O Windows 10 já roda em notebooks com processadores ARM, mas tem uma série de limitações, como a impossibilidade de executar aplicativos de 64 bits. Isso deve mudar a partir de maio, quando a Microsoft vai anunciar um kit de desenvolvimento (SDK) com suporte a ARM64.

A informação foi revelada pelo gerente geral de Windows, Erin Chappie, ao Engadget. Segundo o executivo, o SDK será lançado na próxima conferência para desenvolvedores Build, que acontece entre os dias 7 e 9 de maio. Com isso, “os desenvolvedores poderão recompilar seus apps para rodarem nativamente em 64 bits em PCs baseados em ARM”.

Na prática, isso significa que os softwares poderão aproveitar melhor o potencial dos chips ARM, tanto em desempenho quanto em recursos. Na plataforma da Intel, o Firefox se beneficia dos 64 bits, apresentando 39% menos travamentos e mais segurança. E o Snapdragon 835, que equipa a primeira leva de notebooks com processadores da Qualcomm, já suporta instruções de 64 bits.

Só não houve nenhum anúncio específico com relação à emulação de softwares x64. Um dos chamarizes do Windows 10 em ARM é a possibilidade de rodar aplicativos compilados originalmente para a plataforma da Intel, sem exigir modificações no código — mas isso só funciona com x86, e o desempenho ainda não é a coisa mais impressionante do mundo.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

@Sckillfer

Tu acha que vai ser a chegada de apps legados amd64 e descobre: calma, até agora os apps ARM ("modernos") não rodavam em 64-bit!!!!????

 david

Já vão tarde

Jonas S. Marques

Você acabou de delimitar os exatos três mercados que precisam de desktops e, indo além, de Windows. O usuário doméstico tá bem feliz com smartphone e no máximo um tablet.

Cristiano Viana Alves

Vai ser interessante!

rjlgarcia

é o começo do fim da intel, contando com o rumor que os Mac vão rodar ARM, os Chomebooks ganhando força, imagino que os chip intel vão perder fortemente o mercado para computadores pessoais, se restringindo para o uso profissional, cientifico e gamer