Início » Mobile » Xperia X10, com câmera de 8 megapixels, é o primeiro da Sony Ericsson com Android

Xperia X10, com câmera de 8 megapixels, é o primeiro da Sony Ericsson com Android

Por
8 anos atrás

De vez em quando as empresas fabricantes de celular lançam aparelhos que prometem mundos, fundos e tudo mais que você puder imaginar. Foto, vídeo, navegação na web… Tudo parece ser perfeito naquele equipamento lançado por um precinho quase camarada. Pois então, isso vale para o Xperia X10, primeiro smartphone da Sony Ericsson a rodar o Android.

Design matador

O corpo do Xperia X10 é bastante elegante e agradável de segurar. De acordo com a empresa, os novos designs de celulares contemplam a forma como o aparelho vai ficar na mão do consumidor ao ser manuseado. No caso do X10, essa experiência é perfeita. O peso ainda joga a favor do gadget: são apenas 135 gramas que não pesam no bolso.

O display é gigante: são 4 polegadas em widescreen (resolução WVGA de 480×854 pixels) com direito à tecnologia OLED. A tela do Xperia X10 é possivelmente a melhor tela de celular com que tive contato. Dá gosto de ver fotos e vídeos no aparelho, ou simplesmente navegar na internet. O Xperia não ganhou nenhum arranhão na tela durante pouco mais de uma semana em que eu testei o aparelho, o que certamente é ponto positivo para o display. 😛

Já o teclado… Que teclado?! Não existe teclado físico no Xperia X10. Toda a entrada de texto é feita a partir do teclado virtual, de modo que se você prefere um celular com teclado QWERTY físico, essa não vai ser a sua melhor opção. Além da tela, a única coisa que temos na frente do aparelho são os botões que levam o usuário às opções, à tela inicial do Android e à tela anterior.

Android mais ou menos

Infelizmente alegria de pobre dura pouco. Embora o Sony Ericsson Xperia X10 rode o Android, sistema operacional do Google que anda bastante badalado (e passou o iPhone em participação de mercado nos Estados Unidos), ainda não estamos falando da versão mais recente do sistema. O Android 1,6 não tem algumas boas funcionalidades que a versão 2,1 adota. E o pior é que um executivo da Sony Ericsson me confessou que é provável que a empresa atualize o SO, mas não se sabe quando.

Gmail, Google Maps, YouTube, Google Talk… Se você é fã do Google e usa todos os serviços da empresa, o Xperia X10 vira uma grande alternativa de celular bom, bonito, mas nada barato.

A única ressalva que eu faço é com relação ao visor, que não é muito inteligente. Nos meus testes, eu coloquei o aparelho no bolso depois de usá-lo, sem desligar o visor. Não é que o danado mandou mensagens para contatos sem a minha autorização?

Eu sei, eu sei. A falha também foi do usuário. Mas esse é o tipo de coisa que nunca me aconteceu ao usar o iPhone. Nesse aspecto, o Xperia X10 poderia melhorar. Minha aposta é que o touchscreen dele ainda não é refinado o suficiente e, por isso, reconhece gestos que não foram feitos pelos meus dedos.

Timescape e Mediascape para facilitar

Uma das decisões da Sony Ericsson para usar o Android 1,6 foi desenvolver aplicativos que complementem o sistema, principalmente nas funcionalidades relacionadas a redes sociais e mídia (afinal de contas, uma das mães da Sony Ericsson é uma corporação que também controla empresas de mídia).


(vídeo do YouTube)

O Timescape é o responsável pelas redes sociais. Depois de configurado, ele mostra as últimas atualizações dos contatos no Twitter e no Facebook, além de mensagens SMS, fotos, vídeos e por aí vai. A intenção da empresa é que o usuário tenha sempre à mão o que de mais recente aconteceu com seus amigos e contatos de redes sociais.

Além de ler tweets, esse consumidor ainda vai poder publicar atualizações, mas não há muito mais a fazer além disso. O único problema do Timescape é que ele utiliza animações gráficas que, dependendo do número de atualizações publicadas nas redes sociais, nem de longe são tão suaves quanto deveriam. Às vezes o aplicativo fica lento, mesmo com o X10 utilizando processador Snapdragon de 1GHz.

Eu bem tentei usar o Timescape como forma de acesso ao Twitter, mas não consegui. É preferível baixar algum cliente especificamente para isso, como o Twidroid ou o Seesmic. Pois é, Sony Ericsson, dessa vez não deu…

Já o Mediascape é um pouco melhor, embora também sofra com o 3D exagerado. Ao abrir o aplicativo, temos as opções de visualizar músicas, vídeos e fotos mais recentes. Gostei principalmente da seção de áudio, pois fica a cargo do usuário escolher se quer ouvir todas as canções de um artista ou de um mesmo gênero musical. Esse tipo de segmentação ainda faz falta em alguns aparelhos.

Ainda no Mediascape, gostei da busca por conteúdo que o Xperia X10 faz. Digamos que eu vá para a seção de música e dê play em alguma canção do Michael Jackson. Imediatamente aparece o botão Infinito, que ao ser pressionado faz uma varredura no cartão de memória, em busca de mais coisas do MJ. Além disso, o usuário tem a opção de buscar coisas relacionadas ao rei do pop no YouTube, o que – convenhamos – é sensacional.

Falando em áudio, o Xperia X10 utiliza a tradicionalíssima saída para fones de ouvido de 3,5 mm. Ou seja, qualquer fone e ouvido comum vai funcionar no smartphone. Mas inicialmente você não vai precisar se preocupar com isso, visto que na caixa do aparelho já tem um fone, com direito a microfone embutido.

Luz, câmera, ação

Já falei que a câmera do Sony Ericsson Xperia X10 é de 8,1 megapixels? Pois é, qualidade não vai faltar. Pelo menos se você souber operar uma câmera decentemente, o que não é o meu caso. De qualquer forma, abaixo você confere uma galeria com fotos feitas nas situações mais contrastantes (desde uma equipe de reportagem na Avenida Paulista até uma placa no metrô de São Paulo).

Eu fiquei impressionado com a qualidade de gravação de vídeo do Xperia X10. Na resolução máxima, os vídeos ficam com 640×480 pixels, o que é mais do que suficiente para publicar no YouTube. Veja um vídeo feito com a câmera do X10 durante uma apresentação militar no vão livre do MASP (o ambiente não era muito iluminado). O som também agrada.


(vídeo do YouTube)

O vídeo foi enviado diretamente do Xperia para o YouTube, por meio da ferramenta de upload presente no aparelho. Não houve qualquer edição, para mostrar como é fácil fazer o envio de conteúdo multimídia.

Sabe o que faltou no Xperia X10? Envio de conteúdo para Flickr. Acredito que o público-alvo do aparelho iria gostar de funcionalidade similar.

Veredito

Eu ainda poderia escrever muito sobre o Sony Ericsson Xperia X10, mas acho que os principais tópicos foram cobertos. Faltaria dizer que a câmera dele aceita o geotagging (inclusão de informações de localização geográfica), ou que a alimentação é feita por MicroUSB, ou ainda que o aparelho conta o Office Suite para criação de documentos.

De modo geral, gostei do X10. O aparelho não tem Android 2,1, mas o Android 1,6 dá para o gasto. A Sony Ericsson pecou ao empregar animações em excesso, o que me obrigou a não usar o Timescape e o Mediascape como gostaria. Por outro lado, aproveitei bastante a câmera de vídeo.

O preço sugerido para o Sony Ericsson Xperia X10 é na casa dos R$ 2 mil pelo aparelho desbloqueado. Eu não pagaria tudo isso, mas imagino que as operadoras de telefonia ofereçam boas ofertas que incluam assinatura mensal de plano de dados, o que é fundamental para um smartphone que se preze. Aí sim o Xperia X10 começa a valer a pena.