Se você fez download do blockchain do bitcoin, pode estar em posse de conteúdo ilegal sem saber. Pesquisadores alemães descobriram que, entre os registros de transações da criptomoeda, há arquivos relacionados à pornografia infantil e links para conteúdos potencialmente ilegais.

Nem todo mundo precisa baixar o blockchain: isso é feito por quem minera a criptomoeda ou valida transações na rede, mas quem faz apenas compras e vendas pode dispensar os 160 GB. O blockchain guarda todas as operações com bitcoins e também pode armazenar conteúdo arbitrário. É aí que mora o problema: existem mais de 1,6 mil arquivos no blockchain.

Foto por Antana/Flickr

Segundo os pesquisadores, 99% dos arquivos encontrados são textos ou imagens, e a maioria não representa nenhum perigo. No entanto, “também há conteúdo que pode ser considerado condenável em muitas jurisdições, como a representação da nudez de uma jovem ou centenas de links para pornografia infantil”.

“Como resultado, pode se tornar ilegal (ou já é atualmente) possuir o blockchain, que é necessário para participar do bitcoin. Portanto, conteúdos questionáveis podem colocar em risco os atuais sistemas de blockchain de bilhões de dólares”, diz o estudo. Atualmente, um bitcoin é cotado a US$ 8.924, o que deixa a criptomoeda com um valor de mercado de US$ 151 bilhões.

E como resolver isso? Talvez não exista uma solução. Como já explicamos, o blockchain consiste de blocos encadeados que carregam um conteúdo junto com uma impressão digital; o bloco posterior sempre contém a impressão digital do anterior mais seu próprio conteúdo, gerando outra impressão digital. É isso o que torna o blockchain seguro e confiável: você não pode simplesmente remover ou modificar um bloco que já foi registrado, porque isso invalidaria toda a cadeia.

Como a mineração exige baixar o blockchain do bitcoin e é uma função essencial para que a criptomoeda funcione, ter conteúdo ilegal armazenado (e sem possibilidade de exclusão) pode causar (mais) problemas futuros.

Com informações: The Guardian.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Gaba

A questao nao é essa... se pessoas começarem a usar o blockchain do bit com esse motivo em mente, o blockchain será um banco de dados gigante com vários dados "ilegais" que qualquer um pode baixar a hora que quiser... Ai a justiça ou a polícia vai tentar tirar esses dados ilegais de circulaçao, e nao poderao já que todos os envolvidos legalmente com Bitcoin vao perder o dinheiro investido...

Em tese qualquer outro "banco de dados" que contem, por exemplo, fotos de pornografia infantil, podem ser barrados pela justiça e eles poderiam requisitar que o banco removesse essas imagens... mas quem vai fazer isso com o blockchain? A questao é muito mais profunda... se voce pensar bem, qualquer bandido tem agora um lugar pra armazenar os dados ilegais, de forma "confiável" (no sentido de que ninguém pode remover esses dados de la)...

robsonc

Uma bobagem da mídia essa matéria. Possui links assim como a INTERNET, assim como qualquer banco de dados. O que importa é quem vai descriptografar, ler ou usar esses dados. Punir alguém por possuir a blockchain seria a mesma coisa de punir alguém por ter acesso a internet. Não faz sentido.

Como vi um cara falando, até a bíblia (ou qualquer fonte de dados), com uma ferramenta apropriada e desenvolvida pra isso pode gerar um link ou um conteúdo ilegal...

Carlin

O Blockchain ainda esta dando seus primeiros passos para ficar no mercado e já estão dando um jeito de torna o serviço algo sujo! Eita lá, lamentável!