Início » Negócios » Elon Musk será pago cada vez que o valor da Tesla aumentar em US$ 50 bilhões

Elon Musk será pago cada vez que o valor da Tesla aumentar em US$ 50 bilhões

A meta é fazer a companhia valer US$ 650 bilhões em dez anos

Emerson Alecrim Por
2 anos atrás

Elon Musk é considerado um empresário moderno não só por criar negócios disruptivos, mas também por conseguir liderar diversas companhias. Mas nem sempre isso é visto como vantagem. Há uma preocupação crescente entre acionistas de que ele deixe de dar a devida atenção à Tesla.

Como que para provar o contrário, Musk fez uma proposta inusitada: não vai receber salários ou bônus, só compensações se conseguir fazer a companhia valer US$ 650 bilhões.

Elon Musk

O plano também é visto como uma estratégia de Musk de amenizar a desconfiança com relação ao futuro da Tesla. A companhia não passa por um bom momento. Sequências de prejuízos no último ano e dificuldades de produção do Model 3 são alguns dos problemas.

Apesar disso, o valor atual de mercado da Tesla é de aproximadamente US$ 60 bilhões (há seis anos, ela não valia nem US$ 4 bilhões), o que a deixa próxima do patamar da General Motors, estimado em quase US$ 62 bilhões. Com a proposta, Musk quer fazer a Tesla valer US$ 650 bilhões nos próximos dez anos, um desafio complicado até para quem está acostumado a executar ideias ousadas.

A valorização será progressiva. O primeiro passo é atingir US$ 100 bilhões e, depois, ir incrementando em US$ 50 bilhões até que, após uma década, o valor de mercado da Tesla esteja em US$ 650 bilhões, o que a tornará uma das maiores empresas do mundo.

Se conseguir bater as metas e continuar como CEO da Tesla durante todo o período, aí sim Musk será recompensado. Ele vai receber o equivalente a 1% de ações para cada etapa de valorização atingida: primeiro para os US$ 100 bilhões, depois para os incrementos de US$ 50 bilhões. Somando esses papéis com os 20% de ações que Musk já possui, depois de dez anos, o empresário será dono de pelo menos US$ 200 bilhões.

Model 3

Model 3

Carros elétricos e autônomos serão mesmo mandatórios na indústria nos próximos anos, mas, além de superar as próprias dificuldades, a Tesla vai enfrentar concorrência pesada. É por isso que a proposta de Musk é vista como algo que beira o impossível.

Mas é provável que Musk não seja tão ambicioso assim. Alguns analistas de mercado, como Adam Jonas, da Morgan Stanley, acreditam que, no fundo, este é um plano para melhorar a imagem da Tesla e, com efeito, atrair mais investidores e talentos para a companhia. O empresário não vai perder os 20% que possui, portanto, qualquer valorização o fará ganhar muito dinheiro.

Seja como for, a proposta de Elon Musk precisa ser aprovada pelos acionistas da Tesla. A votação será realizada em março.

Com informações: The Verge, USA Today, Reuters.

Atualizado às 11:56.

Mais sobre: , ,