Início » Telecom » São Paulo planeja criar cadastro prévio de IMEI para combater roubo de celular

São Paulo planeja criar cadastro prévio de IMEI para combater roubo de celular

Por
30 semanas atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

O sistema da Anatel para bloquear celulares parece não ter solucionado o problema do alto número de furtos e roubos em São Paulo. Em muitos casos, as pessoas não têm o IMEI do aparelho para bloqueá-lo. Pensando nisso, o estado pretende utilizar um cadastro prévio com códigos de identificação de celulares.

A nova ferramenta está nos planos da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo. A ideia é permitir que os celulares sejam cadastrados em um site, junto a informações pessoais e a identificação dos aparelhos. Com esses dados, ficaria mais fácil não apenas o bloqueio, como também a devolução em caso de recuperação.

Smartphone - email

O secretário de Segurança Pública de São Paulo, Mágino Alves Barbosa Filho, diz ao Estadão que a inspiração é o programa Alerta Celular, desenvolvido pelo governo de Pernambuco. Em 2017, a ferramenta ajudou a devolver 58% dos celulares roubados aos proprietários.

Nesta etapa de criação do sistema, técnicos dos dois governos estão trocando informações sobre como ele seria implementado em São Paulo. O cadastro prévio deverá ser integrado ao sistema usado para informar furto e roubo do aparelho. Mesmo depois do lançamento do novo sistema, o registro do boletim de ocorrência continuará sendo necessário.

Desde o ano passado, o estado de São Paulo utiliza o Cadastro Nacional de Estações Móveis Impedidas (CEMI). O sistema permite que celulares sejam bloqueados junto à Anatel e sem a intermediação da operadora.

Com informações: Estadão.

Mais sobre: , ,