A Netflix estava experimentando um recurso para incentivar crianças a passarem mais tempo assistindo séries. Elas recebiam “patches”, itens colecionáveis que eram liberados após ver alguns títulos do catálogo.

Isso poderia ser algo interessante para adultos, mas foi controverso por ser voltado para crianças. Por isso, a Netflix decidiu “não seguir em frente” com os patches.

A empresa diz em comunicado ao Engadget: “concluímos o teste dos patches e decidimos não seguir em frente com este recurso para crianças. Nós testamos várias coisas na Netflix para aprender o que funciona bem — e o que não funciona bem — para nossos membros”.

Funcionava assim: algumas séries originais adequadas para crianças — como Caçadores de Trolls, Desventuras em Série e Fuller House — eram marcados com cadeados em um fundo vermelho. Você ia colecionando patches à medida que assistia episódios.

https://twitter.com/brianbuffington/status/971437860191694849

Teve quem ficou preocupado que isso iria estimular crianças a assistir TV em excesso. Outras empresas também vêm sendo criticadas nesse sentido: por exemplo, especialistas em saúde pedem que o Facebook desista do Messenger Kids, pois o app estimula crianças entre 6 e 12 anos a usar mais o smartphone ou tablet.

Com informações: Engadget.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

tuneman

Eu acho que isso é tipo drogas ou sexo.
Vai depender de cada caso para conversar, mas pode ter certeza que reprimir é o pior.
Se a criança quiser usar smartphone ela vai dar um jeito. (certo que minha sobrinha usa de alguma maneira)

Diogo

Qual seria uma idade adequada para a criança ter acesso a um smartphone? Sério, é uma pergunta honesta, eu gostaria de ver alguma matéria ou reportagem sobre isso...

Zanac_Compile

Acho que tinham que lançar para os adultos mesmo!

Zanac_Compile

Tadinho

Bruno Pinho

Sim, com certeza. No meu caso, meu filho tem só 5 anos... hehehe

Programador Front-End

a resposta que muito ouvi na infância, e hoje vejo que fazia sentido

Caleb Enyawbruce

Ainda bem que desistiram. Ideia nada a ver mesmo...

tuneman

mas as vezes ocorrem exageros. proibir completamente tambem é ineficaz.
minha irmã não permite que minha sobrinha tenha smartphone, mesmo ela já tendo 15 anos.

Bruno Pinho

Continuo achando que a melhor forma de MEU filho passar menos tempo ao celular é eu NÃO DAR UM CELULAR PARA ELE. Pra mim é muito simples. "Mas todo mundo tem um celular!". Bem, "você não é todo mundo".

Shrueak

"Quando a revolução dos críticos começou, nada nem ninguém estava seguro."