O Brexit também surtiu efeito na internet: os domínios .eu, que podem ser registrados por qualquer pessoa ou empresa da União Europeia, não estarão mais disponíveis no Reino Unido com a saída do país do bloco. E os mais de 300 mil domínios que estão em nomes de britânicos serão cancelados.

A Comissão Europeia informou em comunicado que todas as leis primárias e secundárias da União Europeia deixarão de ser aplicáveis ao Reino Unido a partir de 30 de março de 2019, a menos que haja um acordo de retificação de saída e, portanto, os britânicos não estarão mais sujeitos ao processo regulatório de registro de domínios .eu.

Isso significa que, daqui a um ano, “empresas e organizações estabelecidas no Reino Unido, mas não na União Europeia, e as pessoas físicas que residem no Reino Unido, não serão mais elegíveis ao registro de domínios .eu”. Caso o domínio já esteja registrado, não será possível renová-lo.

A União Europeia vem sendo criticada por não adotar normas estabelecidas no registro de domínios: como mostra o The Register, é comum dar exceções para domínios já existentes quando há mudanças estruturais, como permitir que eles sejam migrados para novas terminações. Isso aconteceu várias vezes no passado, como em 1993, quando o domínio .su (União Soviética) foi eliminado para dar lugar ao .ru (Rússia).

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Felipe Costa Gualberto

Comunistas protecionistas safados. União Européia é abreviação de União das Repúblicas Socialistas Européias.

faspa

ridícula a atitude de boicotar domínios para britânicos, por exemplo: os Estados Unidos vende domínios .com .net etc para qualquer pessoa do planeta, e eles lucram muito com isso. Essa atitude da UE parecer " briga de criança mimada" além de outros ridículos ataques a grandes empresas de tecnologia.... o Reino Unido fez mais do que certo sair para a sua própria autonomia, chega de seguir leis estúpidas criados por outros e chega de sustentar países afundado na divida (grécia) estatal e que mesmo assim não mudam.

CtbaBr©

Esse seria o ideal, mas pelo que eu entendi, eles serão simplesmente cancelados!

CtbaBr©

Realmente não faria sentido continuar usando o .eu,
Mas se não houvesse esse "revanchismo", poderia-se migrar esses domínios para outras terminações, assim como foi feito no caso da União Soviética.

Isso esta me parecendo uma separação dolorosa, cheia de rancores, onde não se quer facilitar nada, é um direito deles, mas não precisava ser assim!

Gaius Baltar

Focaram muito no que o RU dá à UE e não falavam do que recebe e das vantagens de estar na comunidade. ¯\_(ツ)_/¯

Gaius Baltar
Dummye Sooneed

tá mais pra mostrar mesmo que quem sai da UE, sai da UE...

Dummye Sooneed

mas era basicamente isso o brexit, sair da UE e manter todos os benefícios de esta na UE....

Dummye Sooneed

era bom na teoria que os separatistas apresentaram...

mas na prática....

Ac Jacques

O problema é que os eleitores não foram devidamente informados das consequências . Só viram os aspectos positivos. Hoje talvez o resultado fosse outro.

Gaius Baltar

Sem dúvidas. Será ruim para ambos, mas pior para os britânicos. Já estão perdendo empresas, profissionais, oportunidades de negócios e participações em projetos científicos. E quem mais perderá será a geração mais jovem, que curiosamente não se mobilizou na época da votação e agora já começa sentir as consequências do Brexit.

CtbaBr©

É complicado!
Com certeza haverá consequências e perdas para todos, é uma pena.

Gaius Baltar

Não foi uma imposição, foi algo acordado entre os membros nos tratados de Maastricht e Lisboa. Quem viveu o antes e o depois da livre circulação, do euro e dos fundos estruturais sabe o quanto foi benéfico para todos os países. Poderia discorrer por horas acerca do quanto os europeus se beneficiam da União, seja no aspecto econômico, cultural ou social.

Gaius Baltar

Fazer parte da União significa aderir a uma gama de acordos que regulam sociedade, economia, diplomacia, justiça, etc. Não é possível comprar só a parte que é conveniente e deixar de fora o que não interessa. O Tribunal dos Direitos do Homem é um recurso superior, só aplicável quando estavam em causa direitos fundamentais. É uma diminuição da soberania? Com certeza, pois é essa a intenção de uma União . Os britânicos têm todo o direito de mudar de ideia é sair da UE, mas precisam aceitar as consequências dessa decisão.

Gaius Baltar

A UE quer fazer o RU sangrar? Talvez, mas eles precisam mostrar a quem está dentro que não vale a pena sair. E há perdas bem maiores que domínios na internet. Só de empresas multinacionais que migrarão para o continente o RU perderá bilhões de euros. Mas é um direito que eles têm.

Exibir mais comentários