Início » Computador » Intel reprojeta processadores para corrigir Meltdown e Spectre

Intel reprojeta processadores para corrigir Meltdown e Spectre

Xeon e Core da 8ª geração a partir do segundo semestre

Felipe Ventura Por
2 anos atrás

A Intel havia prometido processadores protegidos contra Meltdown e Spectre para este ano. É possível mitigar essas falhas via software, mas resolvê-las exige mudanças físicas na arquitetura.

O CEO Brian Krzanich explica que os processadores Xeon e Core da 8ª geração foram reprojetados para reduzir ainda mais os riscos de ataques através dessas vulnerabilidades.

Foto: Flickr/huangjiahui

Os futuros chips da Intel terão novas camadas de proteção através de particionamento. "Pense nisso como paredes de proteção adicionais entre aplicativos e níveis de privilégio de usuário, criando um obstáculo para invasores", explica o CEO no site da Intel.

Quanto a possíveis impactos de desempenho, Krzanich diz: "ao trazer esses novos produtos ao mercado, é crítico garantir que eles ofereçam as melhorias de desempenho que as pessoas esperam de nós. Nosso objetivo é oferecer não apenas o melhor desempenho, mas também o melhor desempenho seguro".

As alterações de hardware começam com os processadores Xeon Scalable (Cascade Lake) e os chips Core da 8ª geração no segundo semestre de 2018.

Elas combatem o Spectre (variante 2) e Meltdown (variante 3). Enquanto isso, o Spectre (variante 1) depende de correções de software.

O CEO também diz que 100% dos produtos da Intel lançados nos últimos cinco anos têm atualizações de firmware para mitigar Meltdown e Spectre. A Microsoft passou a incluí-las no catálogo do Windows Update.

O Meltdown permite acessar a memória reservada ao kernel do sistema operacional, driblando uma barreira de proteção em processadores da Intel. Enquanto isso, o Spectre induz o chip a vazar informações confidenciais de um aplicativo para outro — isso afeta produtos da Intel, AMD e ARM.

Intel e AMD tiveram dores de cabeça com patches que faziam o Windows reiniciar constantemente ou impediam o boot. Além disso, a Intel já acumula 32 processos judiciais por causa do Meltdown e Spectre.

Com informações: Intel, Engadget.

Mais sobre: , ,