Início » Negócios » Microsoft tem prejuízo pela terceira vez na história

Microsoft tem prejuízo pela terceira vez na história

Felipe Ventura Por

A Microsoft não é uma empresa muito acostumada a sofrer prejuízos. Desde sua estreia na bolsa de valores em 1986, ela perdeu dinheiro apenas três vezes — e uma delas foi no final do ano passado.

Entre outubro e dezembro de 2017, a Microsoft sofreu um prejuízo líquido de US$ 6,3 bilhões. O motivo: uma despesa fiscal não-recorrente de US$ 13,8 bilhões.

Foto por Mike Mozart/Flickr

O presidente Donald Trump aprovou uma lei que reduz os impostos sobre dinheiro vindo do exterior. A TCJA (Lei de Empregos e Redução de Impostos) coloca uma taxa única de 15,5% sobre o caixa mantido fora dos EUA (antes eram 35%). Empresas como a Apple também vão pagar caro para repatriar dinheiro.

Sem essa despesa fiscal, a Microsoft teria um lucro líquido de US$ 7,5 bilhões, aumento de 20% em relação ao mesmo período do ano anterior.

O faturamento cresceu 12% para US$ 28,9 bilhões, puxado pelos serviços de nuvem. O Microsoft Azure praticamente dobrou de tamanho em um ano.

O Windows teve desempenho fraco, assim como a linha Surface — que não foi atualizada no trimestre — enquanto a receita do Xbox cresceu 8% com o lançamento do console One X.

O primeiro prejuízo da Microsoft foi em 2012, quando a empresa fez um ajuste contábil de US$ 6,2 bilhões. Isso está relacionado à aquisição da aQuantive, uma empresa de publicidade, para competir com o Google — a ideia não deu muito certo.

O segundo prejuízo foi em 2015. A Microsoft fez um ajuste contábil de US$ 8,4 bilhões relacionado à divisão de celulares, que foi adquirida da Nokia. Na época, ela reconheceu que as perspectivas de ganhar dinheiro com smartphone “estão abaixo das expectativas originais”. Os dois casos envolvem aquisições feitas pelo ex-CEO Steve Ballmer.

Com informações: Microsoft, Ars Technica.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Celso
Além de que ela não desistiu do setor mobile, exatamente. E sim de lidar com uma edição para dispositivos móveis do seu SO. Mas isso também deve ser temporário, e talvez ela esteja trabalhando em algum substituto para um futuro a médio prazo.
Celso
Eu tive um LG GW550, e digo que o Windows Mobile não era pra qualquer um. O Windows Mobile não tinha nada de intuitivo, com muitos menus confusos, interface pouco chamativa e experiência de uso pouco interessante. Eu desfrutei bem dele, mas me lembro de ter apagado arquivos de temas do aparelho sem eu perceber, e depois não mudava mais o tema (isto é, eu tinha acesso a pastas do sistema que um usuário comum nem deveria ter). E o fato do aparelho não ter entrada P2 para fones de ouvido também não ajudou muito na minha experiência com ele, já que achar um fone da LG com a entrada micro USB não era uma tarefa fácil. É difícil de entender o porquê dela não ter anunciado o Windows Phone 7 ainda em 2008, ao invés de insistir no Windows Mobile 6, que apesar de ter várias OEMs investindo (como Motorola, Sony e Asus, por exemplo), não era o sonho de consumo da maioria das pessoas.
Mario Bros

Kkkkkkk

Johnnie
Você hospeda todos os teus sistemas e dados lá usando a plataforma deles.
zoiuduu .
tipo google drive? ou é algo que vc envia dados pesados, dia os super pcs da microsoft processam e enviam a resposta p vc.?
Cortana ?
Compre um Surface e mantenha atualizado!
Danilo Schreiner
Melhor NADELLA do que no nosso. Sacou o trocadilho...
Danilo Schreiner
https://www.tudocelular.com/microsoft/noticias/n37137/microsoft-possui-maior-parte-das-patentes-google.html
Francisco
Esse pessoal das antigas que diziam que o Windows de Caixinha reinaria para todo o sempre. Eu, por exemplo. E nem pensava nessa coisa de Nuvem que achava que era coisa de fazer chuva. Agora está aí o Azure dominando geral, nada de Windows de caixinha, Windows OEM no rodapé do gráfico. Quem diria... Isso só mostra que a Microsoft, apesar de ter seus defeitos, pois não é perfeita, tem vários caminhos a escolher e sempre teve um ou outro que deu muito certo. E olha que tem as patentes que gera uma grana preta para ela. Alias, seria possível uma matéria sobre isso? Quanto a MS lucra por ano só com patentes. Tem patentes vitalícias? Algumas já morreram, outras vão morrer, quantas foram ou poderão ser renovadas? E viva o Nadella. Apesar de ter gente que detona ele só por causa do morto Windows Phone, eu o acho um CEO incrível. Um doe melhores de todos os tempos.
Johnnie
Serviço de computação em nuvem.
zoiuduu .
o q diabo é azure?
Johann Forni
Tu vem e comenta. Tá Serto.
Johann Forni
Errou quando alterou a marca nos serviços de Nokia para Microsoft. Tô esperando a Nokia voltar.
Pourtooth
Matéria clickbait, vtnc.
Jose X.
"A ideia da Microsoft não é mais lucrar com licenças do Windows como nas versões anteriores" não é uma "ideia" da MS, o que acontece é que o mercado de desktops murchou sensivelmente, já que todo mundo usa mais o smartphone, e o mercado corporativo de desktops é bem conservador, normalmente os desktops são trocados só quando morrem a MS então precisa arranjar novas fontes de receita para compensar a receita minguante dos desktops: receita recorrente de software, tipo Office 365; loja de aplicativos (que imagino não renda quase nada por enquanto, e nunca vai render muito, acho eu); e provavelmente o maior filão, serviços na nuvem Azure no mercado de servidores, redes e serviços corporativos imagino que a MS ainda esteja muito bem
Exibir mais comentários