Início » Games » Google pode lançar plataforma de streaming de games

Google pode lançar plataforma de streaming de games

Por
15 semanas atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

Streaming de jogos não é um conceito novo, mas poucas iniciativas do tipo deram certo até agora. Com o Google seria diferente? Talvez a gente descubra em breve: de acordo com o site The Information, a companhia está preparando uma plataforma de games por assinatura chamada Yeti.

Sim, por assinatura. Seria algo nos moldes do PlayStation Now ou do GeForce Now, da Nvidia: o jogador pagaria uma mensalidade para ter acesso a um amplo catálogo de títulos, todos transmitidos remotamente. O processamento seria feito pelos servidores do google, assim, o usuário só precisaria de um dispositivo para se conectar ao jogo e controlá-lo.

O dispositivo seria um smartphone? É possível, mas o Android já tem uma base considerável de games. O plano do Google com o suposto projeto, aparentemente, é o de levar os títulos da plataforma para o público que prefere jogar em consoles ou PCs.

Algo como o Asus Nexus Player, talvez?

Algo como o Asus Nexus Player, talvez?

Para tanto, a companhia estaria trabalhando com duas possibilidades: simplesmente compatibilizar o Yeti com o Chromecast ou desenvolver um dispositivo específico para acesso à plataforma.

A última possibilidade faz bastante sentido, afinal, o usuário vai precisar de um joystick para jogar. Como o processamento pesado ficaria a cargo das nuvens — provavelmente, a área de games da Google Cloud Platform —, o equipamento não precisaria de hardware avançado e, portanto, não seria caro.

Fontes próximas ao Google disseram ao The Information que o projeto do Yeti existe há pelo menos dois anos. No plano original, o lançamento da plataforma seria realizado no final de 2017, mas, por razões que não ficaram claras (quem sabe, o fato de um serviço como esse exigir conexões muito rápidas), o Google decidiu adiar a estreia.

Na verdade, nada está claro. O Google não comenta o assunto. Mas há boas chances de o Yeti ser real. Para começar, a companhia tem infraestrutura (e dinheiro) para colocar uma plataforma como essa em funcionamento. Além disso, o Google contratou recentemente Phil Harrison, nome conhecido por quem acompanha a indústria dos games: ele já atuou na Sony (divisão do PlayStation), na Atari e na Microsoft (com o Xbox).

Mais sobre: ,