As configurações de privacidade do Facebook são um labirinto. Você precisa ficar de olho nas opções para reconhecimento facial, para os anúncios, e para cada aplicativo conectado — especialmente após o caso Cambridge Analytica.

É tanta coisa que até o próprio Facebook fica perdido. A Wired descobriu que uma opção de privacidade não faz nada há anos, mas ainda está disponível. Ela envolve um recurso desativado em 2014.

Foto por Oliver Graumnitz/Pixabay

Para acessá-la, abra o Facebook e vá em Configurações > Aplicativos (ou acesse facebook.com/settings?tab=applications). Então, no campo “Aplicativos que outras pessoas usam”, clique em Editar. Aqui, é possível restringir as informações sobre você que seus amigos fornecem para aplicativos, jogos e sites.

Sim, seus contatos podiam repassar dados referentes a você, incluindo data de nascimento, cidade atual, interesses e curtidas. Foi assim que o teste de personalidade “thisisyourdigitallife”, usado por 270 mil pessoas, coletou dados sobre 50 milhões de usuários que foram vendidos para a Cambridge Analytica.

No entanto, isso deixou de acontecer em 2014. Desde então, aplicativos do Facebook não conseguem mais obter dados de todos os seus amigos (apenas os seus).

“Na época, a funcionalidade ‘Aplicativos que outras pessoas usam’ permitia ao usuário controlar quais informações poderiam ser compartilhadas com os desenvolvedores”, explica um porta-voz do Facebook.

“Alteramos nossos sistemas anos atrás para que as pessoas não pudessem compartilhar informações dos amigos com os desenvolvedores, a menos que cada amigo também desse permissão explícita”, diz a empresa.

Talvez você não acredite na palavra do Facebook, mas a mudança foi confirmada pelos pesquisadores Gergely Biczok e Iraklis Symeonidis, que estudam há anos a privacidade na rede social. A Graph API 2.0, lançada em 2014, já não tinha mais a permissão “user_friends” para os desenvolvedores acessarem dados dos seus amigos.

“Talvez seja apenas um erro no processo de desenvolvimento de software”, diz Biczok à Wired, “mas está aí há muito tempo”.

O Facebook não conseguiu se explicar, e apenas disse que vai atualizar as configurações para “refletir nossas práticas atuais” nas próximas semanas.

Com informações: Wired.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Carlin

Talvez esse seja o "problema" do Facebook, a cultura dos descuidos da rede social é ridícula!

Lucas Santos

“Vamo tirar isso daqui, ninguém vai notar”