Nos últimos dias, usuários de várias partes do mundo se depararam com um inusitado aviso sobre reconhecimento facial ao acessar o Facebook. É estranho. A companhia não costuma anunciar novos recursos no feed de notícias (embora já tenha feito isso). Por que então essa mensagem apareceu? Uma possível explicação é o risco de processos judiciais envolvendo privacidade.

Facebook - reconhecimento facial

O reconhecimento facial funciona há algum tempo na rede social: trata-se do recurso que marca você ou os seus contatos nas fotos. Porém, em dezembro de 2017, o Facebook começou a ampliar o mecanismo para identificar pessoas que aparecem em imagens, mas não foram marcadas.

A ideia é permitir que a pessoa saiba que ela aparece em uma foto publicada por terceiros na rede social. Por exemplo, suponha que você tenha ido a uma festa e que a organização do evento tenha publicado as fotos depois do evento. Se você estiver em alguma das imagens, o sistema de reconhecimento poderá enviar uma notificação para te avisar disso.

Com isso, você poderá se marcar na foto ou contatar o responsável para que a remova caso não queira que a imagem seja divulgada. Como a própria mensagem indica, o recurso também poderá te alertar caso alguém crie uma conta usando uma foto sua.

Para o Facebook, o mecanismo vai ajudar o usuário a preservar a sua privacidade e evitar o uso não autorizado da sua imagem. Mas há autoridades e especialistas no assunto que não pensam assim. Para eles, o reconhecimento facial pode ser usado para bullying, por exemplo, com fotos sendo publicadas em perfis falsos para provocar a vítima com as notificações.

Aviso - Facebook

É justamente por conta de leis de privacidade que o novo mecanismo de reconhecimento facial não foi implementado no Canadá e na União Europeia. Nos Estados Unidos, as regras sobre o assunto são um pouco mais brandas, mas um tribunal decidiu recentemente que o Facebook deve se sujeitar à lei de privacidade de Illinois, que exige que o usuário seja avisado antes de as suas informações biométricas serem usadas.

Pode ser que, para evitar uma onda de processos envolvendo pouca clareza sobre identificação biométrica — o que inclui as leis de Illinois e de várias outras localidades —, o Facebook tenha decidido avisar massivamente os usuários sobre o mecanismo por meio do feed de notícias, embora um representante da companhia tenha negado essa intenção: de acordo com ele, a notificação começou a ser exibida em dezembro, só que para grupos menores.

De qualquer forma, é possível desativar a marcação de fotos por reconhecimento facial nas configurações de privacidade do Facebook.

Com informações: The Verge.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

D' Carvalho

bom demais! que ótima ideia!

Porto Velho

Artistas geralmente tem páginas que não são gerenciadas pelo perfil deles (muitas vezes eles nem tem).

wuhkuh

Eu amaria essa possibilidade!

Rafael Alves

Ia ser legal, mudaria toda uma cultura de tirar fotos, pois ninguém vai querer foto borrada no album.

Rodolpho Camargo

Você acha que eles não pensariam nisso? Pfvr vai

Emerson Alecrim

Celebridades têm outras ferramentas para lidar com isso, como o Creator (antigo Mentions):

https://itunes.apple.com/ap...

Rodolfo Alves de Abreu

Seria interessante se, ao invés de você falar com a pessoa, tivesse uma forma de borrar ou quadricular o rosto na foto ao que nao quisesse ser associado a foto.