Início » Computador » Intel revela chip quântico de 49 qubits

Intel revela chip quântico de 49 qubits

Por
09/01/2018 às 15h46
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

A computação quântica vai mesmo causar uma reviravolta tecnológica? As maiores empresas do setor acreditam que sim. Entre elas está a Intel: em sua apresentação na CES 2018, a companhia exibiu o protótipo de um chip quântico de 49 qubits.

Para quem está por fora do assunto, qubit é uma simplificação de bit quântico. Na computação atual, temos como base o bit “normal”, que, no modelo simbólico criado para facilitar a nossa compreensão, representa o valor 0 ou 1. Já um qubit pode assumir 0, 1 ou uma superposição de ambos os valores.

Intel - chip 49 qubits

Essa lógica deve permitir aos computadores quânticos resolverem em minutos problemas de áreas como inteligência artificial e meteorologia que, de tão complexos, demandariam até anos para serem solucionados pela computação tradicional. Daí o interesse de gigantes como IBM, Microsoft e Intel pelo assunto.

Coube a Brian Krzanich, CEO da Intel, apresentar o chip. Os detalhes técnicos não foram revelados, mas o executivo ressaltou que o Tangle Lake, como o dispositivo vem sendo chamado, é um processador de 49 qubits. Esse é um detalhe importante porque faz pouco tempo que a Intel apresentou um chip de 17 qubits. Além disso, o projeto acirra a rivalidade com a IBM, que está expondo na CES um processador quântico de 50 qubits.

Para Krzanich, o Tangle Lake vai ajudar a Intel a alcançar a “supremacia quântica”, expressão que se refere ao ponto em que os computadores quânticos realizarão tarefas que não podem ser executadas por máquinas baseadas na tecnologia atual.

Intel - chip quântico

Os primeiros passos já foram dados, mas o caminho é longo. Só para dar uma ideia, a Intel já estuda criar um processador baseado em spin qubits, que podem ser replicados mais facilmente por conta do seu tamanho reduzido em comparação aos supercondutores usados pela indústria. Isso porque, quando a computação quântica estiver mais desenvolvida, problemas de escala na fabricação estarão entre os principais desafios.

Meltdown e Spectre

Computação quântica é um assunto deveras interessante, mas todo mundo queria saber o que o chefão da Intel tinha a dizer sobre as falhas Meltdown e Spectre.

Para a decepção — mas não surpresa, provavelmente — de quem estava no evento, Krzanich abordou o assunto superficialmente. Ele comentou apenas que não há registros de perda ou roubo de dados como consequência das falhas e que a Intel está comprometida em resolver as vulnerabilidades. Um grupo chamado Intel Product Assurance and Security está sendo criado especificamente para tratar do assunto.

Com informações: IEEE Spectrum, ZDNet.

  • Ricardo Castro

    ja vem com spectre e meltdown?

    • 868686

      Sim, em suas versões quânticas: podem ser uma falha de segurança, podem não ser uma falha de segurança ou podem ser e não ser ao mesmo tempo.

      • Ricardo Castro

        vai ser lindo de ver isso tudo hahaha

      • vin

        A falha de Schrödinger.

      • VaGNaroK Alkimist

        heuaheuaheuheuhuUEHUHEUAHEUHAUEHAUE!!!

      • Flavio Silva

        Sensacional hahahahaha

    • Rodrigo Brim

      Vem, mas estatisticamente não representam perigo, pois não há registro de perda ou roubo de dados. Pode ficar tranquilo.

  • Ricardo – Vaz Lobo

    “não há registros de perda ou roubo de dados”. Até pouco tempo não existia AIDS na China, porque o governo não registrava as mortes decorrentes da doença.
    Por aí.

    • tuneman

      Anos atrás eu participei de uma pequena palestra com um Meteorologista. Ele explicou que durante muito tempo não contabilizava-se tornados e tufões no Brasil…., daí surgiu a lenda que esses fenômenos não ocorriam por nossas terras….

  • Maicon Bruisma

    O problema da computação quântica é que não é estável, não como os atuais, pq os supercondutores atuais se comportam bem numa margem X de temperatura, no caso quântico a temperatura é baixa e bem específica. Não são os mesmo materiais, logo, não é a mesma solução

  • Renato Bonadio

    Até parece que o interesse deles é meteorologia! Só se for para o projeto HAARP. O que dá dinheiro é guerra… indústria bélica.

  • Coqueiranca Cf-al

    Sera que roda minecraft?