O Blocks foi um projeto de crowdfunding para criar um smartwatch modular. Ele tem formato circular, se parecendo com um relógio comum, e traz alguns módulos opcionais, como um GPS e um leitor de batimentos cardíacos. Parece que a ideia deu certo: nesta terça-feira (9), o produto começou a ser vendido por US$ 259.

Algumas coisas mudaram desde o financiamento coletivo, que arrecadou US$ 1,6 milhão no Kickstarter: ele tem processador MediaTek MTK6580M (e não um Snapdragon 400), tela AMOLED de 1,39 polegada com resolução de 400×400 pixels (um pouco maior que a original) e uma bateria de 350 mAh que promete durar até dois dias (o projeto original previa um componente de 400 mAh).

De qualquer forma, a característica mais importante continua: a modularidade. O Core (núcleo) custa US$ 259 e faz o básico de qualquer smartwatch: rastreia suas atividades, permite atender chamadas telefônicas, pode controlar seu player de música e suporta a assistente pessoal Alexa. Cada módulo custa US$ 35, ou seja, se você quiser comprar os seis módulos disponíveis atualmente, o preço total chega a US$ 469.

Por enquanto, os módulos não são nada de outro mundo: existe um sensor ambiental (mede temperatura, pressão atmosférica e umidade); monitor de batimentos cardíacos; LED para notificações ou lanterna; botão inteligente para executar um comando ou aplicativo; GPS; e uma bateria extra de 95 mAh. Os módulos são ligados ao relógio como se fossem os elos da pulseira.

No futuro, a Blocks Wearables pretende lançar módulos de sensor biométrico, temperatura do corpo, nível de estresse, câmera, alto-falante por condução óssea e NFC para pagamentos móveis, mas por enquanto isso é o que temos. O que pode melhorar o cenário é que, no próximo mês, a plataforma deverá ser aberta para que desenvolvedores criem seus próprios módulos para o Blocks.

O relógio modular roda Android 8.0 Oreo (não é o Android Wear) e já está disponível no site oficial do Blocks. A empresa envia para todo o mundo.

Com informações: TechCrunch.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Jhon
O series 3 parte de 329. E é bem diferente você comprar um produto igual o Watch, de uma marca totalmente conceituada e você comprar um relógio de uma fabricante who que 2 meses depois nem suporte terá mais.
Gedson Junior
Alto-falante por condução óssea no pulso? Como funciona isso?
Programador Front-End
só falta o smart cinto modular agora
Marcos
Estranho ver tantos comentários falando do preço, levando em conta que o Apple Watch series 3 parte de US$ 399. Acredito que há grande chance de crescer, desde que sejam desenvolvidos mais módulos.
Erickson Gutierrez
RIP PEBBLE = (
Junior
Concordo, o preço base está bem salgado visto que a maioria dos SmartWatchs hoje em dia já vem ao mínimo com GPS e mais um ou outro módulo ali, então no mínimo ele vai custar U$ 320 para ficar igual aos outros. Vou esperar mesmo é o lançamento do Amazfit 2 e ver se o preço melhora um pouco para comprar.
Victor Serrão
Sinceramente ainda não consigo justificar a compra de um smartwatch. Eu até gostaria de justificar isso, mas...
Gaba
Muito caro... mas a ideia é muito boa...
André G
A ideia é bacana. Poder colocar módulos na pulseira, isso foi muito bem pensado.
Emanuel Schott
A ideia é interessante, mas o preço...
Luciano
259 Trumps nessa porcaria que nem faz o que os outros já fazem a muito tempo. O pior é que vai ter doido pra comprar isso. Igual ao Telefone de R$ 8000 da Apple