Assim como o Spotify, o Dropbox está fazendo uma estreia na bolsa de valores. O objetivo, como sempre, é arrecadar dinheiro para continuar crescendo.

O Dropbox conseguiu obter US$ 756 milhões vendendo parte de suas ações. Isso significa que seu valor total de mercado é de US$ 9,1 bilhões, incluindo ações restritas para negociação, segundo a Bloomberg.

Foto por NASDAQ

A empresa conseguiu arrecadar mais que o previsto após uma forte demanda. Grandes IPOs de tecnologia geralmente não aumentam a faixa de preço de suas ações, mas o Dropbox fez exatamente isso. Inicialmente, os investidores teriam que pagar entre US$ 16 a US$ 18 por ação; o valor então subiu para US$ 18 a US$ 20.

O Dropbox nunca teve lucro, mas vem reduzindo seu prejuízo de forma consistente. As perdas foram de US$ 210,2 milhões em 2016 para US$ 111,7 milhões no ano passado. A receita está crescendo, assim como o número de usuários pagantes — indo de 8,8 milhões para 11 milhões no mesmo período.

Se você não paga pelo Dropbox, não está sozinho: são 500 milhões de usuários registrados. A estratégia é atrair clientes com o plano gratuito, e sugerir upgrades para as versões pagas — especialmente para empresas que usam o serviço.

No prospecto, o Dropbox lista como concorrentes o Box — que estreou na bolsa em 2015 — além do Apple iCloud, Google Drive e Microsoft OneDrive.

O Dropbox estreia nesta sexta-feira (23) na Nasdaq com o símbolo DBX. A empresa foi fundada em 2007 por Drew Houston e Arash Ferdowsi.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Henrique Picanço

Não posso julgar pelo Dropbox como armazenamento, já que não costumo usar para esse fim. Mas adoro usar o Dropbox Paper. Dizem pela internet que ele é uma resposta ao Google Docs, mas ele é uma ótima ferramenta para substituir o Evernote.

Dispister

Depois do caso do cara que perdeu todas as fotos e um dos cabeças ser um ex NSA tô suave disso

SiouxBR

Cancelei meu OneDrive depois de descobrir um "bug" terrível do serviço: se você apagar por acidente uma pasta na sua máquina ele exclui instantaneamente na nuvem e não tem como recuperar. Quase perdi 400 GB de dados assim (por sorte tinha backup em um outro HD).

Além disso o OneDrive, diferente do Dropbox, não mantém histórico dos arquivos alterados, impedindo restaurar uma versão anterior.

Heisenberg

Já testou storage made easy? Cumpre bem o papel de client não oficial. Pagar R$120 (ou até menos em algumas promo) por 5TB -1TB por email- é algo que Dropbox, Amazon Cloud e afins precisam ter para serem atrativos.

Wolfgang Marcos

... e nenhum client desktop que funcione no Linux

Drax

Assina o Office, ganha 1TB no OneDrive, minutos no skype...

Lucas Carvalho

Que coisa mais feia esse perfil do dropbox azul escuro com fundo rosa

Anakin

Verdade, eu faço uma pequena treta porque sou MEI, tenho um gmail normal, eu vou lá e importo os emails da empresa (via pop) porque usar o e-mail da hospedagem é bem ruim. Claro que um dia eu precisando crescer não vai dar pra fazer isso, mas por enquanto é o que dá pra fazer.

Renan

Idem para o GSuite. Aposto que muitos gostariam de contratar apenas o Gmail corporativo em vez de adquirir o pacote de serviços. R$ 200/ano/usuário pra quem só quer a interface do Gmail é muito caro.

Wolfgang Marcos

Seria ótimo uma opção assim

Marsupial radical

Acho que conseguiriam puxar uma parcela legal de clientes free pro pago se adotassem algo do tipo "x por 1GB" e tu escolhe o tamanho exato que gostaria de pegar, com bônus de descontos pra "milestones" (10, 100...). Eu seria um que com certeza pegaria.

Wolfgang Marcos

Pra mim o que quebra os planos pagos do Dropbox é que não existem planos intermediários: ou você se contenta com o gratuito (com os bônus de espaço que consegue aqui ou ali) ou tem que pagar caro por 1TB. Pelo menos pra mim seria muito mais interessante algo mais barato com espaço de 100 GB ou até mesmo 50.
Ainda bem que consegui uma solução de hospedagem bem barata com Nextcloud e funciona muito bem entre todos os meus dispositivos.