: "vê-las como uma oportunidade de investimento — em vez de moedas de troca — “retira atenção de sua tecnologia subjacente e de seus objetivos”." Essa especulação absurda pode no futuro matar uma ótima tecnologia que visa facilitar a vida das pessoas...parte ruim do capitalismo.
Maria Santa
Ele espera que, quando a bolha estourar “e as pessoas perderem grandes somas de dinheiro, a negatividade no mercado não sufoque a inovação tecnológica nem o interesse em moedas digitais”. Isso. Isso mesmo. Exatamente. Perfeito. Sem mais. Não mudemos uma vírgula.
Maria Santa
Acabei de trazer um caminhão de más notícias. https://uploads.disquscdn.com/images/b68c21df8275f94fe18f7bc8fac5b271eba90d83683b6824a5e803840e5af85d.png
Orley Lima
Já viu a imagem do Ripple?
Francisco Paixão
Consegui lucrar :v
FELIPE AGUIAR
Eu ri.
Programador Front-End
Se fosse em 2017 seria o SPINNERcoin?
Agronopolos
E eu de personagens que só estão em filmes para vender bonequinhos
Caio Bogoni
Traz
Andre Kittler
Nunca aprendemos com o passado, portanto sempre iremos repetir o erro. Via slashdot, uma lição de vida: "I will just remind our younger readers of the dotcom boom, where tech stocks were seen as the new big thing and pumped up a bubble that eventually crashed. You can tell the top of this by looking at a tech company that was registered on the NASDAQ called NETJ.COM, This had all the right words in the name, "net", "J" (for Java, hot at the time) and ".com" but its description of what the company did was: The company is not currently engaged in any substantial activity and has no plans to engage in such activities in the foreseeable future" and this raised several $110 million in IPO funding from ordinary investors when it floated.
Cobalto
O cara que criou uma moeda com cara de cachorro é um cara sensato.
Gustavo

kkkkkk

leoleonardo85
Trago más noticias
Exibir mais comentários