Início » Internet » YouTube vai exibir mais anúncios para usuários assinarem futuro serviço de música

YouTube vai exibir mais anúncios para usuários assinarem futuro serviço de música

"Frustrar e seduzir" usuários para se tornarem assinantes

Felipe Ventura Por

O YouTube vai lançar um serviço pago de streaming de música ainda este ano, possivelmente chamado “Remix”. Ele será um concorrente ao Spotify e ao Apple Music, que têm milhões de assinantes.

Mas, se o YouTube já oferece videoclipes de graça, o que poderia convencer os usuários a comprar uma assinatura? O volume de anúncios.

Lyor Cohen, do YouTube, diz à Bloomberg que o número de anúncios vai aumentar para quem ouve música. “Você não vai ficar feliz depois de ouvir Stairway to Heaven e receber uma propaganda logo em seguida”, explica ele.

Foto por David Pickett/Flickr

Cohen é diretor global de música, e trabalhou em gravadoras por 30 anos. Ele não esconde sua estratégia agressiva: o YouTube vai “frustrar e seduzir” usuários para se tornarem assinantes, e assim silenciar o “barulho” sobre o suposto dano que a plataforma causa à indústria fonográfica.

O YouTube gerou receita estimada em US$ 10 bilhões no ano passado, quase toda proveniente da publicidade, e quer aumentar esse valor vendendo assinaturas.

Sim, o YouTube já vende um serviço de assinatura, mas apenas em cinco países (EUA, México, Coreia do Sul, Austrália e Nova Zelândia). Enquanto isso, o Google Play Música está disponível em mais lugares — ele custa R$ 14,90 mensais no Brasil — mas não tem a escala de seus concorrentes.

O Google quer aproveitar o bilhão de usuários do YouTube para fazer seu serviço de assinatura vingar, seguindo uma estratégia semelhante ao Spotify, que oferece um plano gratuito para atrair clientes.

Confesso que passei a assinar o Spotify porque cansei dos anúncios que me interrompiam entre uma música e outra. Claro, eu também pago pelo serviço por outros motivos: é fácil organizar playlists; posso usá-lo em diversas plataformas; e sempre conheço algo legal nas Descobertas da Semana.

O novo serviço do YouTube já está sendo usado por milhares de funcionários do Google, e deve ser lançado nos próximos meses. Será que ele tem chance?

Com informações: Bloomberg, Engadget.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Gragas

ano passado falaram que iam juntar o youtube red com o play music,a ideia é juntar os usuários desses dois,e não um programa matar o outro(apesar que deve ocorrer de alguns usuários simplesmente não assinarem mais o serviço).

Gragas

possivelmente a maior parte de receitas vem do app para celulares,então talvez eles não se preucupem tanto com isso,afinal o mobile tá arrebentando tudo.

Alex Silva

O Google deveria gastar seus esforços pra investir mais no Google Play, que é um serviço excelente, mas peca muito no sentido de "rede social e discovery". o Youtube já tem muita propaganda.

Carlin

Tenho fé que isso acontecer, se bem que já esta bem na cara. Já ta na hora do Google começar a planejar melhor suas investidas no mercado, já basta as inúmeras tentativas de fazer com que o usuário utilize algo mensageiros deles....

Bruno Vasconcellos

uBlock Origin e OGYouTube mandaram um abraço, haha

Caleb Enyawbruce

Caraca, que bizarro... Nem sabia que existia tanto público pra algo tão específico...

Gertrudes, a Lhama Morta

Claro que o gosto musical de cada um varia, assim como a importância que se dá para a música, mas só de pensar em ter anúncios entre as músicas que escuto já me dá um embrulho no estômago.

Spotify não é caro, simplesmente não consigo imaginar uma situação em que usar o free valha a pena

Gertrudes, a Lhama Morta

Quando usei os meses grátis dele, achava ele bastante desorganizado. No fim, voltei pro Spotify.

Mas o recurso de poder subir as próprias músicas e streamar em qualquer dispositivo é bem legal.

Isaias Freitas

Bloqueando url do adservices e doubleclik, bloqueia anúncios.

Eduardo Trindadde

Espero que o Google Play Music recebe uma interface mais leve como do Google Play Games.

Eduardo Trindadde

Sem sentido! Acredito que um serviço vai acabar matando o outro, dividindo a base de usuários.

Eduardo Trindadde

O Google está perdido nos seus produtos, não é de hoje que vem apresentando produtos reletidos com leves alterações. Allo, Duo, Hangouts.

Eduardo Trindadde

O Google Play Music funciona muito bem, entrega o mesmo que qualquer outro serviço de streaming de música... Talvez so entranhe o layout.

Molinex

Sr Lyor Cohen o senhor esta errado. O problema não é ouvir Stairway to Heaven e receber uma propaganda logo em seguida. O problema é ouvir Stairway to Heaven e receber uma propaganda no meio da musica...
Se a ideia é forçar o usuario a assinar um serviço de Musica, assino o spotify e esta tudo resolvido

Theo Queiroz

Eu assino o Google Play Music há uns 5 anos e uma das coisas que eu sempre gostei foi o fato de receber junto com a assinatura o ad-free do Youtube. Agora parece que eles mudaram de ideia quanto a isso. Comecei a ver anúncios no começo dos vídeos há uns meses e o número só vem aumentando. Será que também é parte da estratégia pra nos forçar a assinar esse novo serviço??

Exibir mais comentários