Início » Celular » A lista do Google com os Androids recomendados para empresas é interessante para todo mundo

A lista do Google com os Androids recomendados para empresas é interessante para todo mundo

Todos os smartphones deveriam ter atualizações de segurança rápidas e garantia para a próxima versão do Android

Paulo Higa Por

O Google lançou nesta quarta-feira (21) o Android Enterprise Recommended, um programa que recomenda os dispositivos com Android mais adequados para ambientes empresariais. Mas a lista de sugestões pode ser interessante para qualquer um: os aparelhos devem seguir requisitos como lançamento rápido de correções de segurança e atualização garantida para a próxima versão do Android.

O Android é historicamente fraco no ambiente corporativo. Ele é responsável por 85% das vendas de smartphones no mundo, mas o cenário se inverte dentro das empresas: uma pesquisa de 2017 mostra que o iOS dominou 82% das atividades, contra apenas 18% do Android, de acordo com o ZDNet. Para tentar melhorar isso, estas são as 21 recomendações do Google:

  • BlackBerry KEYone
  • BlackBerry Motion
  • Google Pixel e Pixel XL
  • Google Pixel 2 e Pixel 2 XL
  • Huawei Mate 10 e Mate 10 Pro
  • Huawei P10, P10 Plus e P10 Lite
  • LG G6
  • LG V30
  • Motorola Moto X4
  • Motorola Moto Z2 Force
  • Nokia 8
  • Sony Xperia XA2
  • Sony Xperia XA2 Ultra
  • Sony Xperia XZ Premium
  • Sony Xperia XZ1
  • Sony Xperia XZ1 Compact

Sentiu falta de alguma grande fabricante na lista? Segundo o Google, a Samsung foi convidada a se tornar uma das primeiras parceiras do programa e até trabalhou em conjunto para definir os requisitos, mas não está participando da fase inicial, por um motivo não divulgado. O Google afirma que outras empresas de smartphones e operadoras móveis entrarão na lista ao longo de 2018.

E o que um Android precisa ter para ser recomendado pelo Google? Alguns requisitos são interessantes inclusive para usuários avançados, não somente para ambientes corporativos. Estas são algumas das exigências:

  1. Distribuição de atualizações de segurança do Android em até 90 dias após a liberação pelo Google, por no mínimo três anos;
  2. Suporte para a versão atual do Android e atualização garantida para a próxima letra;
  3. Disponibilidade de aparelhos desbloqueados, diretamente do fabricante ou do revendedor;
  4. Android 7.0 ou superior, 2 GB de RAM, 32 GB de armazenamento, processador de 1,4 GHz de 64 bits e bateria de 8 horas ou mais em atividade.

Eles também devem suportar recursos utilizados em empresas, como implantação em massa, experiência consistente com aparelhos gerenciados e perfis de trabalho. A lista completa está disponível no site do Android Enterprise Recommended.

Os dois primeiros requisitos deveriam ser obrigatórios para todos os Androids, não apenas para os participantes do programa. Não é raro termos vulnerabilidades que afetam um grande número de aparelhos (como a brecha do WPA2) e que são prontamente corrigidas nos smartphones Google Pixel, mas demoram muito ou, pior, nunca chegam para dispositivos de outras fabricantes.

Além disso, em meados de 2011, o Google até anunciou um esforço para garantir que aparelhos de várias fabricantes tivessem atualizações garantidas por 18 meses, trazendo os últimos recursos e otimizações em desempenho, segurança e bateria do Android. A julgar pela demora no crescimento das novas versões do Android, parece que não deu muito certo.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Piero Lourenço

Samsung é foda.... Isso ai e Assistencia tecnica matam....

Fabio Alvez

Android tem que ser igual ao mundo Windows no desktop! Tudo é controlado pela fabricante do SO, o resto é firula das fabricantes do hardware!

Babby

assista The House on-line rapidamente e todas as legendas em idiomas completos: POPCORNNETFLIX.BLOGSPOT.COM

CtbaBr©

Cara, tô com LG atualmente, e...
Na próxima vou tentar um Sony,
Mas se a Nokia voltar a vender aqui, nem tenho duvida, sera um Nokia!

Gleeny

Olá amigo, assista Ingrid Goes West e muito mais, com H D streaming ..,.;
Copie este link para assistir >>> BEEMOVIETV.BLOGSPOT.COM

ばか

Pra mim ai, só Nokia, Sony e LG.
O resto descarta.

Thiago Silva

Não discordo de você. O Tops de linha da Sony são muito bem feitos no OS, tive um Z3 compacto e o normal. Muito bom, rodava tudo sem reclamar. Único ruim na minha opinião era alguns aplicativos que não fazia sentindo está lá, tirando isso, otimo sistema, demora as atualizações porém quando sai, sem bugs ou erros no software.

Lucas Henrique

Único que gosto dessa lista é o XZ PREMIUM

Carlin

Acho que no fim a fragmentação do sistema sera o grande problema do Google, não entregar a versão mais atual do sistema para todos os aparelhos elegíveis é desmotivador. Além de que por mais interessante, criativo e legal que possa ser cada fabricante possuir a sua própria interface, isso só deixa tudo mais confuso pro usuário!

Joseph Arimateias Diniz

Mandei um email para Huawei semana passada.

Tu recebeu a resposta?
Porque eu não.

brunocabral

Ou seja, por gosto pessoal seu.

Macgyver Freitas

O projeto Treble promete melhorar isso, mas tendo o desktop como exemplo, tanto no Windows quanto no Linux o sistema pode ser instalado e atualizado em qlq máquina desde 1995, e de maneira fácil desde 2009. N é possível q uma empresa como a Google n encontre uma solução q faça o mesmo nos mobile

Maicon Bruisma

Lembrando que isso é referente aos EUA, onde o quesito 3 impera, a maioria é via operadora, outros tantos nem estão no país. Mate e P10 só entraram pq estão sendo vendidos sem ser por operadoras

Macgyver Freitas

Com o project treble (q vem nos aparelhos q saem de fabrica com oreo) as fabricantes vão ter mais facilidade em atualizar o Android, o suporte a mais versões poderia vir a partir disso. Ela poderia começar dando o exemplo nos pixel, que atualmente só dão duas atualizações, e passar a dar 3 ou 4

Tony

Sim, ainda tem a questão dos fornecedores de outros componentes. É muito mais amplo, esse é o grande problema de um sistema tao aberto como o Android... Porém ainda acho melhor assim do que ser mais fechado como o IOS...

Exibir mais comentários