Na semana passada, o Telegram e o Telegram X — app mais rápido e feito do zero — foram temporariamente removidos da App Store. O CEO Pavel Durov disse que isso aconteceu porque “conteúdo inadequado foi disponibilizado aos nossos usuários”.

O diretor de marketing da Apple, Phil Schiller, deu mais detalhes sobre o caso. Em e-mail para um usuário, ele explica que o Telegram estava sendo usado para compartilhar pornografia infantil.

“Depois de confirmar a existência do conteúdo ilegal, a equipe retirou os aplicativos da App Store, alertou o desenvolvedor e notificou as autoridades competentes, incluindo o NCMEC (Centro Nacional para Crianças Desaparecidas e Exploradas)”, escreve Schiller. O e-mail foi obtido pelo 9to5Mac.

Praticamente toda grande empresa de tecnologia tem meios de detectar e barrar esse tipo de conteúdo. Os arquivos de pornografia infantil são identificados por hashes — uma sequência única de letras e números — para impedir que sejam compartilhados. Existem bases de dados abertas que reúnem essas hashes.

O Telegram e o Telegram X voltaram à App Store em cerca de um dia “uma vez que colocamos as proteções adequadas”, disse Durov sem entrar em detalhes.

“Temos tolerância zero para qualquer atividade que coloque as crianças em risco — a pornografia infantil está no topo da lista do que nunca deve ocorrer. É maligno, ilegal e imoral”, diz Schiller.

Não é a primeira vez que o Telegram precisa lidar com usuários compartilhando mensagens controversas. O serviço encerrou diversos canais de bate-papo envolvendo o Estado Islâmico, e suspendeu um canal no Irã por incentivar protestos violentos.

A empresa também criou uma equipe especial para moderar conteúdo na Indonésia, depois que o país ameaçou banir o aplicativo; usuários estavam divulgando propaganda do EI.

Com informações: 9to5Mac, The Verge.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Thiago Silva
Como sempre, o melhor mensageiro. Se fosse popular como whatsapp, seria ótimo. Quase nem uso o whatsapp, mais o telegram.
Rod
Credo..
@Sckillfer

E o WhatsApp com criptografia de ponta a ponta não é usado pra isso não, imagina...

Sckillfer
E o WhatsApp com criptografia de ponta a ponta não é usado pra isso não, imagina...
Rodrigo Dias Javornik
Por curiosidade, tem esse serviço da Microsoft chamado PhotoDNA. Neste caso ele funciona mesmo em casos onde a imagem foi alterada. https://www.microsoft.com/en-us/PhotoDNA
marcos_5000
É risada! ksoakspoak
Rod
Kaospko?
marcos_5000
Pensei a mesma coisa. Mas prefiro falar isso, do q falar "zap" :P kaospko
Renan
É uma boa ideia contar para os criminosos como funcionam os recursos de segurança? Eu fico com uma pulga atrás da orelha toda vez que um policial explica na tv as táticas que usaram para capturar os suspeitos. Se o criminoso aprende que são as hashes que acusam a foto ilegal, ele vai poder pesquisar como burlar esse sistema específico.
Carlos Pacheco
E o Tor tá lá ainda? Ah, belez...
EVANDRO DUARTE
Tirar o app do ar foi desproporcional, mas há males que vêm para o bem. Alguns canais porn não estão sendo exibidos mais na busca global
Felipe Rodrigues
Eu já digo "Te mandei um Telegrama"
Emerson Eduardo Rodrigues
É uma medida bem ineficiente, visto que além da sua observação(se abrir o paint e colocar 1 ponto na foto, vai passar do banimento), muitos vídeos e fotos são reencodados e alterados automaticamente, inclusive o Telegram tem a opção de comprimir uma imagem para que ela seja enviada mais rápido. https://uploads.disquscdn.com/images/b5a1171fafd06b29b585d7f14cb8071eea6e2bd518026e70eb51fd2cf38927dd.jpg
Emerson Eduardo Rodrigues
Se fosse assim, era para a Apple retirar o Whatsapp da loja também, já que ele tem mais conteúdo assim, o que inclusive gerou bloqueio no Brasil e operações policiais em outros países. Tenho pena de quem paga caro em um produto apple para ser vítima dessa falta de transparecia.
Trovalds
Só um problema com hash: se mudar 1 pixel na imagem o hash muda completamente. Então é meio que um "jogo de gato e rato". E outra: tirar aplicativo da loja porque tem usuário mal intencionado é osso. Concordo que deveria haver mecanismos pra coibir ações do tipo mas é algo parecido com proibir a venda de martelo porque ele pode ser usado pra machucar pessoas. Enfim, uma discussão que não tem "lado vencedor".
Exibir mais comentários