Início » Mobile Negócios » Snapchat supera expectativas, ganha mais usuários e ações disparam

Snapchat supera expectativas, ganha mais usuários e ações disparam

Por
28 semanas atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

O Snapchat parecia estar morrendo após as inúmeras investidas do Facebook em copiar seus recursos. No entanto, o aplicativo está ganhando usuários mais rápido e aumentando o faturamento.

No quarto trimestre, a Snap Inc. teve receita de US$ 285,7 milhões, aumento de 72% em relação ao ano anterior. O prejuízo foi de US$ 350 milhões, bem menos do que os analistas previam.

O Snapchat agora tem 187 milhões de usuários ativos por dia, um crescimento de 5% (contra 2,9% no trimestre anterior). É menos que o Instagram Stories, mas indica que o redesign do aplicativo — em testes no Reino Unido, Canadá e Austrália — está rendendo frutos.

O novo visual do Snapchat separa seus amigos (mensagens e histórias) do lado esquerdo, e marcas (incluindo o Descubra) do lado direito. Ele foi criticado por alguns usuários, mas o CEO Evan Spiegel diz que o app ficou “mais simples e fácil de usar, especialmente para usuários mais velhos”.

Pessoas com mais de 35 anos estão consumindo muito mais conteúdo e passando mais tempo no Snapchat após o redesign. Isso também teve um impacto positivo na receita por usuário, que aumentou 46% em um ano.

Receita média por usuário do Snapchat

Como nota o TechCrunch, o Snapchat finalmente está olhando para fora dos EUA e Europa, e dando mais atenção ao mundo em desenvolvimento.

Primeiro, a empresa melhorou o desempenho do app para Android e reduziu sua taxa de travamentos, aumentando a retenção dos usuários em 20%. Além disso, a Snap fez parcerias com operadoras móveis em alguns países para o consumo do app não descontar da franquia de dados.

Esses esforços deram certo. A receita nos países em desenvolvimento quadruplicou em um ano, indo de US$ 6 milhões para US$ 26 milhões.

Ainda é pouco, mas indica que o Snapchat está se esforçando para continuar na ativa. Os investidores ficaram contentes, e as ações subiram 22% antes da abertura da bolsa.

Com informações: The Verge, TechCrunch.