Início » Gadgets » Google vai usar a Nest para brigar com os dispositivos inteligentes da Amazon e Apple

Google vai usar a Nest para brigar com os dispositivos inteligentes da Amazon e Apple

Por
08/02/2018 às 11h05
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

O Google começou 2014 desembolsando US$ 3,2 bilhões pela Nest. Parecia loucura pagar tão caro por uma empresa que só tinha dois produtos: um termostato e um detector de fumaça. Mas não são dispositivos comuns. Ambos existem até hoje e se diferenciam por serem inteligentes. Agora, a tecnologia da Nest vai ajudar o Google a encarar dois rivais que também estão deixando as casas mais sofisticadas: a Apple e, principalmente, a Amazon.

Nest + Google

É uma tradição do Google comprar startups para absorver tecnologia. Com a Nest não foi diferente. Apesar disso, a empresa continuou atuando como uma divisão independente: a marca Nest não foi descontinuada ou associada diretamente ao Google ou à Alphabet. Além disso, o termostato e o detector de fumaça evoluíram, e novos produtos surgiram, como as câmeras inteligentes Nest Cam.

Agora, quatro anos depois, o Google decidiu se aproximar de verdade da Nest. As razões não poderiam ser mais coerentes: mais de 11 milhões de dispositivos inteligentes Nest foram comercializados desde 2011, quando a empresa surgiu, o que a permitiu ser referência quando o assunto é casa conectada ou internet das coisas.

É claro que o Google quer tirar proveito disso. A tecnologia da Nest poderá ser empregada nas futuras versões do Chromecast e no Google Home, por exemplo. Mas, por ora, o plano é incorporar os sistemas de inteligência artificial e aprendizagem de máquina do Google aos dispositivos da Nest. À CNET, Rick Osterloh, líder da divisão de hardware do Google, garantiu que a marca Nest não vai desaparecer, pelo contrário: a companhia quer aumentar a força do nome.

Nest Cam IQ indoor

Nest Cam IQ indoor

Ainda que discretamente, essa integração já começou. O Google Assistant já está sendo levado às câmeras de segurança Nest Cam IQ. Em uma fase posterior, Google e Nest deverão desenvolver dispositivos inteligentes conjuntamente, bem como oferecer “combos”: o usuário poderá comprar um pacote que inclui um termostato Nest e um Google Home Mini, por exemplo.

Olhando bem, é como se o Google tivesse guardado a Nest para o momento certo. Considerando apenas os grandes players, a Amazon domina 69% do mercado de alto-falantes inteligentes dos Estados Unidos graças à linha Echo. O Google fica com os 31% restantes, mas a Apple também está de olho nesse filão: o HomePod começa a ser vendido oficialmente nesta sexta-feira (9).

Mais sobre: , , ,