Ming-Chi Kuo, analista da KGI Securities, é conhecido por adiantar informações relacionadas à Apple. Desta vez, ele trouxe alguns detalhes sobre o próximo smartwatch da empresa.

Segundo ele, o display do Apple Watch Series 4 será 15% maior em relação aos modelos anteriores. Atualmente, os relógios são vendidos em versões com telas de 38 mm e 42 mm.

Foto por Jon Fingas/Flickr

O relógio também poderá ganhar uma bateria maior, e até mesmo novos sensores — rumores dizem que ele terá um monitor embutido de eletrocardiograma. O Series 4 deve ser lançado em setembro.

A KGI Securities estima que a Apple venderá em torno de 22 milhões de unidades do Watch em 2018, um aumento de 30% na comparação com o ano passado. A empresa já é a maior fabricante de relógios do mundo em faturamento e em unidades vendidas.

A concorrência, no entanto, não desistiu. A Fitbit, por exemplo, lançou recentemente um smartwatch mais bonito e barato chamado Versa. E o Google renomeou o Android Wear para Wear OS, para deixar claro que ele também funciona com iPhones.

Com informações: 9to5Mac.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

ricardopilatti

Acho meio inválido linkar uma análise lá de 2015, do primeiro Watch. Nesse tempo ele melhorou muito.

Jhon

A tela vai aumentar, mas o relógio vai continuar do mesmo tamanho, até pra manter a compatibilidade com as pulseiras atuais.

🇧🇷 Imperialista Brasileiro 🇧🇷

Bateria. Bateria. Bateria. O dia que o Apple Watch tiver uma bateria que dure pelo menos 3 dias de uso normal aí valerá a pena. Até lá Miband 2 faz “muito mais” que essas tranqueiras super caras da Apple.

CtbaBr©

Mas pode ficar pior se acontecer como no caso do notch nos smartphones.
Ou seja, se os outros copiarem essa visão da Apple!

otimo, ja nao basta as telas de 6 polegadas agora teremos relógios duas vezes do tamanho dos relogios do faustão.

Henrique Dias

Vai virar um iphone de pulso...