Início » Brasil » Após críticas, 99 promete resolver problemas em seu novo app

Após críticas, 99 promete resolver problemas em seu novo app

Por
1 ano atrás

No final de janeiro, a 99 (antes 99Taxis) lançou uma nova versão de seu aplicativo para iOS e Android. Desde então, ela vem acumulando todo tipo de reclamações — alguns recursos sumiram, e outros não funcionam direito.

O app tem problemas de localização. Se você coloca um endereço completo (“Avenida Atlântica 75”), ele pode alterar o número (para 115, por exemplo) sem permitir que isso seja corrigido. Além disso, “não é possível encontrar alguns endereços na busca, minha casa não existe mais”, diz uma usuária.

João Costa, chefe de desenvolvimento de produto, diz ao TechTudo que o 99 mudou o algoritmo para processar os números de casas e prédios. O processo anterior era quase manual; agora “é realizado por computadores”. Os erros devem acabar nos próximos dias.

O app também deixou de aceitar pagamento em débito, operando somente com cartão de crédito e PayPal. Costa diz que esse recurso voltará ao app nos próximos dias, mas apenas em São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre.

O executivo diz que alguns taxistas estavam liberando o pagamento com débito mesmo sem terem a maquininha, “prejudicando muito a experiência principalmente de clientes do Nordeste e Centro-Oeste” — assim, essas regiões devem ficar sem a opção de débito.

Além disso, o app só abre se tiver três permissões no Android: localização, armazenamento e acesso ao telefone. Ao recusar qualquer uma delas, você se depara com essa mensagem:

Na Play Store, a 99 diz: “as novas permissões são para acessar sua câmera e tirar novas fotos, assim você consegue atualizar o seu perfil com sua foto preferida. Já a permissão para ligações, é para facilitar seu contato com o motorista”.

Costa diz ao TechTudo que o app da 99 “pede quase todas as mesmas informações que a Uber”. Na verdade, o Uber abre e funciona normalmente sem quaisquer permissões; enquanto o 99 nem abre se não tiver as três permissões (localização, armazenamento e telefone).

App do Uber abre e funciona sem quaisquer permissões

O executivo promete que o código-fonte do app será revisado para remover exigências desnecessárias.

A Gazeta do Povo também aponta outro problema: o número de celular do passageiro é compartilhado automaticamente com o motorista.

A designer Lilian Rega, de São Paulo, conta que foi abordada via WhatsApp por um motorista oferecendo corridas por fora do aplicativo. “Do mesmo jeito que ele mandou oferecendo uma corrida, poderia ser uma cantada, uma ameaça”, ela nota.

Nas configurações, existe uma opção “Ocultar telefone”, mas ela vem desativada por padrão. E se o passageiro não quiser ligar para o motorista, há um recurso de mensagens dentro do app da 99 — assim como no Uber.

Como foi a sua experiência com o novo app da 99?

Com informações: TechTudo, Gazeta do Povo.

Mais sobre: ,
Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários aqui.