Na semana passada, Mark Zuckerberg anunciou que o feed de notícias do Facebook trará mais posts de seus amigos e familiares, e menos posts de páginas. A ideia é manter o interesse dos usuários no longo prazo.

No entanto, ele acredita que “o tempo que as pessoas passam no Facebook e algumas medidas de engajamento vão cair”. Parece que os investidores não gostaram dessa parte.

Foto por Anthony Quintano/Flickr

As ações do Facebook fecharam em queda de 4,47%. Como elas compõem a maior parte da fortuna de Zuckerberg, isso significa que ele perdeu mais de US$ 3 bilhões, segundo o Mashable.

Claro, ele ainda é extremamente rico, e tem patrimônio estimado em US$ 72 bilhões. Ainda assim, essa foi uma das maiores quedas que as ações do Facebook sofreram desde sua estreia em 2012.

A rede social tem 2 bilhões de usuários, mas seu futuro parece estar em risco. Um ex-funcionário sênior diz ao BuzzFeed: “o tempo gasto no Facebook diminuiu nos últimos dois anos pela primeira vez. A empresa tem pesquisas mostrando que, se a porcentagem de conteúdo de amigos/familiares for muito baixa, as pessoas acham que o Facebook não tem mais valor”.

O Facebook vai enfatizar mais interações “significativas”, ou seja, posts que geram muitos comentários, curtidas e compartilhamentos. O algoritmo vai priorizar conteúdo de amigos, de parentes e também de grupos, que “tendem a inspirar muitas conversas” — é o que diz Adam Mosseri, vice-presidente do feed de notícias, à Wired.

Ele também afirma que “haverá menos conteúdo vindo diretamente de páginas profissionais”; a prioridade estará nos links compartilhados e discutidos entre amigos. Além disso, você verá menos vídeos no feed de notícias porque eles recebem poucos comentários — têm “uma natureza mais passiva”, diz Mosseri.

Alguns estudos concluem que, ao consumir o feed de notícias passivamente, os usuários se sentem pior. Enquanto isso, pesquisadores do Facebook afirmam que interações ativas — “especialmente compartilhar mensagens, posts e comentários com amigos próximos” — estão ligadas a melhoras no bem-estar.

Nesse sentido, Zuckerberg diz que “uma das nossas principais áreas de foco para 2018 é garantir que o tempo que todos gastamos no Facebook é tempo bem gasto”. Isso significa retornar a um feed de notícias antigo, de 2010, com menos notícias (ou fake news) e mais atualizações de seus amigos e familiares. Se isso vai dar certo, só o tempo dirá.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Pedro do Caminhão
Imagina o dia em que as pessoas descobrirem que não precisam de redes sociais e que viver à moda antiga no mundo real pode ser maravilhoso?
Michel Bazzo
Resumidamente vai priorizar o mimimi
Thiago
Isso é troco pra ele.
🧙‍♂️ Mago Erudito® ᴾᴿᴱᴹᴵᵁᴹ

Melhor coisa que eu fiz no final de 2017 foi deletar o app do Facebook, agora entro só uma vez por semana.

2018

Julgamento do Lula
Copa do mundo
Eleições

O Facebook será um SACOOOO.

Mago Erudito®
Melhor coisa que eu fiz no final de 2017 foi deletar o app do Facebook, agora entro só uma vez por semana. 2018 Julgamento do Lula Copa do mundo Eleições O Facebook será um SACOOOO.
Pedro Henrique Rodrigues
Tomara que nem exista. Twitter é ótimo do jeito que é hahaha Inclusive ainda nao me convenci dos 240 caracteres. Pelo menos nã achei que ficaria difícil a visualização dos tweets de 240 caracteres em aplicativos que nao podem visualizar os 240 caracteres.
Ed. Blake
O problema do Facebook é que você é constantemente bombardeado pela imbecilidade das pessoas do seu entorno. Isso mina qualquer relacionamento. Já no Instagram você só é exposto à parte futil da vida das mesmas pessoas. As conversas de bar ficam pouco desinteressantes, já que ninguém tem mais o que contar (pois todos os ultimos acontecimentos das vidas das pessoas já foi postado em fotos/vídeos em looping) mas é menos extressante enquanto interação social online.
Fábio Peres
A maioria esmagadora das pessoas, está provado, não quer saber de polêmicas, não quer notícias chatas na sua "timeline" nem propagandas de serviços que acham que ela vai usar. Básico.
Fábio Valentim
Twitter realmente é uma rede muito boa, tem muita liberdade e não tem esse #mimimi e controle a nível Orweliano como existe no Facebook. As pessoas não investem muito no Twitter pois não ter coisas como comunidades, grupos, etc. Talvez se isso existir, o Twitter possa bater de frente com Facebook.
Tori
Uso o reddit, só que não substitui um facebook
Carlin
Não sei se o que acho chega a fazer algum sentido, mas se ha mais interação, também haverá um apurado de dados mais completos e eficientes sobre os usuários envolvidos, sendo assim, haverá anuncio ainda mais bem direcionados, que farão mais sentido e logo, haverá mais chances do usuário realmente dar importância pro anuncio... O Facebook nunca deixara de ser uma porta pra anunciantes, ele só ta dizendo que vai aumentar o preço por post, vai ficar ainda mais caro se você quiser colocar o seu anuncio na timeline da galera!
IAmYourFather-Your Mom Likes

Foi o que eu disse, ele não perdeu nada.

iamyourfather - your mom likes
Foi o que eu disse, ele não perdeu nada.
tuneman
Já tentou o Reddit?
tuneman
elas desvalorizaram.... ficou realmente dificil de entender?
Exibir mais comentários