Início » Segurança Software » Criaram um app para você espionar seus contatos do WhatsApp

Criaram um app para você espionar seus contatos do WhatsApp

Por
16 semanas atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

O assunto do momento é a coleta e utilização de dados de forma indevida por empresas. Mas e se o espião fosse você? Um aplicativo promete justamente isso: o Chatwatch registra os horários de atividade dos seus contatos no WhatsApp para estimar quando eles foram dormir ou com quem eles conversaram.

O Chatwatch promete espionar a atividade dos seus amigos, familiares ou funcionários no WhatsApp com base no momento em que eles estão online ou offline. Como o monitoramento é constante, os desenvolvedores afirmam que o aplicativo funciona mesmo quando seus contatos ocultaram o status “visto por último”.

O site é bem direto: “Descubra quando eles foram para a cama, quanto tempo eles dormiram… Compare até mesmo os padrões de bate-papo entre as pessoas que você conhece, e vamos te dizer a probabilidade de eles conversarem um com o outro ao longo do dia, utilizando inteligência artificial”.

Há três recursos principais: o Online History, que mostra um gráfico com os horários em que um contato estava conversando no WhatsApp; o Chat Probability, que indica quem estava batendo papo com quem (com base nos horários em que os dois estavam online ao mesmo tempo); e o Insights, que permite descobrir se seu marido estava “bebendo com os amigos” ou se “sua filha está acordando a tempo para a faculdade”.

Na prática, o Chatwatch é um exemplo assustador do que é possível fazer com uma informação tão simples: o status online/offline do WhatsApp. Felizmente, ele parece ser caro o suficiente para evitar uma utilização em massa: disponível para AndroidiOS, o aplicativo cobra R$ 6,50 para espionar dois de seus contatos por uma semana.

Atualização às 14h46: o aplicativo foi removido da App Store. Os desenvolvedores informam que, “por razões desconhecidas”, a Apple suspendeu o Chatwatch para iOS. “Estamos trabalhando para lançar uma versão web até o mais tardar amanhã, e apelando contra a decisão da Apple”, diz o comunicado.