No início do mês, o Spotify passou a notificar usuários que recorrem a aplicativos modificados ou a outros truques para usar recursos premium sem pagar. Mas quantas pessoas trapaceiam o serviço, afinal? O número impressiona: até o final de 2017, eram cerca de 2 milhões de assinantes.

A informação foi revelada em um documento fiscal necessário para o plano da companhia de estrear na bolsa de valores. A quantidade de contas trapaceiras é, acima de tudo, uma enorme preocupação: para uma empresa que ainda não sabe o que é lucro, a receita que poderia ser obtida com esses 2 milhões de usuários faz falta.

O documento também revela que o Spotify encerrou 2017 com 157 milhões de usuários. Desse total, 86 milhões optavam pela modalidade gratuita, que veicula anúncios regularmente. De modo geral, os aplicativos ilegais visam suprimir justamente a publicidade.

Spotify - Imagem por freestocks.org

Para o Spotify, o número de contas irregulares é ruim não só por causa do óbvio impacto nas receitas, mas também porque a companhia constatou que a probabilidade de esses usuários se tornarem pagantes é menor na comparação com aqueles que usam a modalidade gratuita sem truques sujos.

Não há outra saída a não ser partir para a briga. O Spotify começou a notificar usuários com contas irregulares no início do mês. A mensagem orienta sobre o uso dos aplicativos oficiais e avisa que, se atividades irregulares continuarem sendo detectadas, a conta poderá ser suspensa ou cancelada.

Ao mesmo tempo, a companhia vem atacando os canais que distribuem aplicativos irregulares. O repositório do Spotify Dogfood, por exemplo, já não existe mais no GitHub.

Vale frisar que, atualmente, o serviço premium do Spotify custa R$ 16,90 (US$ 9,99 nos Estados Unidos) por mês.

Com informações: The Verge.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Jonas Rafael Rossatto

Qual app faz isso? kkk

Eduardo Braga

Ah não sei. Depende do momentos vida da pessoa também. Tem vários fatores.

Lucas Didur

O aplicativo burla, mas ainda precisa de internet para o spotify funcionar. Então como que o cara tem dinheiro para pagar internet e não tem para assinar. É o preço de um lanche.

Fabio Santos

Começa a sessão política kkkk

Fabricio Pinho

A empresa paga impostos pelo dinheiro que ganha. Então sim, não pagar faz tudo isso aí que vc está falando.

Fabricio Pinho

Um jeito simples de não ter propagandas é assinar ou comprar o aplicativo. Resolve que é uma beleza!

Diego Rocha

Eles também fiscalizando mais a questão do endereço das contas familia, recebi um e-mail falando que a conta da minha conjuge estava sem endereço, e se ela não colocasse o endereço em uma semana sairia da minha conta familia

Éd Fons

Eu nao disse que usar pirataria é certo, mas acho ridiculo comparar algo assim com um cara roubando bilhões de dinheiro público que deviam ir pra saúde, educação e segurança do povo! Voce hackear um programa de ouvir musica nao se compara a roubar dinheiro de um hosprital cheio de gente doente ou a merenda que ia pra uma creche!
Falar palavrão ou fofocar sao considerados errados, assim como é errado matar ou estuprar alguem, mas é obvio que falar ''po**a'' não se compara nunca a gravidade de estuprar uma criança, por exemplo! O segundo tem efeitos desastrosos pra sociedade, enquando nesse exato momento, milhares tão falando palavrões sem quase nenhum problema pro mundo!
E claro, coitado, deve que Daniel Ek tá muito pobre, tadinho...

Matheus Dias

Pode continuar argumentando, se você está usando um serviço pago ou suportado por propaganda e burlando, você está errado.

"por bular uma rica empresa mutinacional" Que tal pesquisar melhor? O Spotify ainda não dá lucro, vive dos investimentos, continuar a burlar o sistema de propaganda é um tiro no pé a médio prazo, pode tirar um player do mercado ou forçar sua venda para Facebook/Google/Apple, etc.

Éd Fons

claro, porque bular o spotify priva um senhor de idade com pneumonia lá no interior do Maranhão de ter acesso a um hospital ou uma criança no Mato Grosso de não ir a aula por falta de vagas ou mata um mendigo numa praça por causa do frio do inverno paulistano! Se compara completamente um trabalhador que recebe uma mixaria pra trabalhar de lava prato num rico restaurante do Leblon, onde os ricos comem depois de um banho de mar gostoso, com um deputado negociando milhões do dinheiro desse mesmo trabalhador em Brasilia com um rico criador de gados, pois não quer o Ibama no seu pé! Com certeza esse trabalhador que nao tem dinheiro pra pagar um Spotify é muito perigoso pra sociedade, e sua maldade terrivel, por bular uma rica empresa mutinacional, pode matar velhinhos, privar educação e espalhar o crime!

S Y N T H W A V E + L O V E R

Os países escandinavos têm altíssimos preços e impostos para sustentar o welfare state...

Edu

Realmente, por esse valor eu não assinaria. Tem que se ajustar a realidade de cada mercado.

Jhon

Inclusive na negociação com as gravadoras o preço por país varia, ou seja, o Spotify paga menos por músicas reproduzidas no Brasil, ajudando assim na redução do preço.

Jhon

Não dá pra generalizar também. A maioria dos meus amigos deixou de baixar música pirata e usar torrent depois de serviços como Spotify e Netflix.

Zanac_Compile

Um cara chinelão faz chinelagem :D

Exibir mais comentários