Início » Gadgets » Apple vendeu mais relógios que toda a indústria suíça no último trimestre

Apple vendeu mais relógios que toda a indústria suíça no último trimestre

Ganhou mais dinheiro vendendo relógio que a Rolex, segunda colocada do mercado

Por
14 semanas atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

O Apple Watch é um sucesso ou não? Depende do ponto de vista. Claro, estamos falando de uma categoria de produto que vende bem menos que um smartphone, por exemplo. Mas, se a gente comparar com o mercado de relógios, a Apple se deu muito bem: vendeu mais que toda a indústria suíça no último trimestre de 2017.

Segundo a consultoria Canalys, a Apple bateu recorde de 8 milhões de Watches comercializados entre outubro e dezembro de 2017 — este é o maior número de vendas registrado em um trimestre, considerando não apenas a Apple, mas qualquer outra fabricante de wearables. No ano, foram 18 milhões de dispositivos vendidos, 54% a mais que em 2016.

Enquanto isso, a indústria suíça exportou cerca de 2 milhões de relógios por mês em 2017. Nesse número entram, além das gigantes de luxo Rolex, Omega e Tag Heuer, as fabricantes como a Swatch, que vendem relógios mais acessíveis e casuais. É um mercado recente e em crescimento (smartwatch) contra um centenário e em decadência (relógios tradicionais).

O crescimento do Apple Watch foi influenciado pelo lançamento do Series 3, cuja versão com LTE (não disponível no Brasil) teve as vendas mais rápidas da história para um dispositivo da categoria. Ainda assim, esse modelo representou somente 13% das vendas de smartwatches da Apple, contra 35% do Watch Series 3 sem LTE e 48% do Series 2 ou mais antigos.

É provável que as vendas do Apple Watch aumentem mais este ano: a Apple está lançando o relógio em países importantes, como Singapura e Hong Kong, a tempo do Ano Novo Chinês, uma época tradicionalmente boa para o comércio.

Em faturamento, a Apple já é a maior fabricante de relógios do mundo: ela vendeu 15 milhões de Watches entre outubro de 2016 e 2017, ganhando US$ 4,9 bilhões. Enquanto isso, a Rolex, líder do mercado até então, produziu 1 milhão de relógios e obteve receita de US$ 4,7 bilhões.

Mais sobre: ,