O sistema da Anatel para bloquear celulares parece não ter solucionado o problema do alto número de furtos e roubos em São Paulo. Em muitos casos, as pessoas não têm o IMEI do aparelho para bloqueá-lo. Pensando nisso, o estado pretende utilizar um cadastro prévio com códigos de identificação de celulares.

A nova ferramenta está nos planos da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo. A ideia é permitir que os celulares sejam cadastrados em um site, junto a informações pessoais e a identificação dos aparelhos. Com esses dados, ficaria mais fácil não apenas o bloqueio, como também a devolução em caso de recuperação.

Smartphone - email

O secretário de Segurança Pública de São Paulo, Mágino Alves Barbosa Filho, diz ao Estadão que a inspiração é o programa Alerta Celular, desenvolvido pelo governo de Pernambuco. Em 2017, a ferramenta ajudou a devolver 58% dos celulares roubados aos proprietários.

Nesta etapa de criação do sistema, técnicos dos dois governos estão trocando informações sobre como ele seria implementado em São Paulo. O cadastro prévio deverá ser integrado ao sistema usado para informar furto e roubo do aparelho. Mesmo depois do lançamento do novo sistema, o registro do boletim de ocorrência continuará sendo necessário.

Desde o ano passado, o estado de São Paulo utiliza o Cadastro Nacional de Estações Móveis Impedidas (CEMI). O sistema permite que celulares sejam bloqueados junto à Anatel e sem a intermediação da operadora.

Com informações: Estadão.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Eduardo Braga

Sim, sim. Lembro do caso.

Marcelo Oliveira

Mas respondendo sua pergunta. Nem eles conseguem desbloquear o aparelho. Só ver um caso que ocorreu nos EUA em que um terrorista foi morto e queriam desbloquear o iphone dele. Nem com ordem direta do presidente eles fizeram. Segundo eles, nem eles conseguem descriptografar o aparelho que eles mesmos criaram.

Tori

Entendo perfeitamente.

Cristina Nascimento

Sim, mas akela aparência ios não me agrada. Curto mto o Android puro. Tou com um OP5 mas sai de um Nexus 5 q usei por cerca de 3 anos.

JOSE HAROLDO SENA DE O. FILHO

Ei galera do TB aqui no Pará já há o serviço:

https://www.alertacelular.p...

Dá uma forcinha até para incentivar outros estados.

Tori

O que estou (Redmi 4A) tem diversas ROMs que um desenvolvedor tenta portar rapidamente.
Agora que saiu o kernel, já prometeu o Oreo.
Eu não curto a MIUI, mas ela parece ser mais estável no kernel padrão do que as outras ROMs.

Cristina Nascimento

Considerando comprar um então e por uma rom com Android puro. Não curto a Miui.

Tori

No meu, sim.
Eu testei colocando uma senha na inicialização do sistema, é assim que eu removi o lineage e instalei o ViperOS, a senha continuou.
O TWRP pede a senha da inicialização para descriptografar e poder fazer modificações

Cristina Nascimento

Tinha que ter em todos os telefones Android. Aí sim, acabaria essa desgraça q é roubo de smartphone.

Abraão Caldas

Boot seguro é uma função que tem nos Samsung creio que a partir do S8 e série A já deve ter.

Cristina Nascimento

Tira uma, dúvida: a senha do boot permanece, mesmo colocando twrp e custom rom?

Cristina Nascimento

Então ia ser culhões voando pra tudo q é lado. Rapidinho ngm roubaria mais celular.😂

Ricardo - Vaz Lobo

Aqui no Rio ele costumam esconder o roubo dentro das cuecas, junto do saco...

Cristina Nascimento

Só se for a noite e/ou num local ermo, pq os caras querem agilidade, não vão ficar t segurando no meio de gente q tá observando toda a ação.
Android é mole de repassar mesmo com senha (exceto Xiaomi). Qndo não se tem a senha do recovery, ele deleta os dados e arquivos do antigo dono e fica pronto pra uso. Até por comando tem como limpar o aparelho. Fora a troca do IMEI. Os caras sabem onde levar pra fazer isso. Tem mto "técnico" q faz isso mole e nem é careiro demais, infelizmente a realidade é toda essa aí.

Cristina Nascimento

Só na Xiaomi, não?

Exibir mais comentários