Início » Negócios » Banco Inter oferece conta corrente sem mensalidade para MEI

Banco Inter oferece conta corrente sem mensalidade para MEI

Por
35 semanas atrás

Existem diversos bancos que oferecem contas correntes gratuitas, mas elas costumam ser voltadas para pessoas físicas. Se você é um microempreendedor individual (MEI), talvez precise abrir uma conta jurídica para receber pagamentos — e elas geralmente custam caro.

O Banco Inter (antes Intermedium) passou a disponibilizar uma conta corrente gratuita para quem é MEI. Não há cobrança de mensalidade, e diversos serviços vêm inclusos.

A Conta Digital MEI oferece até 100 TEDs mensais gratuitos, e até 100 depósitos via boleto por mês. Além disso, é possível pagar boletos, agendar transferências, e realizar depósitos de cheque por imagem. Os saques são sempre gratuitos na rede 24h.

O Banco Inter não cobra mensalidade, em parte, porque ganha com outros serviços. De fato, o MEI poderá adquirir serviços como investimentos, seguros residencial e de automóvel, operações de câmbio, entre outros. Isso pode ser feito através do site ou do app (o mesmo usado para pessoa física).

Há também o InterPag, que permite realizar transferências entre contas do Inter via QR code. Você gera o código e outra pessoa usa o app para lê-lo e para autorizar a transação. No entanto, o banco não oferece máquina de cartão.

Para abrir a Conta Digital MEI, é preciso ter um cadastro ativo de MEI e também uma conta de pessoa física no banco Inter. Então, você pode solicitar um convite neste link.

O Agibank também oferece conta jurídica para MEI sem cobrar mensalidade. No entanto, os limites são mais restritos: você pode fazer até 4 transferências gratuitas por mês (depois R$ 1,90 por TED); 4 depósitos por boleto ao mês (depois R$ 2,99 por boleto); e até 2 saques na rede 24h (depois R$ 6,49 por saque).

O banco também oferece o Agipay, transferência entre clientes Agibank via QR code. No entanto, não há opção de adquirir uma máquina de cartão.

Se você precisa da maquininha, existe a conta.MOBI. Ela oferece um plano básico que não cobra mensalidade, mas tem tarifas por cada transferência (R$ 7,99), saque em caixas eletrônicos (R$ 7,99) e boleto compensado (R$ 3,99).

A máquina custa R$ 199 à vista e se conecta ao smartphone via Bluetooth. As taxas sobre cada pagamento variam entre 2,49% e 5,59%.

O MEI não é obrigado por lei a ter uma conta jurídica, mas algumas empresas só fazem o pagamento se ele for creditado em nome da PJ, como consta na nota fiscal. Isso também pode ser útil para obter crédito a taxas menores. Bancos tradicionais, como BB, Bradesco e Itaú, cobram entre R$ 18 e R$ 71 mensais por contas empresariais básicas.