Início » Internet » Vai ficar mais difícil ganhar dinheiro com o YouTube

Vai ficar mais difícil ganhar dinheiro com o YouTube

Emerson Alecrim Por

A decisão de remunerar apenas canais que tenham 10 mil visualizações ou mais foi considerada dura, mas não há nada que não possa piorar. A partir de 20 de fevereiro, o Google aumentará as condições: só poderão fazer do programa de parcerias do YouTube os canais que tiverem pelo menos 4 mil horas de visualizações nos últimos 12 meses e mínimo de mil inscritos.

O YouTube Partner Program, como é chamado, permite ao canal gerar receita com anúncios que são veiculados nos vídeos ou com assinaturas do YouTube Red. Os requisitos mais rígidos passarão a valer tanto para canais novos quanto para aqueles que já fazem parte do programa. Isso significa que canais que conseguem alguma remuneração atualmente, mas não atendem aos números mínimos deverão ter a veiculação de anúncios interrompida.

2017 foi um ano difícil para o YouTube por conta da proliferação de vídeos classificados como infantis, mas que traziam conteúdo erótico ou violento, e pela disseminação de vídeos extremistas, só para dar alguns exemplos. O serviço chegou a sofrer um boicote de mais de 250 grandes anunciantes preocupados com a associação de suas marcas a conteúdo violento ou preconceituoso.

De acordo com o Google, é necessário garantir que os anúncios vejam veiculados junto a conteúdos que reflitam os valores dos anunciantes. Daí a rigidez das condições. "Em vez de basear a aceitação apenas nas visualizações, queremos levar em conta o tamanho do canal, o envolvimento do público e o comportamento do criador para determinar a elegibilidade para anúncios", diz o comunicado oficial.

YouTube triste

Até certo ponto, a decisão condiz com a decisão do YouTube de aumentar a equipe de revisores em 2018 para remover conteúdo que viola as diretrizes do serviço. O problema é que a quantidade de vídeos da plataforma é tão grande que não dá para moderar tudo. No entendimento do Google, os novos critérios diminuirão a incidência de anúncios em vídeos que, mesmo tendo poucos acessos, podem associar marcas a conteúdo nocivo.

Canais com grande número de inscritos que estão habilitados para o Google Preferred — plataforma com anúncios mais rentáveis — também estão na mira. Depois que o youtuber Logan Paul publicou o vídeo de uma pessoa morta em Aokigahara, a "floresta dos suicídios" do Japão, o YouTube decidiu monitorar canais populares para impedir que anúncios apareçam em vídeos ofensivos.

Mais sobre: , ,

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

James Silva
qualquer um que tentar concorrência com youtube a Google compra
Qaiq Alves
"(...) só poderão fazer [parte] do programa de parcerias (...)."
Sergio Augusto
Preciso de ajuda imparcial, por favor avaliem https://m.youtube.com/user/SergioBrSamp
Sergio Augusto
Preciso de ajuda imparcial, por favor avaliem https://m.youtube.com/user/SergioBrSamp Obrigado
Carllo Carlos
Poxa tava tão empolgado com meus 73 inscritos kkkk!
JarbasLopesPublicidade
Li os comentários e vi que tem alguns especialistas aqui, pessoas muito bem informadas. Acho que um substituto do Youtube é apenas questão de (pouco) tempo. Quando menos se espera, aparece um novo produto incrível que aniquila a plataforma anterior quase que instantaneamente. Hoje é assim, vídeos com mais de 5 minutos são uma eternidade e quem assiste usa e abusa do FF, ou seja, assiste apenas o início e o fim do vídeo. Propagandas são fechadas assim que se iniciam ou permitem seu fechamento. Sem conteúdo de qualidade não tem jeito. Se o Youtube cochilar, se achando, já era.
Breno
A intenção é boa, mas isto vai gerar um outro problema: venda de inscritos fakes. Tá aí uma boa forma de ganhar dinheiro com o YouTube.
Felipe Coutinho
Que coisa hein ?
Irineu Migotto
Depois da Magnífica Vitória de Trump... a Trindade Social resolveram tomar medidas de censura cautelares para não levarem outro bypass novamente... POWER TO THE PEOPLE...
Gaius Baltar
E essa é uma das razões para o You Tube nunca ter dado lucro.
Gaius Baltar
E o dinheiro vem de onde?
Joaomanoel
Achei muito válido, filtra aqueles canais fake ou lixos que criam do nada. Os requisitos aí são tranquilaços. Qualquer outro serviço q venha a concorrer com o Yt teria q fazer algo igual se não viraria outro poço de porcaria igual ocorreu com o serviço do Google recentemente.
TunAV
Esse tempo já passou, amigo. Usaram os youtubers de garagem para alavancar a popularidade do serviço e agora estão redirecionando o foco para a produção profissional de vídeos. A meta do YouTube é ser o Netflix do Google.
Uriel Dos Santos Souza
Nuteleiros e troladores não concordam kkk
Uriel Dos Santos Souza
Mas não era essa a ideia do youtube. Vídeos caseiros com edição porca ou sem edição!
Lairton Gomes
os de cozinha são daora. Aprendi a fazer pipoca no microondas sem oleo
Lairton Gomes
a twitch é da amazon, eles têm dinheiro, só basta querer
Comentário Mil Grau?
Meu canal tem mais de mil inscritos e com o total de mais de 200k de visualizações e estranhamente o YouTube me mandou um email dizendo que meu canal perdeu a ferramenta de monetização por não entrar nessa nova condição. Literalmente o sistema está bugadaço! Ainda acho que eles precisam primeiro se preocupar em arrumar a plataforma que está toda bugada, inscritos que não recebem notificações, likes que não são registrados e vídeos que são ou censurados ou perdem a monetização sem nenhum motivo pq o BOT do YT misteriosamente achou ofensivo. Sdds do YouTube de antigamente, essa palhaçada toda não existia naquela época, e o pior é que nem existe um concorrente direto do YT pq ou ngm quer migrar da plataforma ou a nova não consegue se manter por não ter lucro, coisa que o próprio YT tmb não tem, quem acha que o Google ganha dinheiro com o YT está enganado, a plataforma mais trais déficit do que Superavit.
Renan Silva
99% dos canais de Minecraft com Bots de inscrito vão acabar hu3hu3uh3uh
Marcos Senna
o youtube precisa de um concorrente forte que remunere os editores, para baixar mais a bola deles
Sckillfer
Sonho!
Carlin
Acho que até da para que algum novo serviço bata de frente com o Youtube, porém quem resolver se aventurar nessa empreitada terá inicialmente vai perder, mutio MUITO dinheiro! Sem falar na proposta que te que ser boa.. MUITO boa!
Diogo Mendes
Não acho que o problema seja a receita. Pois a receita do YouTube está superando a própria TV. O estopin da problema foi com o PEWDIEPIE. Onde um jornal famoso da Inglaterra estava dizendo que no youtuber não tinha regra. Por exemplo uma propaganda da Coca cola em videos de guerra, etc..
O Corno Profeta
Eis o Woody Allen comentando sobre vídeos do youtube
leoleonardo85
Mas quando é parceiro do Twitch que é quando realmente a ferramenta começar a valer a pena só se pode subir conteúdo transmitido por ele no YT após 48h. Fora que maioria sobe conteúdo no Yt pra chamar as pessoas para o twitch e não para promover o seu conteudo no YT, já que financeiramente o twitch vale muito mais a pena.
Programador Front-End
tudo depende do conteúdo. se o conteúdo for bom pro publico que ele quer atingir, a quantidade é um segundo fator
Programador Front-End
pros canais não mas pros anunciantes vão ter suas marcas associadas ao 10% mais visto do youtube.
Programador Front-End
pode falar
Programador Front-End
muitos youtubers gamers consideram o twitch como um acréscimo. fazem live no twitch e mandam os melhores momentos pro youtube
Trovalds
Com a aquisição pela Amazon sei não se eles vão dar um salto nesse sentido.
Felipe Coutinho
Eu nem sabia que existia anúncios no YouTube ??
Júlio Vasel
acho que só se algo como o Netflix resolvesse abrir mais uma frente de funcionamento. mas ainda assim é risco demais
Henrique Melo
Acho que a discussão vai se tornar cada vez mais saturada até as pessoas comuns entenderem uma coisa: produzam PRODUTOS, ofereçam SERVIÇOS, e usem o YT como ponte, não como fonte principal de renda. Esses YT profissionais são um nicho bem específico de persona, com pouquíssimas características comuns. Seriam atores, diretores ou algo no meio artístico, mas não tiveram interesse ou oportunidade. São 0,1% da população de um país, no máximo, chutando altíssimo. O resto de nós tem outros talentos, outras vocações e outros interesses que podem muito bem ser aproveitados com o YT, usando ele como divulgador, como médium, como blog profissional etc. Deixem essa mania de emular caminhos. O que é para ser acontece naturalmente sem que você perceba. Insistir em copiar receitas e fórmulas no máximo vai trazer frustração, pois a parte não exata da coisa (alma) é impossível de acrescentar com precisão.
leoleonardo85
Twitch só concorre com YT em streaming ao vivo de games, fora isso não há concorrência, porque o Twitch é só isso.
mrgear
A questão é que tecnologicamente falando não há como manter uma concorrência de forma gratuita, o youtube em si, mesmo com os anúnicos não se mantem, ele é hoje o que mais custa ao Google, inclusive por isso ele foi vendido, porque os criadores viram que era caro manter a ferramenta. O que hoje da mais receita ao google é o AdWords, é o que sustenta tudo. Os anuncios no youtube não pagam 15% da conta de custo dos servidores. Que empresa hoje tem peito para criar concorrência para literalmente tomar prejuizo?
Luis
O principal problema com plataformas de video como o YouTube é conseguir gerar receita, coisa que nem o Google ta conseguindo.
Robert Rey
Algo melhor já tem, o Vimeo, Dailymotion e Twitch estão aí, mas caíram no gosto do maioria? O Orkut acabou porque o Google quis.
Robert Rey
Concorrentes sem visibilidade é algo insosso. Mesma coisa do Google+ e Facebook.
Maclei Tozzato
Também acho que os vídeos curtos vão ser a salvação! No meu canal os vídeos longos são poucos assistidos e os vídeos curtos na maioria das vezes tem mais minutos assistidos.
Maclei Tozzato
Também acho que é tarde de mais para entrar um concorrente que barre o Youtube. Os que existem atualmente só ficaram a promessa e não vejo nenhum desses ganhando tamanho em tempo suficiente a barrar o maior de todos.
Gustavo
Acho que o YouTube deveria focar em combater conteúdo de TV que são monetizados e continuar aumentando a fiscalização em conteúdos extremistas/impróprios. Mas mudar a monetização pra todos é errado e da a impressão de que tá tirando a migalha que os pequenos ganham pra dar pros grandes, que são mais do que simples produtores famosos, são garotos propaganda do YouTube ( que saem bem baratos pra eles por sinal)
CtbaBr©
Pode ser que tudo mude amanhã, Mas pode ser que nada mude amanhã! Porem nos anos 70, quem diria que um "moleque sonhador" abalaria o sossegado domínio das "gigantes IBMs"?
CtbaBr©
Não perca... Da ascensão a queda. Do mesmo autor de: Como matar um grande negocio!
Tori
Tem concorrência? claro que tem, mas não conseguem ter a mesma visibilidade que o Youtube em si tem. Twitch, NicoNicoDouga e Dailymotion são ótimos concorrentes que conseguem trazer vantagens comparado ao youtube, no entanto, são produtos de nicho específico, e isso que quebra a coisa toda. Para que tenha uma plataforma nova igual ao Youtube, é necessário a coisa que todo mundo (leia-se Youtubers) quer: anúncios. Se tiver o mesmo programa que o Google tem, é capaz de ser o concorrente a altura do Youtube.
Tori
Nossa, obrigado pela previsão do futuro, viajante do tempo.
Andre Kittler
Amazon tem como concorrer, e desbancar esses caras. Aqueles rumores que apareceram semana passada ou na anterior, podia ser real....
Andre Kittler
Podemos falar "por isso que é importante que exista neutralidade de rede", ou desfoca muito?
marcelomartins
Tarde demais? Isso não existe no mundo atual. Daqui a 20 anos não vai nem existir youtube mais.
André Almeida Martins
na hr q aparecer um que entregue algo MELHOR, nao vai ter essa não.. olha o orkut ai.. alias, cade o orkut?
TunAV
Já estava na hora de limar esse monte de vídeo caseiro com edição porca, com pouquíssimas visualizações. Há muitos casos assim principalmente em vídeos de musculação e culinária.
Sonic
Nossa, levei um baita susto... na prática, esses canais que serão limados são aqueles que ganham 100 dolares a cada 3 anos, não vai fazer diferença.
Jonas S. Marques
Gente, 4000 horas em 12 meses, média de 340 horas mensais. 340 horas mensais = 10,1 horas dia. Se o cara lançar dois vídeos por semana, cada vídeo com 15 minutos e com 1000 views ele atinge a meta muito tranquilamente.
Robert Rey
Na verdade, o que o Youtube precisa é de concorrência. Mas agora acho que já é tarde demais.
Alexandre Copi
São 4 mil horas de view por ano. Então acho fazer vídeos mais longos só pra chegar a esse patamar não vai adiantar se você não engajar os espectadores pra ficar assistindo eles. Talvez seja até melhor muitos vídeos curtos.
Emerson Alecrim
Acho que não. O vídeo pode até ser maior, mas suspeito que o YouTube vai levar em conta o tempo que o usuário deixou o vídeo reproduzindo e não o tempo de duração.
Guaip
No fundo, creio que a intenção seja só uma: um ENORME percentual da receita paga pelos vídeos deve ser de centavos indo para milhões de canais minúsculos, ou seja, do Google saem milhões de dólares que viram centavos que nunca são usados nas mãos dos donos desses canais pequenos. Até dá para entender. Se a pessoa quer mesmo ganhar dinheiro com o Youtube, essas barreiras são o mínimo a serem rompidas.
thejorsias
Teoricamente isso vai fazer os canais, principalmente os menores, a criarem vídeos com maior duração, certo? E quem todo o tempo do mundo para assistir esse tipo de conteúdo? Pois é...