Em 2013, o mercado de relógios inteligentes estava começando a despontar. A Pebble havia arrecadado mais de US$ 10 milhões pelo Kickstarter, e a Samsung anunciava seu primeiro smartwatch.

Nesse mesmo ano, a Microsoft testava um protótipo de seu Xbox Watch, com tela de 1,5 polegada e pulseiras removíveis. Hikari Calyx publicou uma série de imagens do dispositivo no Twitter.

O relógio tinha um foco em esportes, monitorando sua frequência cardíaca, acompanhando sua localização via GPS, e ensinando a fazer exercícios físicos. Ele tinha uma tela quadrada com bordas arredondadas e era compatível com diversas pulseiras, semelhante ao Apple Watch.

O Xbox Watch foi criado pelas equipes que trabalhavam em acessórios para Xbox e no sensor Kinect, e foi cancelado. O relógio inteligente da Nokia, codinome Moonraker, também foi engavetado.

Em vez disso, a Microsoft investiu nas pulseiras Band e Band 2. Desde 2015, ela não lança novos wearables. O foco da empresa mudou para o Surface, Xbox, Cortana e inteligência artificial.

Com informações: The Verge, Engadget.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Eric da Silva
o que "o meu smarthone" faz. sei que tem relógios que fazem ligações... são umas bostas.
Eric da Silva
quero um relógio, não um par de algemas caras.
Zanac_Compile
Apple watch?
Carlin
A Apple foi a unica que conseguiu faturar de verdade no seguimento, é como o mercado de tablets que ano apos ano, vem perdendo espaço, porém a Apple com o iPad é a unica que consegue faturar nesse seguimento. (quando falo faturar, não no sentido de aumentar o numero de vendas, mais sim manter uma certa estabilidade comparada as outras fabricantes)
Paul
Ah... Então tá né.
hamster
"Estou falando de relógios. Do jeito que tu falou pereceu que o Apple Watch vendeu mais que os outros." Mas vendeu! O Apple Watch despontou como o relógio de pulso mais vendido do mundo. =P
🧙‍♂️ Mago Erudito® ᴾᴿᴱᴹᴵᵁᴹ

Exato, para quê eu vou querer um treco caro me enchendo de notificações?

Quer dizer eu parei de usar relógio porque já dava para ver as horas no celular, depois os caras criam um com tela touch, que recebe notificações, não faz nada direito e ainda cobram muito acima do valor que deveria ser.

Ainda assim, se tivesse que escolher um seria o pebble watch. (acho que nem vendem mais)

Mago Erudito®
Exato, para quê eu vou querer um treco caro me enchendo de notificações? Quer dizer eu parei de usar relógio porque já dava para ver as horas no celular, depois os caras criam um com tela touch, que recebe notificações, não faz nada direito e ainda cobram muito acima do valor que deveria ser. Ainda assim, se tivesse que escolher um seria o pebble watch. (acho que nem vendem mais)
Paul
Estou falando de relógios. Do jeito que tu falou pareceu que o Apple Watch vendeu mais que os outros. Eu separo smartwatches de "dumb watch"(apesar de ambos servirem primariamente para a msm coisa). São para públicos diferentes. Acho que o correto seria "o AW foi o smartwatch mais vendido". A Apple, no começo, tentou vender o AW com algo de moda e tals. Depois teve aquela versão de luxo. Como ñ teve o sucesso esperado, eles mudaram o foco do produto: Atualmente, o foco é todo na parte fitness, saúde e tals; ele se encaixou muito bem.
André G
A Google praticamente abandonou o Android Wear. Eu tenho um Android Wear, mas no momento eu recomendaria um Gear S3 da Samsung, pois ela está investindo bem no sistema deles.
André G
Bom, se tratando de smartwatches em geral, a grande maioria fracassou. Eu tenho um Moto 360 Sport, foi lançado em 2016 e depois disso a Motorola não lançou nenhum outro smartwatch. Algumas outras marcas que chegaram a lançar smartwatches em 2014-2016 como Sony, Microsoft e LG não lançaram mais nada. O Android Wear anda meio abandonado pela Google e acredito não irão descontinuá-lo, mas irá cada vez menos receber updates pois não é algo que dá lucro para a Alphabet. Quando eu trocar de smartwatch no futuro distante, provavelmente pegarei um Samsung, pois ela vem investindo bastante e tem vendido até bem. Foi muito bom a Samsung não ter usado o Android Wear e ficar dependendo da Google, assim tenho mais uma opção. Aí temos outras marcas voltadas para o público fitness, como a Garmin que é excelente, mas custa muito caro. Temos outras marcas mais baratas que fazem/fizeram sucesso, mas grande parte já morreram. Poucas marcas conseguirão se manter nesse mercado de relógios e pulseiras inteligentes, pois vendem pouco e quem compra demora vários anos para trocar, aí o suporte com o tempo se torna caro e lançar um produto novo não garante que os usuários atualizem seus gadgets. Eu não consigo mais ficar sem meu smartwatch, acho útil e sinto falta quando esqueço, mesmo que não tenha tantas utilidades e a maioria das funções ele não executa tão bem, mas ele faz um complemento bacana ao meu uso. Já uso o Moto 360 Sport há 2 anos e não tenho previsão de trocá-lo tão cedo pois me atende bem. No futuro acho que a Apple vai continuar dominando mas as vendas serão cada vez menores pois não terão muitas inovações, do primeiro Apple Watch até hoje não mudou muita coisa pra maioria dos usuários que só usa para notificações.
hamster
https://uploads.disquscdn.com/images/80ba13d68129eb62966b52733c7de8399b95012845a62c0033d6182fa2cd696a.png Juro que estou tentando entender seu ponto de vista, mas não to conseguindo.
🧙‍♂️ Mago Erudito® ᴾᴿᴱᴹᴵᵁᴹ

Exato.

Pois então coloquei ali o Apple Watch justamente por estar referenciado na matéria, mas queria me referir aos smartwatchs em geral.

Acho que como segmento tecnológico ainda não faz sentido principalmente na questão do custo x benefício.

Mago Erudito®
Exato. Pois então coloquei ali o Apple Watch justamente por estar referenciado na matéria, mas queria me referir aos smartwatchs em geral. Acho que como segmento tecnológico ainda não faz sentido principalmente na questão do custo x benefício.
🧙‍♂️ Mago Erudito® ᴾᴿᴱᴹᴵᵁᴹ

Pois então coloquei ali o Apple Watch justamente por estar referenciado na matéria, mas queria me referir aos smartwatchs em geral.

Acho que como segmento tecnológico ainda não faz sentido principalmente na questão do custo x benefício.

Exibir mais comentários