Início » Internet » Facebook vai pedir ajuda dos usuários para eleger fontes confiáveis de notícias

Facebook vai pedir ajuda dos usuários para eleger fontes confiáveis de notícias

Vai dar certo, sim

Por
1 ano e meio atrás

Mark Zuckerberg prometeu que seu desafio pessoal para 2018 será consertar o Facebook. Ele planeja fazer isso mudando o Feed de Notícias para trazer mais conteúdo da sua família e amigos, e menos posts de páginas.

E para combater as fake news, a rede social tentará identificar e destacar fontes confiáveis com base no feedback dos usuários. Zuckerberg escreveu na sexta-feira (19) que o objetivo é evitar “sensacionalismo, desinformação e polarização”.

Mark Zuckerberg - people first

Como isso vai funcionar? Basicamente, o Facebook vai perguntar se o usuário está ou não familiarizado com a fonte da notícia, e se confia nela. “A ideia é que algumas fontes são confiáveis apenas para seus leitores, e outras são amplamente confiáveis na sociedade, mesmo por aqueles que não as acompanham diretamente”, explica Zuckerberg.

Para evitar que esse ranking seja influenciado por bots, ou por esforços coordenados de vários usuários, o Facebook diz ao Engadget que consultou “uma vasta gama amplamente representativa de pessoas” antes de implementar essas mudanças.

Além disso, este é um dos muitos sinais que entram no ranking do Feed de Notícias, diminuindo o potencial de manipulação. O Facebook não vai revelar quais fontes são consideradas mais confiáveis, “porque isso representa uma imagem incompleta de como é determinada a posição de cada notícia no Feed de cada pessoa”.

Atualmente, o feed do Facebook exibe cerca de 5% de notícias. Após as mudanças, isso deve cair para 4%, priorizando fontes que “foram consideradas confiáveis pela comunidade”.

Zuckerberg diz que pensou em consultar especialistas externos para definir as fontes mais confiáveis, ou até mesmo deixar o Facebook tomar a decisão por conta própria. No entanto, ele preferiu deixar isso nas mãos da comunidade… o que pode não dar muito certo.

O Facebook vem testando, há alguns meses, seu novo feed de notícias com mais posts de amigos e familiares. Uma notícia falsa se espalhou rapidamente na Eslováquia justamente por causa dessas mudanças. Pior: quando a polícia local desmentiu o caso, isso não apareceu no feed dos usuários — afinal, o comunicado saiu em uma página, e páginas ficam separadas no Feed de Exploração.

Com informações: Facebook, Engadget.

Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários aqui.