Início » Celular » Este pode ser o último smartphone high-end da HTC

Este pode ser o último smartphone high-end da HTC

Felipe Ventura Por

O Google adquiriu parte da divisão de smartphones da HTC por US$ 1,1 bilhão. No entanto, a HTC avisou que lançaria um flagship ainda este ano — e este pode ser o último aparelho high-end da empresa.

Graças a Evan Blass, conhecido como @evleaks, sabemos como será este smartphone. O HTC U12+ terá tela com bordas finas, duas câmeras duplas e boas especificações.

Segundo o VentureBeat, o HTC U12+ virá com uma tela LCD de 6 polegadas com resolução WQHD+, processador Snapdragon 845, 6 GB de RAM e 64 GB ou 128 GB de armazenamento interno expansível via microSD.

Na parte traseira, teremos uma câmera dupla com sensores de 16 megapixels e 12 megapixels. Elas ficam acima de um flash LED e do leitor de digitais. A câmera frontal também é dupla, com dois sensores de 8 megapixels.

As bordas continuam sendo sensíveis à pressão, tal como no U11 (e no Pixel 2). O Edge Sense permite apertar o smartphone com pouca ou muita força para realizar ações diferentes — como trocar de página no app do Kindle, por exemplo:

O HTC U12+ virá com bateria de 3420 mAh e rodará Android Oreo. Blass diz que a ideia é concorrer com o Galaxy S9+, que também possui câmera dupla. Provavelmente não haverá um HTC U12.

Agora com menos funcionários na divisão de smartphones, a HTC deve reduzir seu portfólio e realizar poucos lançamentos. Na gama média, Blass diz que teremos o Desire 12 e Desire 12+, ambos com tela 18:9 e processador MediaTek.

O presidente da divisão de smartphones da HTC, Chialin Chang, deixou a empresa em fevereiro. O cargo continua vago, sem planos de ser preenchido num futuro próximo.

Com informações: VentureBeat.

Mais sobre: ,

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Macgyver Freitas
Concordo, n me importo com o uso de um ou outro termo, nesse caso brasileiros e portugueses entendem, mas há vezes em que portugueses n entendem termos usados aq, e brasileiros tbm n entendem tudo de Portugal. Mas por mim tiraria a obrigatoriedade de ambos seguirmos as mesmas regras e deixava a diferenciação acontecer. Eu concordo com os outros sul-americanos que se consideram falantes de Castelano, e não Espanhol, a independência do Brasil, tem quase 200 anos, usar o nome "português" para o nosso idioma diminui a nossa individualidade como país que tem sua própria história e cultura, além de que apesar de ambos os falantes conseguirem se comunicar, a diferença no idioma entre um brasileiro é um português é clara
Thalles Ferreira
Se o importante é ser entendido, tanto faz gama média quanto intermediário, dá pra entender do mesmo jeito.
M1209
Taiwan ainda é China, é considerada um província rebelde.
Macgyver Freitas
Corrigi la, ortografia nunca foi meu forte, e tbm acho q o importante é ser entendido, uma letra ou outra errada n é problema desde que n mude o sentido da frase
Diego Oliveira
Eu também não gosto de termos lusitanos, mas acho que você perdeu o argumento quando escreveu "surgil" no comentário acima...sei lá, apenas acho hahah.
𝕵𝖆𝖈𝕶 ⚡𝖎𝖑𝖘𝖆𝖓
O que diplomaticamente faz dela uma chinesa.
Macgyver Freitas
A língua se modifica ao longo do tempo, n só no português, o inglês dos EUA n é igual ao britânico, o mesmo para espanhol, francês, ou qlq outra comparação entre o país onde surgiu o idioma e países colonizados. Por mim abraçava as nossas diferenças e chamava de brasileiro, como nossos vizinhos q se consideram falantes de castelhano, e n de espanhol
Macgyver Freitas
Só corrigindo, Asus é taiwanesa
Gustavo
é um equívoco pensar assim...pq a origem da língua é deles, nós é que adaptamos. Muitas pessoas no Brasil pensam assim pq a gente lê muito pouco escritores portugueses na escola ( o que é um erro, já que é uma das melhores formas de se aprender a língua) e acaba deixando de usar palavras muito mais adequadas. Gama=Escala...faz muito mais sentido quando se fala em faixa de produtos.
Ronaldo Jacintho
Detesto termos lusitanos.
Abraão Caldas
ser amada na internet é diferente de vendas globais.
𝕵𝖆𝖈𝕶 ⚡𝖎𝖑𝖘𝖆𝖓
Mundialmente falando, sim.
Nameless Ghoul
Huawei, Xiaomi na lanterna, sério?
André G
Ano passado comprei um HTC 10, achei que seria um ótimo smartphone, mas me decepcionei bastante.A bateria é péssima, o led de notificações parece um laser que fica mirando no seu olho, o sistema é bem puro mas as poucas mudanças são mudanças ruins. A assistência online não dá resposta, tive que mandar e-mail, mensagem no Facebook, no Twitter e só o que recebi foi uma resposta aleatória do tipo "verifique se seu smartphone está atualizado, se já estiver, restaure para os padrões de fábrica e se os erros continuarem procure uma assistência"
𝕵𝖆𝖈𝕶 ⚡𝖎𝖑𝖘𝖆𝖓
Aquela minha aposta de que em breve tudo se resumirá a Apple e Samsung bem no topo, Nokia correndo por fora e chinesas (ASUS, Xiaomi, Lenovo) na lanterna parece que vai aos poucos se concretizando.
Gustavo
gostei do uso da expressão "gama média" acho bem melhor do que "intermediário"...soa melhor e faz muito mais sentido, principalmente na linguagem escrita...boa Felipe!