Início » Legislação » Brexit: Europa vai cancelar 300 mil domínios .eu que foram registrados por britânicos

Brexit: Europa vai cancelar 300 mil domínios .eu que foram registrados por britânicos

Por
1 ano e meio atrás

O Brexit também surtiu efeito na internet: os domínios .eu, que podem ser registrados por qualquer pessoa ou empresa da União Europeia, não estarão mais disponíveis no Reino Unido com a saída do país do bloco. E os mais de 300 mil domínios que estão em nomes de britânicos serão cancelados.

A Comissão Europeia informou em comunicado que todas as leis primárias e secundárias da União Europeia deixarão de ser aplicáveis ao Reino Unido a partir de 30 de março de 2019, a menos que haja um acordo de retificação de saída e, portanto, os britânicos não estarão mais sujeitos ao processo regulatório de registro de domínios .eu.

Isso significa que, daqui a um ano, “empresas e organizações estabelecidas no Reino Unido, mas não na União Europeia, e as pessoas físicas que residem no Reino Unido, não serão mais elegíveis ao registro de domínios .eu”. Caso o domínio já esteja registrado, não será possível renová-lo.

A União Europeia vem sendo criticada por não adotar normas estabelecidas no registro de domínios: como mostra o The Register, é comum dar exceções para domínios já existentes quando há mudanças estruturais, como permitir que eles sejam migrados para novas terminações. Isso aconteceu várias vezes no passado, como em 1993, quando o domínio .su (União Soviética) foi eliminado para dar lugar ao .ru (Rússia).