Há algumas semanas, a organização do Festival de Cannes anunciou que a próxima edição do evento não aceitará filmes que não estrearam nos cinemas franceses. Para muitos, a decisão foi um sinal claro de que serviços de streaming – em especial, a Netflix – não são bem-vindos na premiação.

Por conta da medida, a empresa resolveu desistir de qualquer participação no festival. O evento havia permitido que as produções fossem exibidas contanto que não concorressem à Palma de Ouro, mas a oferta não foi aceita.

Foto por caribb/Flickr

O diretor de conteúdo da Netflix, Ted Sarandos, disse à Variety que a empresa deseja estar em condição de igualdade com outras produtoras. Segundo ele, haveria o risco dos filmes serem tratados de forma desrespeitosa por terem sido produzidos por um serviço de streaming.

Na última edição do evento, a Netflix concorreu com dois filmes: Okja e The Meyerowitz. A participação da empresa causou a revolta de proprietários de cinemas na França, e fez o diretor do Festival de Cannes, Thierry Frémaux, anunciar a proibição.

Antes, a Netflix teria se comprometido a levar, por um curto período, alguns de seus filmes aos cinemas do país. Mas uma lei francesa exige um intervalo de 36 meses a partir da estreia para que eles sejam levados a serviços de streaming; a regra comprometeria sua atuação no país.

Ainda assim, os filmes foram selecionados pelo festival. Ao Hollywood Reporter, Frémaux criticou a posição da empresa. “No último ano, quando selecionamos esses dois filmes, pensei que eu poderia convencer a Netflix a lançá-los nos cinemas. Eu fui presunçoso, eles recusaram”, disse.

Em sua entrevista, Sarandos disse que espera uma modernização do festival. O executivo lembrou de uma declaração em que Frémaux diz que a história da internet e de Cannes são duas coisas diferentes.

“É claro que são coisas diferentes. Mas estamos escolhendo ser sobre o futuro do cinema. Se Cannes está escolhendo ficar presa na história do cinema, tudo bem”, disse.

Com informações: The Verge, Engadget.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Alexandre Assis

Apenas criem categorias. Poderiam criar categorias de filmes que foram ao cinema , filmes que não foram ao cinema e pronto.

Glauco

Eles estão se protegendo antes que vire uma ameaça, simples assim.

Glauco

Mas é justamente pelo super evento de publicidade que todos gostariam de participar, eu e vc podemos não ser influenciados pelo evento, mas MUITA gente é.

Fabio Wolf

"Cinema" é sobre a sétima arte e não os estabelecimentos...

Daniel Ribeiro

Do comentário do cara, você só leu "o cinema está em decadência". O comentário foi coerente mas você ficou limitado a discutir a opinião do cara sobre o cinema. O fato de existir uma lei absurda não gerou a menor preocupação.

É igual a piada que diz que os bandidos mataram 100 crianças e um cachorro.

Delcino José Serra dos Santos

Baseado em nada. É palpiteiro e como tal tem opinião sobre tudo. Razão ou embasamento não contam.

Delcino José Serra dos Santos

Isso sim é mi-mi-mi. Todos os festivais tem regras, inclusive o Oscar. Alguém já viu um filme ganhar o Oscar a não ser na categoria melhor filme estrangeiro? Pois é. Mas a Netflix é queridinha da galera, aí tem que ser. Melhor procurar crescer. Não sei pelo formato do festival se alguma produção teria chance, mas isso é outra história. O Oscar nem dá chance a algo que não vem de Hollywood e não vejo tanta palhaçada.

Delcino José Serra dos Santos

Tem o Framboesa de Ouro

Caleb Enyawbruce

Isso seria interessante

Caleb Enyawbruce

Eita pega

thiago Oliveira

hasuhsasuahsua

John Smith

Justo. Pensei melhor quanto à isso e devo concordar que minha conclusão foi precipitada quanto à questão da "decadência".

Murilo Vicente

Streaming é o futuro fato! Esses festivais não tem relevância para o grande público, só servem para puxar saco e engrandecer egos.

John Smith

Na verdade foi mais uma opinião do que uma afirmação. "Acredito" que esteja. Ora, se não há ameaça ao mercado, deixem os serviços de streaming lançar seus os filmes simultaneamente no cinema e na internet.

Roger Cleber Masters

Parabéns a Netflix esse festival e um lixo.

Exibir mais comentários