Início » Aplicativos e Software » Como a velocidade do seu PC será afetada pela correção para a falha Spectre

Como a velocidade do seu PC será afetada pela correção para a falha Spectre

Por
1 ano e meio atrás

Existem duas falhas graves em processadores lançados nos últimos vinte anos. As empresas de tecnologia estão correndo para mitigar o Meltdown e o Spectre, lançando atualizações para diversos sistemas operacionais e navegadores.

Infelizmente, corrigir totalmente essas falhas exigiria reprojetar os processadores. Como isso não é viável, o jeito é desativar alguns recursos vulneráveis, e isso pode reduzir o desempenho.

Foto por Yi Shiang/Flickr

Terry Myerson, chefe do Windows na Microsoft, detalha o impacto que essas correções tiveram no sistema. Basicamente, o desempenho sofre quedas maiores no Windows 7/8, e em processadores mais antigos.

Ele diz que a mitigação para o Meltdown “tem impacto mínimo no desempenho”. No entanto, a atualização para o Spectre “tem um impacto no desempenho”; isso varia dependendo da versão do Windows, e dependendo do processador que você tem. Eis os detalhes:

  • em PCs com Windows 10 e processador Intel recente (Skylake, Kaby Lake ou mais novo), “os benchmarks mostram desaceleração de um dígito”, e a maioria dos usuários não deve notar “porque essas porcentagens são refletidas em milissegundos”;
  • em PCs com Windows 10 e processador Intel antigo (Haswell ou anterior), os benchmarks “mostram desacelerações mais significativas”, e alguns usuários devem notar o desempenho menor;
  • em PCs com Windows 8 e Windows 7 em processadores Intel mais antigos (Haswell ou anterior), “esperamos que a maioria dos usuários perceba uma diminuição no desempenho do sistema”, diz a Microsoft.

O desempenho cai menos em processadores Skylake e Kaby Lake porque “a Intel refinou as instruções usadas para desativar a execução especulativa”. O Spectre envolve uma falha na execução especulativa, fazendo o processador vazar dados protegidos.

Por sua vez, o Windows 7 e 8 sofrem um impacto maior porque têm mais recursos que dependem do kernel — ele faz todas as renderizações de fontes, por exemplo. Talvez a situação melhore: por exemplo, o Google criou uma correção para o Spectre que quase não reduz o desempenho.

A Microsoft diz que publicará benchmarks mais detalhados em breve, quando puder testar a atualização de firmware que a Intel está distribuindo. Vale lembrar que processadores da AMD e ARM também são afetados pelo Spectre.

Com informações: Microsoft, The Verge.