Início » Negócios » EUA vão aumentar impostos sobre eletrônicos vindos da China

EUA vão aumentar impostos sobre eletrônicos vindos da China

Felipe Ventura Por
2 anos atrás

As tensões entre EUA e China acabaram de aumentar. O governo americano já havia barrado a aquisição da Qualcomm pela Broadcom — que teria ligação com organizações chinesas — e vem dificultando a vida da Huawei.

Desta vez, o presidente Donald Trump anunciou cerca de US$ 60 bilhões em tarifas anuais sobre as importações chinesas. Elas serão aplicadas em 1.300 tipos de produtos diferentes, desde sapatos e roupas até eletrônicos, segundo o New York Times.

Foto por Gage Skidmore/Flickr

"A palavra que quero usar é recíproco", disse Trump ao anunciar a medida. "Quando eles cobram 25% para um carro entrar, e nós cobramos 2% para o carro deles entrar nos EUA, isso não é bom." A Casa Branca vai anunciar a lista completa de bens sujeitos às tarifas em até 15 dias.

Como lembra o TechCrunch, as tarifas sobre eletrônicos e outros produtos de alta tecnologia podem fazer os preços aumentarem, tanto para os consumidores quanto para as montadoras.

O ITIC, grupo que representa a indústria de tecnologia nos EUA — incluindo membros como Apple, Google, Facebook e Samsung — diz em comunicado: "continuamos preocupados com o foco do governo nas tarifas. Essas medidas poderiam violar acordos internacionais e, mais importante, punir os consumidores, empresas e trabalhadores dos EUA pelo que a China fez".

A China é acusada de roubar tecnologia e segredos comerciais. "O que os EUA estão fazendo é se defender estrategicamente da agressão econômica da China", disse Peter Navarro, diretor do Conselho Nacional de Comércio Exterior da Casa Branca.

Além disso, o Departamento do Tesouro também vai impor restrições a investimentos chineses em empresas de tecnologia nos EUA. A ideia é proteger setores de ponta como redes 5G, inteligência artificial e veículos autônomos.

Mais sobre: ,