Início » Computador » A AMD vai lançar um monte de chips Ryzen em 2018

A AMD vai lançar um monte de chips Ryzen em 2018

Os lançamentos incluem processadores Ryzen de segunda geração, além de chips Threadripper

Emerson Alecrim Por

AMD e Intel agoras são “parceiras”, mas isso não quer dizer que a rivalidade entre as duas terminou: a primeira aproveitou a CES 2018 para anunciar as suas principais novidades para o ano, como as novas gerações dos processadores Ryzen e Threadripper, além de chips Ryzen Mobile.

AMD Ryzen Pro

As novidades começam com dois chips Ryzen para desktops que devem ser lançados no próximo mês:

  • Ryzen 3 2200G: quatro núcleos, quatro threads, clock máximo (em boost) de 3,7 GHz, 6 MB de cache, GPU Radeon Vega 8 de até 1.250 MHz, TDP de até 65 W e preço de US$ 99;
  • Ryzen 5 2400G: quatro núcleos, oito threads, clock máximo de 3,9 GHz, 6 MB de cache, GPU Radeon RX Vega 11, TDP de até 65 W e preço de US$ 169.

Para o segundo trimestre, a AMD reservou três chips Ryzen Pro Mobile, que devem equipar laptops ultrafinos que precisam de bastante desempenho. Todos têm 6 MB de cache e TDP de 15 W:

  • Ryzen 3 Pro 2300U: quatro núcleos, quatro threads, clock máximo de 3,4 GHz, GPU Radeon Vega 6 de até 1.100 MHz;
  • Ryzen 5 Pro 2500U: quatro núcleos, oito threads, clock máximo de 3,6 GHz, GPU Radeon Vega 8 de até 1.100 MHz;
  • Ryzen 7 Pro 2700U: quatro núcleos, oito threads, clock máximo de 3,8 GHz, GPU Radeon Vega 10 de até 1.300 MHz.

A AMD anunciou ainda dois processadores Ryzen 3 para este mês que virão para complementar os chips Ryzen 7 2700U e Ryzen 5 2500U para notebooks anunciados no ano passado:

  • Ryzen 3 2200U: dois núcleos, quatro threads, clock máximo de 3,4 GHz, GPU Radeon Vega 3 de até 1.000 MHz;
  • Ryzen 3 2300U: quatro núcleos, quatro threads, clock máximo de 3,4 GHz, GPU Radeon Vega 6 de até 1.100 MHz.
Lisa Su, CEO da AMD

Lisa Su, CEO da AMD

Ainda que sem entrar em detalhes, a AMD prometeu revelar em abril os primeiros chips Ryzen com a nova microarquitetura Zen+, cuja principal característica é um processo de fabricação de 12 nanômetros.

Na verdade, esses chips estão sendo vistos como um aprimoramento da atual geração de 14 nanômetros. Seja como for, a expectativa é a de que os novos modelos tragam ganho de desempenho de pelo menos 10% no consumo de energia, tecnologias como Precision Boost 2 (para controle de overclock) e frequências mais altas.

Com menos detalhes ainda, a AMD prometeu para o próximo semestre a segunda geração de processadores Threadripper (para fazer frente aos chips Intel Core i9). Mais ou menos na mesma época deveremos ter informações sobre as GPUs Vega de 7 nanômetros, assim como sobre a futura geração de chips gráficos Navi.

A companhia também já fala em lançar as microarquiteturas Zen 2 e Zen 3, ambas com processo de fabricação de 7 nanômetros. Mas elas só devem aparecer em 2019 e 2020, respetivamente.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

renato
Altas taxas de juros praticados em serviço da dívida especulativa externa. Sonegadores de impostos e "empresários" com informações privilegiadas de mercado, usando sua influência na política para derrubar a carga tributária e aumentar exponencialmente seus lucros ora exorbitantes. Mais o fator importação, impostos sobre produção o que já é um erro tremendo, e ausência de leis consistentes que garantam uma parceria internacional para criar escala de produção e facilitar o empreendedorismo radicalmente nacional. Assim, a economia não é global, a informação sim e está atribuída aos nosso valores de felicidade hoje, reparar nos preços lá fora e desejar consumir tudo que há de novo por um preço mais justo. O brasil atualmente tem um estado inchado com o mínimo de serviços públicos essenciais ao povão, essa é a tal baboseira que pregam do livre mercado e estado mínimo. Mas alguém sinta-se livre para especular e apresentar uma justificativa plausível sobre outra razão dos preços tão elevados no brésiu.
Eduardo Alvim
Meio óbvio. Só um fan boy não usaria AMD, mesmo ele possuindo "o mesmo desempenho ou mais dos computadores com chip da Intel"...
johndoe1981

Altos impostos, basicamente.

Cássio Amaral
Altos impostos, basicamente.
Guilherme Bueno Grijó
Os Ryzen estão com preço compatível com o mercado internacional, da uma conferida
Baidu feat MC Brinquedo
Quantos fogões!
João

Em jogos e em tema de overclock e compat de memórias os Ryzen tem mto a melhorar ainda, mas como são os primeiros processadores da nova fase da AMD é natural que demorem ainda.

Joaomanoel
Em jogos e em tema de overclock e compat de memórias os Ryzen tem mto a melhorar ainda, mas como são os primeiros processadores da nova fase da AMD é natural que demorem ainda.
Dedpul™
Os ryzen me impressionaram. Se eu tiver acesso a um computador com o mesmo desempenho ou mais dos computadores com chip da Intel e com preço menor, atualizo sem pensar duas vezes.
Dedpul™
Acertou na mosca, pequeno gafanhoto.
Pedro Paulo Fae Braz
Tão superior, que levou a atual parceria https://tecnoblog.net/231642/intel-core-g-amd-vega/
Anayran Pinheiro
Concordo, mas o lance é que terá alguém que vai overclockar a APU, e ver como ela segura o aumento de tensão sem prejudicar desempenho será necessário, coisa que com gpu integrada Intel não rolava, saca?
Marsupial radical
Liga não, é só mais um intelijentão de dedo sujo.
ばか

Sim, tudo importado.

Git Gud
Sim, tudo importado.
Exibir mais comentários