Início » Segurança » Microsoft vai distribuir correções da Intel para falha Spectre

Microsoft vai distribuir correções da Intel para falha Spectre

Por
40 semanas atrás

Uma coisa é desenvolver correções de segurança, outra é disponibilizá-las. Ciente disso, a Microsoft vai dar uma ajudinha às organizações e usuários preocupados com as falhas Spectre e Meltdown: além de distribuir atualizações próprias direcionadas ao Windows, a companhia vai dar acesso a patches de segurança da Intel.

Desde que a falhas foram reveladas, o ritual tem sido o padrão: cada empresa analisa as implicações sobre seus produtos e lança atualizações correspondentes. Isso vale para a Microsoft, Google, Mozilla, companhias de antivírus e por aí vai.

Como não poderia deixar de ser, a Intel também vem trabalhando em correções de firmware para as falhas Spectre e Meltdown. É verdade que as primeiras atualizações podiam causar reinicializações repentinas do computador, mas, aparentemente, esse problema vem sendo contornado nos updates mais recentes.

Só que as atualizações da Intel dependem sobretudo dos fabricantes de PCs e placas-mãe para chegar ao computador do usuário. Cada empresa trabalha em um ritmo diferente e faz os próprios testes antes de disponibilizar patches, sem contar que, dependendo da idade do equipamento, não há atualização ou esta precisa ser feita manualmente pelo usuário. Logo, não dá para garantir uma distribuição generalizada.

Meltdown e Spectre

É por isso que o plano da Microsoft de também disponibilizar as atualizações mais recentes da Intel está sendo bem recebido. Nesta fase inicial, apenas patches para a falha Spectre direcionados a alguns processadores Skylake (sexta geração) foram colocados no catálogo e contemplam computadores com Windows 10 Fall Creators, mas a companhia afirma que irá disponibilizar outros à medida que eles forem liberados.

Ainda não está claro se as atualizações serão enviadas automaticamente aos computadores via Windows Update. De todo modo, é possível baixá-las rapidamente a partir do site da Microsoft.

Paralelamente à disponibilização dos patches, a Microsoft afirma estar trabalhando com empresas de antivírus para garantir que esses softwares não causem problemas de compatibilidade.

Com informações: Ars Technica.

Mais sobre: , , ,